Arquivo da Categoria ‘Legislativas 2019’

A tentar não descer de divisão

17 de Outubro de 2019

Estava aqui a ler o balanço feito pelo PCP/Alentejo às eleições para a Assembleia da República realizadas no passado dia 6 e deparo-me com esta: “apesar da quebra eleitoral, a CDU obtém no conjunto dos 47 municípios alentejanos o apoio de mais de 41.000 eleitores confirmando-se e afirmando-se como a segunda força mais votada para a Assembleia da República na região”.
Isto é, o PCP já não corre para cortar a meta em primeiro. Basta-lhe marcar presença nas disputas eleitorais e esperar que o que vem atrás não lhe passe uma rasteira.
O PCP estagnou, não consegue passar de registos cristalizados e o futuro é cada vez mais sombrio para aqueles lados. Pensava-se que só os partidos comunistas aderentes ao eurocomunismo iriam desaparecer. O português para lá caminha. Mas o Comité Central ainda não o percebeu.
Avante!

Share

O voto dos emigrantes

15 de Outubro de 2019

“Depois de terem sido enviadas 1.464.709 cartas com boletim de voto para um total de 186 países logo nos primeiros dias de Setembro, os correios já trouxeram de volta, até esta segunda-feira, 138 mil envelopes com votos dos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo. Ou por quase todo o mundo: da África do Sul não chegou ainda qualquer envelope dos 32.596 que tinham sido expedidos e o secretário-geral-adjunto para a Administração Eleitoral admite que tal não venha a acontecer até à tarde de dia 16 e depois disso também não entrarão nas contas.”

Calculo que muitos votos tenham tido como destino um cesto idêntico ao da imagem.

Share

Beja – PSD que caminho?

7 de Outubro de 2019

Comparem-se os resultados em eleições para a Assembleia da República:

1999 – 12.308
2002 – 17.443
2005 – 10.729
2009 – 12.056
2011 – 17.711
2015 – PAF – 14.980
2019 – 8.549

Para onde vai o PSD no distrito de Beja?

Share

Rio aguenta-se?

7 de Outubro de 2019

Críticos de sempre e ex-apoiantes de Rui Rio concordam: não há como camuflar um dos piores resultados de sempre. O líder do PSD mantém o tabu e não abre jogo sobre o futuro – e os putativos candidatos à sua sucessão também.

Estava escrito nas estrelas: assim que estivessem contados todos os votos e se as piores expectativas se concretizassem, os adversários de Rui Rio não o iam poupar. Assim tem sido ao longo do dia. Autarcas e dirigentes do PSD divergem em relação ao método e ao calendário – se as eleições internas devem ou não ser antecipadas -, mas concordam no essencial: Rio é o grande responsável pela derrota histórica e tem de cair.
(Leia aqui)

Share

Um dos melhores da noite

7 de Outubro de 2019

Share

IL elege um deputado

7 de Outubro de 2019

João Cotrim de Figueiredo, o primeiro deputado da Iniciativa Liberal. Do mundo empresarial para a política

Gestor e empresário, João Cotrim de Figueiredo foi presidente do conselho directivo do Turismo de Portugal entre 2013 e 2016. Entrou na política como cabeça-de-lista da Iniciativa Liberal por Lisboa e foi eleito deputado este Domingo.

Share

PSD perde deputado em Beja

6 de Outubro de 2019

Share

Afluência às urnas

6 de Outubro de 2019

A participação eleitoral até às 16h00 foi de 38,59%, numa altura em que faltavam três horas para o fecho das urnas em Portugal continental e na Madeira, e mais uma hora nos Açores. Os dados oficiais foram atualizados pela secretaria-geral do Ministério da Administração Interna.

Votaram 18,83% dos eleitores até ao meio-dia
A taxa apurada é inferior à registada no mesmo período durante as legislativas de 2015, altura em que tinham votado 44,38% dos eleitores até à mesma hora.

Com o aumento de eleitores recenseados, é natural que surjam estes números (desanimadores).

Share

Bússola Política

5 de Outubro de 2019

Share

Momento Marinha Grande

4 de Outubro de 2019


Mas ao contrário. Costa exteriorizou o que é na realidade.

Share

O meu voto

4 de Outubro de 2019

Apesar de desencantado com o caminho que a nossa Democracia está a levar, não deixei de exercer o meu direito. Fi-lo com a consciência de o meu voto poder vir a ser considerado um voto inútil. Pode parecer inútil pois não vai contribuir para a eleição de deputado. Pode parecer mas não é. Cansado do voto dito útil, votei num jovem partido, que vai crescer e vai ser uma força determinante. A sua campanha mostrou a diferença. Tal como há muitos anos dizíamos, hoje somos poucos, amanhã seremos milhões.
Sim, já votei.
Espero que os meus leitores façam o mesmo no próximo Domingo. Porque votar é o dever de qualquer cidadão.

Share

Quando fores votar não te esqueças

2 de Outubro de 2019

Share