Arquivo da Categoria ‘Geral’

Terras sem Sombra 2019

14 de Janeiro de 2019

O Terras sem Sombra une, de forma inédita, a música ao património e à biodiversidade, e caracteriza-se por associar, à exigência da qualidade, uma programação de cariz internacional. Tem por palco o Alentejo, uma das regiões onde mais se faz sentir o peso da identidade, e o evento não se limita a trazer o mundo ao seu território leva também o Alentejo ao mundo.

A edição de 2019 tem, como país convidado, os Estados Unidos, e traz a Portugal destacados intérpretes do outro lado do Atlântico, assim como uma programação, que faz uma radiografia da música norte-americana, do século XIX à criação mais recente. Estão previstas estreias, integrais ou europeias, de alguns dos mais importantes compositores americanos da actualidade.

O Terras sem Sombra começa a 26 de Janeiro na Vidigueira e conta com quase 50 actividades, entre concertos, conferências, visitas ao património e acções de salvaguarda da biodiversidade, em 13 cidades: Vidigueira, Serpa, Monsaraz, Valência de Alcântara, Olivença, Beja, Elvas, Cuba, Ferreira do Alentejo, Odemira, Barrancos, Santiago do Cacém e Sines.

Share

Correio Alentejo

13 de Janeiro de 2019

Share

Diário do Alentejo

12 de Janeiro de 2019

Share

Diário do Alentejo

4 de Janeiro de 2019

Share

60 anos de miséria e morte

2 de Janeiro de 2019

Share

Adeus 2018

31 de Dezembro de 2018

Feliz Ano Novo

Share

Diário do Alentejo

28 de Dezembro de 2018

Share

Feliz Natal

24 de Dezembro de 2018

Share

Correio Alentejo

21 de Dezembro de 2018

Share

Como está a situação?

21 de Dezembro de 2018

Share

Desfiliado

16 de Dezembro de 2018

39 anos depois. Não saio zangado com ninguém, não vou para lado algum, nem faço parte de qualquer grupo de desfiliados. Simplesmente deixei de acreditar em partidos políticos, sou um descrente do actual sistema, onde as ideologias foram arrumadas, para dar lugar a disputas entre interesses pessoais. Continuo a acreditar na Democracia e estarei sempre ao lado daqueles que lutam pela Liberdade.
Continuarei disponível para combater as ditaduras e os sistemas opressores. Continuo a ser um cidadão interventivo. Ainda acredito que podemos construir uma sociedade mais justa. Sim! O meu lema será sempre: a luta continua!

Share

Diário do Alentejo

14 de Dezembro de 2018

Share