Arquivo da Categoria ‘Legislativas 2019’

É isto – a propósito de Centeno

1 de Outubro de 2019

Share

Henrique ou Telma?

30 de Setembro de 2019

(…) “o grande atractivo das Legislativas do próximo dia 6 de Outubro no distrito de Beja é mesmo saber quem vai ganhar a “corrida” pelo terceiro deputado: se PS ou PSD (uma vez que no seio da CDU não existe essa expectativa)? A escolha será entre a socialista Telma Guerreiro, vereadora na Câmara de Odemira, e o social-democrata Henrique Silvestre Ferreira, engenheiro agrónomo e uma escolha pessoal de Rui Rio .” (…)
(in Correio Alentejo)

Share

Arsénio anda nervoso

27 de Setembro de 2019

Paulo Arsénio anda constantemente em campanha eleitoral. Com o aproximar do 6 de Outubro, a coisa intensifica-se. Repostanto um post da Câmara Municipal, o que é uma redundância, pois a Câmara é PA, e este é a Câmara, sobre a remoção de graffitis em diversos locais da cidade, Paulo Arsénio afirmou que os graffitis não são arte urbana. Deixei lá o comentário “atualmente o grafite já é considerado como forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, mais especificamente, da arte urbana”.
Não sei o que desapareceu primeiro, se o meu comentário* se a afirmação de Paulo Arsénio. Calculo que voltem a aparecer, dentro de 15 dias, ali para os lados da Chamusca.
Estas atitudes demonstram desorientação e algum nervosismo. Algo anda a correr mal ali para os lados da Praça da República.
Para terminar, deixo-vos uma questão: Paulo Arsénio (presidente) existiria se não existisse Facebook?
Siga.
*Nota: fui alertado para o facto de o meu comentário continuar lá. Fica aqui a rectificação. Quanto ao resto, nada a acrescentar.

Share

Em tempo de eleições vale tudo

20 de Setembro de 2019

Paulo Arsénio foi eleito em 1 de Outubro de 2017. Ontem, quando ainda não se completaram 2 anos, o edil apresentou uma espécie de pequeno balanço da actividade desenvolvida. Só um ingénuo acredita que foi pura coincidência estes anúncios, que fazem títulos mas que espremidos dão em nada, serem feitos em vésperas de eleições legislativas.
Julgo que PA tenha tomado posse em 18 de Outubro de 2017. Faria, pois, todo o sentido esperar mais um mês para fazer o balanço de meio mandato e anunciar o que anunciou. Mas em tempo de eleições tudo é permitido, principalmente quando estas jogadas partem do Partido Socialista.
Deixo-vos o link da notícia. Atentem no detalhe dos “25 cêntimos por cada m2”. Também nas autárquicas de 2017 foram muito comentados os saldos anunciados por João Rocha. Afinal o que os separa?
Quanto ao título da peça da RVP, ele é falacioso, induzindo em erro os leitores desatentos. As previsões de Arsénio não passam disso mesmo. Previsões. O que já vem sendo um cansativo costume por parte do Presidente.
Continuemos, portanto, atentos a estas jogadas.

Share

Voto antecipado

16 de Setembro de 2019

Sabia que pode votar antecipadamente?
Para além dos doentes acamados, de militares e de presos, qualquer cidadão recenseado em território nacional pode votar antecipadamente. Para tal, basta requerer por via electrónica, a partir de 22 de Setembro, a sua intenção em votar antecipadamente.
Mais informações aqui. (ver EM MOBILIDADE)

Share

O comício

16 de Setembro de 2019

Escreve Luís Palminha:
“Contrariamente à imagem que muitos tentam fazer passar, o comício de António Costa em Beja não demonstrou uma enorme mobilização. Entre autarcas do PS dos concelhos do distrito e as suas comitivas, entre a comitiva nacional do PS, entre os detentores cargos de nomeação em vários serviços e organismos públicos da região, entre a equipa de segurança do Primeiro Ministro e a equipa de som e palco, o comício em Beja mobilizou poucos socialistas da Cidade. Foi apenas e só mais um comício para o ‘show off’ televisivo.

4 anos de governação (e 2 de ausência em Beja) depois, António Costa veio dizer que não se conforma com o que acontece no aeroporto de Beja nem com o atraso no desenvolvimento dos acessos rodoviários no Distrito. (!?)

É a este homem, que apenas vem a Beja em vésperas de eleições, mostrar-se inconformado, que o País e o Distrito vai oferecer uma Maioria Absoluta?

Se isso acontecer, só temos aquilo que merecemos.”

Share

Beja

15 de Setembro de 2019


A nossa cidade tem aspectos muito curiosos.
Encerra a piscina descoberta, reabre o Pax Julia. São equipamentos incompatíveis, principalmente nos meses de Verao, quando quem utiliza um, não pode utilizar o outro.
Depois, temos uma piscina coberta que encerra quando a descoberta reabre. Os decisores ainda não perceberam que as piscinas têm finalidades distintas? Calculo que já tenham percebido, mas demoram a decidir.
Finalmente, hoje é Domingo e os leitores não estão para aqui virados, desde sexta-feira que estão interditos os estacionamentos em frente ao Museu. Calculo que tenha sido uma decisão das forças de segurança perante a ameaça de ataque terrorista ao primeiro-ministro, que ali vai estar esta tarde a prometer o céu ao povo bejense. Obviamente que o povo se está nas tintas para estes excessos de zelo e ignorou as cancelas – ora derrubando-as, ora afastando-as. Hoje, logo pela alvorada, já estava tudo arrumadinho, com fitas de interdição , que a vinda a Beja de Costa é uma coisa tipo Trump em Londres. Mas o povo é fodido. São 9h30 e duas das cancelas já foram afastadas, ou por residentes ou por alguém que não quer saber de tretas. E assim vamos alegremente numa cidade que alguns teimam em chamar de “o centro do sul”, mas não passa de uma cidade provinciana, governada por gente sem visão.
Até logo!

Share

Quem é o senhor que se segue?

12 de Setembro de 2019

Para o líder social-democrata, um resultado de 20% seria “obviamente muito mau” e caso se concretize um percentagem que abra uma discussão pela liderança, Rui Rio é claro: “Se o PSD tiver um resultado baixíssimo, o que é que eu fico lá a fazer?”

Share

Pires dos Reis abandona PSD

10 de Julho de 2019

Notícia da Rádio Pax:

Pires dos Reis deixou o partido descontente com a forma como foi gerido todo o processo de selecção dos candidatos às Legislativas de Outubro pelo círculo eleitoral de Beja.

A distrital de Beja do PSD escolheu como cabeça-de-lista Inês Guerreiro. Rui Rio impôs Henrique Silvestre Ferreira.

José Pires dos Reis diz que “não está disponível” para estar num Partido que é conduzido “pelo interesse de ilustres militantes”.

Share

Uma incógnita

6 de Julho de 2019


foto: Radio Pax

Henrique Silvestre Ferreira, engenheiro agrónomo, 30 anos, é o cabeça-de-lista do PSD pelo círculo de Beja nas legislativas de Outubro.
A escolha de Rui Rio terá sido feita no âmbito da “limpeza” que o líder social-democrata pretende fazer, colocando como cabeças-de-lista , gente nova (em idade e experiência política) desligada do aparelho partidário. Sabe-se que a estratégia envolve um alto risco.
No caso de Silvestre Ferreira, que não conheço e a quem nunca ouvi uma tomada de posição pública sobre os temas determinantes para a nossa região, o risco é ainda mais elevado, pois o insucesso pode levar à não presença de um deputado do PSD na AR. Seria um retrocesso fatal para o PSD no distrito.
Há, porém, nesta escolha, algumas questões que gostaria de ver esclarecidas:

1 – A escolha foi feita com base nalguma negociação com o Presidente da Distrital ou foi uma simples imposição do Presidente do Partido?
2 – Se foi negociada, com que contrapartidas? A inclusão de Inês Guerreiro como nº 2, arrastando com ela para dentro da candidatura todo lixo tóxico que anda à volta de Zé Raúl dos Santos?
3 – Se não houve “negociata”, como é que Silvestre Ferreira pretende fazer campanha com um muito tímido apoio da estrutura distrital e de algumas concelhias?

Algumas destas questões terão resposta quando conhecermos a composição da lista e soubermos quem será o/a director/a e mandatário de campanha.
Estamos a 3 meses das eleições e o caminho é muito apertado e curto para que Silvestre Ferreira consiga captar a simpatia, e o voto, de cerca de 14000 eleitores.
Uma candidatura cheia de incógnitas. Vamos ver que respostas o futuro nos vai trazer.

Share

Desmobilizados

26 de Junho de 2019


foto: RVP

Nem a presença de Jerónimo de Sousa conseguiu mobilizar os comunistas do distrito. Na apresentação do cabeça de lista do PCP pelo distrito de Beja às proximas legislativas, foi notório o desinteresse do povo pelo assunto. Não bastava já o desaparecimento da CDU a nivel concelhio, agora é também o distrito que vira as costas às iniciativas do partido. Efeitos da geringonça? Não! São os sinais dos tempos. Avante!

Share