Arquivo da Categoria ‘Blogosfera’

Alentejo, um amanhã reinventado

27 de Março de 2018

ALENTEJO, UM AMANHÃ REINVENTADO é a designação do projeto Hall Paxis, através do qual se pretende ouvir a opinião de autarcas, empresários, personalidades da cultura e de outros sectores estratégicos. Mostrar que vivemos numa região de futuro, com imensas oportunidades e potencialidades, e onde investir é urgente, paralelamente a uma alteração na forma de estar e pensar as empresas, a sua sustentabilidade e, consequentemente, a esfera de acção e intervenção do cidadão comum, será o objetivo desta iniciativa da Hall Paxis.
Acompanhe aqui

Saúda-se esta iniciativa.

Share

Os russos na blogosfera

23 de Março de 2018

Do Tumblr (onde tenho um blog) recebi a seguinte informação:

“Dear ####
As part of our commitment to transparency, we want you to know that we uncovered and terminated 84 accounts linked to Internet Research Agency or IRA (a group closely tied to the the Russian government) posing as members of the Tumblr community.
The IRA engages in electronic disinformation and propaganda campaigns around the world using phony social media accounts. When we uncovered these accounts, we notified law enforcement, terminated the accounts, and deleted their original posts.“”

Segue-se uma lista de cerca de 20 blogs que eu seguia.
___________________________________________

Vamos ter que abrir a pestana com mais energia.

Share

Nilza de Sena

21 de Março de 2018

nilza
foto: RVP
“Não é preciso concordar com tudo o que ali se escreve, mas parece-me importante destacar o texto do blog “Mais Beja“.
Aqui fica:
“A deputada é como um cata-vento. Apanha o vento e roda. Se não houver vento, não roda. Ou seja, lê as notícias sobre a região e, posteriormente, emite “protestos” ou “comunicados” sobre os problemas da região, alguns com décadas, e que nunca foram resolvidos, nem quando o seu partido esteve no poder.
Se o político deve estar junto das pessoas, como é que alguém, que não nasceu no Alentejo, nunca cá trabalhou, nem vive na região, pode escutar, ajudar, entender ou apoiar quem representa?
Vem ao Baixo-Alentejo, de belo salto alto, um dia por mês, visita uma aldeia ou vila de nome que nunca ouviu falar, discursa sobre um problema que já tem décadas, tira fotos com enorme sorriso, entra no seu belo carro, e “abala” para fora das fronteiras do distrito, prometendo voltar passado 1 ou 2 meses, a outro local, para dizer o que todos nós sabemos, sem apresentar medidas ou soluções realistas para mudar o que está errado.” (continue a ler aqui)

Share

Cobardes e merdosos

6 de Março de 2018

Há dias chamaram-me à atenção para o aparecimento de um novo blog na nossa cidade. Só lá fui uma vez, tinha dois ou três “posts”, mas dava para entender que o seu autor era um fervoroso apoiante do antigo regime comunista bejense.
O Blog chamava-se “Vendedor de Sonhos” (onde é que eu já ouvi isto?). E digo chamava-se pois se acedermos ao blog o que acontece é isto (clique).
Ora, quais as razões que levaram o seu autor a remover o blog?
Simples, é mais um cobarde, filho da puta, que, sob a capa do anonimato, decidiu caluniar alguém que não hesitou em apresentar queixa no Ministério Público. (ler aqui)
Sei, por experiência própria, como é morosa, cara e, por vezes, inconsequente, a justiça aplicada aos anónimos dos blogs.
Oxalá o Jorge tenha melhor sorte e que a Justiça funcione. Pode ser que sirva de exemplo.

Share

Rotunda de Beja

13 de Fevereiro de 2018

Escreve-se no blog Mais Beja: “Um dos pontos de entrada ou passagem em Beja é a chamada “rotunda de Serpa”, que liga o IP8 à Rua Afonso III e Rua do Carmo Velho. Este local, mais parece um baldio, uma vez que não existe qualquer arranjo paisagístico ou monumental na rotunda, tornando esta entrada na cidade um local feio e sem qualquer motivo de interesse. Igualmente, no espaço envolvente, não existe qualquer arruamento ou ciclovia e a Ermida de São Pedro, que se situa a poucos metros da rotunda, encontra-se decadente. (…)” continue a ler aqui.

Share

Delito de Opinião – Antologia

1 de Janeiro de 2018

Vamos aderir a esta iniciativa de reunir em livro alguns dos melhores textos publicados ao longo de nove anos no DELITO DE OPINIÃO. Torna-te apoiante da colectânea, editada com recurso ao mecanismo de ‘crowdfunding’.

O esquema é simples: acede-se através deste ‘link‘ garantindo assim a subscrição do livro, pelo módico preço de 12,5 euros por cada exemplar, com garantia de autógrafos personalizados.

Demora apenas um minuto: basta escrever o endereço electrónico, clicar onde se lê “apoie este livro” e escolher uma das três modalidades de pagamento, como o ‘link’ também explica.

Pormenor importante: o montante investido será sempre reembolsado caso a obra não vá por diante.

Share

O mapa cor de rosa

4 de Outubro de 2017

O mapa cor de rosa português é como qualquer mapa de outro partido em qualquer outro país onde não existe oposição. Mais do que a geringonça foi a ausência de oposição que levou a este resultado. Sem imprensa, sem sindicatos, sem partidos a contestar as políticas (ou a falta delas) deste governo, a mancha crescerá sempre. Mesmo sem dinheiro para distribuir.

Rodrigo Moita de Deus aqui

Share

À conversa na Rádio Ourique

15 de Setembro de 2017

O convidado de hoje é João Espinho, o autor de um dos blogs mais lidos do distrito, o “Praça da República”, militante histórico do PSD e fotógrafo nos tempos livres. Será um conversa que irá abordar o debate dos candidatos ao concelho de Beja, a situação política na Vidigueira, o futuro da distrital do PSD, a campanha em Almodôvar, e a razão do seu não apoio à candidatura do seu partido PSD Beja (“Beja a sério“). Uma entrevista a não perder.

Pode ouvir e ver a entrevista aqui

Share

Um novo espaço de reflexão

24 de Agosto de 2017

Para acompanhar aqui

Bem-vindo à blogosfera.

Share

Visão do negócio

16 de Agosto de 2017

Por dentro, magníficas, cremosas e açucaradas Bolas de Berlim; por fora, publicidade a Clínica Dentária. Tratamento integrado, do estômago e da boca. E um empresário com visão do negócio.
(daqui)

Share

A morte saiu à rua

1 de Agosto de 2017

Escreve Pedro Correia no Delito de Opinião :

Balanço trágico dos últimos quatro meses na Venezuela, sujeita à fúria homicida da Guarda Nacional Bolivariana e das milícias armadas pelo regime: 121 mortos, 1958 feridos e quase cinco mil encarcerados.

Apesar destes quatro meses de grosseiras violações dos direitos humanos, como estas dramáticas imagens do assassínio do estudante David Vallenilla documentam, o PCP volta a colocar-se ao lado das forças repressoras. Desta vez num comunicado oficial do partido, depois de o jornal Avante! ter publicado um panegírico ao ditador de Caracas que poderia ter sido produzido por qualquer serventuário do próprio Nicolás Maduro.

Esta é a natureza de classe dos comunistas: enalterecem todas as tiranias que tenham como chancela a foice e o martelo e obedeçam ao jugo dos chamados “partidos irmãos”. Da despótica China, onde vigora o capitalismo mais impiedoso e brutal, à ilha de Cuba, submetida há seis décadas ao punho de ferro da família Castro, passando pelo demencial totalitarismo norte-coreano, assente num imenso arsenal de guerra.

Uma vez mais, o PCP coloca-se ao lado da rica e poderosa oligarquia venezuelana, corrompida pelas redes do narcotráfico, ignorando a dor concreta dos cidadãos comuns, condenados a viver num país onde faltam os bens mais essenciais apesar de possuir as maiores reservas petrolíferas do planeta. Nenhum partido se atreve a falar tanto em nome do povo enquanto aplaude com tamanho vigor quem silencia e oprime o povo.

David José Vallenilla tinha 22 anos e manifestava-se em defesa da liberdade severamente reprimida na Venezuela. Faltavam-lhe escassas semanas para obter o diploma de Enfemagem. Foi abatido a sangue-frio a 22 de Junho, à queima-roupa, por um dos esbirros fardados de Maduro. Como se tivesse sido condenado a um pelotão de fuzilamento.

Custa-me acreditar que imagens como estas não causem sequer um leve sobressalto de indignação aos militantes e simpatizantes do PCP.”

Leia aqui (com hiperligações). Comente.

Share

10 anos de barbearia

17 de Julho de 2017

É obra. E o Luís, sempre que pode, vai ali para as marés de Cabanas aparar as sobrancelhas dos veraneantes.

Share