Arquivo da Categoria ‘Autárquicas 2021’

Entrevistas

23 de Agosto de 2021

Informo que já foram enviadas, a todos os candidatos à presidência da Câmara Municipal de Beja, algumas questões que constituirão entrevistas aos mesmos. Serão, posteriormente, aqui publicadas.

Share

Da arrogância

18 de Agosto de 2021

Paulo Arsénio está a precisar de uma bazuca de humildade. Discursando para os militantes socialistas, é a estes que ele tem de convencer a votar na sua recandidatura, decidiu “apontar baterias”
contra o PSD e o candidato Nuno Palma Ferro.
Esta atitude leva-me a crer que Paulo Arsénio não percebeu de onde lhe vieram os 7.728 votos que obteve em 2017. Não foi, seguramente, do eleitorado que vota sempre PS. Não deve ter percebido que os votos lhe vieram de diversas áreas, o tal voto útil, que funcionou para acabar com o mandato de João Rocha. Calculo que também alguns habituais eleitores do PCP tenham votado “útil”.
Após 4 anos de mandato, onde se assistiu a muito anúncio a obra por concluir, Paulo Arsénio, que vive numa bolha de felicidade, criada por indefectíveis (vulgo “arsenettes”), caminha, com boa passada, para perder a maioria absoluta. Se os ventos se virarem, arrisca-se a, inclusivamente, perder as eleições para o PCP.
Com tamanha falta de humildade, coloco a questão: merece Paulo Arsénio renovar o mandato como Presidente?

Declaração: também eu, em 2017, votei Paulo Arsénio, naquilo a que passei a chamar um voto inútil. Pode o PS, desta vez, estar descansado, pois não vai contar com o meu voto.

Leia: Paulo Arsénio diz que o PSD tem saudades de ver a CDU a dirigir a Câmara de Beja

Share

Percursos acessíveis

12 de Agosto de 2021


(foto de Outubro /2020)

Informa Paulo Arsénio:
“Alterações no trânsito a partir de amanhã e enquanto durarem as obras no Largo da Conceição.
Rua Condes da Boavista passará a ter 2 sentidos e estacionamento proibido do lado do Museu.
Sexta-Feira dia 13 o trânsito na Praça da República voltará ao sentido “normal”.
Subida pelo Arco dos Prazeres, e trânsito no sentido Conservatório – Rua dos Infantes/Rua do Touro.”

Share

Rui Rio é um náufrago

11 de Agosto de 2021

“A candidatura do PSD ao município da Figueira da Foz entregou, em tribunal, um pedido de impugnação da candidatura independente de Santana Lopes, alegando a violação da lei que regula a eleição dos órgãos das autarquias locais.

De acordo com o documento consultado pela agência Lusa, que deu entrada no Tribunal Judicial da Figueira da Foz, a candidatura do PSD alega que o movimento independente tem apresentado denominações diferentes numa mesma candidatura.

“Apresenta-se com a denominação ‘Pedro Santana Lopes Figueira a Primeira’ e outras vezes com a denominação ‘Figueira a Primeira’ o que não se pode admitir e a lei não consente”, lê-se na impugnação dirigida ao juiz responsável pelo processo eleitoral.”

Não sei o que se passa na cabeça do líder do PSD, o que sei é que o mesmo anda à deriva, sem rumo, sem estratégia, afundando, ainda mais, o partido que diz liderar.
Neste caso, Pedro Santana Lopes agradece-lhe, pois é publicidade da boa, e gratuita.
Enfim…

Share

Pulido Valente aquece autárquicas em Mértola

4 de Agosto de 2021

Em reacção aos “ataques” que os antigos camaradas socialistas lhe têm feito, Jorge Pulido Valente esclarece:

Esclarecimento

Porque são principalmente militantes locais, simpatizantes e candidatos do PS que, à falta de melhores argumentos para me atacarem politicamente, têm vindo a repetir a narrativa depreciativa do meu abandono do cargo de presidente antes do final do mandato, esclareço e lembro, àqueles do PS que têm a memória curta, que a decisão foi tomada, na altura, por todos os envolvidos no processo, incluindo os que hoje a criticam, porque:

1 – era preciso dar espaço e tempo ao Jorge Rosa ( o que ele aliás também tentou agora fazer, com o apoio interno do PS local, com o Mario Tomé, mas sem sucesso porque não conseguiu o lugar para onde pretendia ir) para se afirmar no sentido de ser o candidato a presidente nas eleições seguintes;
2- deveria aceitar a missão na EDIA para a qual o governo me tinha convidado;

3 – era necessário preparar com antecedência a missão de que o PS me encarregou de conquistar a Câmara de Beja, dada a sua importância, como capital de distrito, para o desenvolvimento do mesmo e, por maioria de razão, obviamente, de Mértola

Em 2008 deixamos , eu e os meus colegas vereadores, a Câmara Municipal devidamente organizada e apetrechada, uma equipa de eleitos e funcionários devidamente preparados e empenhados, uma estratégia de desenvolvimento e uma carteira de projectos para uma década, alguns dos quais ainda hoje estão a ser executados ou ainda aguardam o seu início.

Em todos os anos em que trabalhei fora de Mértola sempre defendi os interesses do concelho de Mértola (certamente que o Jorge Rosa não o negará) e ajudei aqueles que me pediram na resolução dos seus problemas pessoais e profissionais.

É de lamentar que os dirigentes locais do PS, participantes e conhecedores de todo o processo, não tenham estado disponíveis para esclarecer a situação mas sim para alimentar esta narrativa.

Nada mais tenho a acrescentar sobre o assunto, dado que o mesmo, a meu ver, fica assim definitivamente esclarecido.”

Share

Importa-se de repetir?

29 de Julho de 2021

Disse Paulo Arsénio: “Está pronto o orçamento participativo de Beja.
Beja será o 6.º concelho do distrito de a ter uma versão do Orçamento Participativo e o primeiro das 3 capitais alentejanas.
Era nossa intenção conseguir tê-lo colocado em prática ainda em 2021 para poder ter as primeiras concretizações em 2022. Porém, questões de natureza informática a que o Município é alheio, adiaram o processo um ano e só agora, já em julho deste ano, ficaram resolvidas por inteiro.
Neste momento, e solucionados o impasse técnico, a página que servirá de base ao OP de Beja está em carregamento para ser colocada online.” (aqui)

Só gostaria que ele repetisse o que disse, mas sem se rir. Assim, ninguém o leva a sério. O que já vai sendo hábito.

Share

Não havia necessidade…

22 de Julho de 2021

Depois da humilhante derrota de 2017, Pinela Fernandes regressa, agora a encabeçar lista à Assembleia Municipal. Vai ter de se esforçar muito para captar votos.
Só espero que não estrague a candidatura de Palma Ferro.

Share

Desaparecido

22 de Julho de 2021

Dizem que é candidato à CMBeja.
Nunca mais se ouviu falar de Vítor Picado.
Das duas, uma: ou anda a visitar os centros de trabalho do PCP nas freguesias rurais ou combinou com o Paulo Arsénio um pacto de colaboração silenciosa.
Depois não se admirem.

Share

É só demagogia

14 de Julho de 2021

Sobre o Centro de Apoio a Imigrantes, em Beja, destaco:
“A extensão do Centro Nacional de Apoio à Integração de Migrantes prevista abrir em Beja vai permitir “aumentar a informação” aos imigrantes sobre as condições “dignas” de trabalho e habitação na região”.
O presidente da Câmara de Beja, Paulo Arsénio, destacou que se trata de “um serviço integrado” para a “solução dos problemas da comunidade imigrante no território, não de forma pontual e esporádica, mas de forma permanente”.
O autarca disse que o serviço vai ser instalado num edifício, situada na rua Luís de Camões, que “pertencia ao Ministério da Agricultura” e que ainda “tem de ser disponibilizado” pelo Estado à Câmara de Beja.

Quando o edifício nos for cedido, vai ter uma pequena intervenção, nomeadamente ao nível do chão, da pintura e da rede elétrica”, referiu, esperando que o imóvel possa chegar à posse do município “no final deste mês”.”

1 – Vamos aguardar pelo final do mês.
2- Recorde-se que foi Paulo Arsénio quem vedou aos imigrantes o acesso gratuito de wi-fi, por causa da pandemia, disse ele.

Já nada nos surpreende em Paulo Arsénio…

(notícia aqui)

Share

Um umbigo inflamado

13 de Julho de 2021

Dediquei-me, ontem à noite, a ouvir o discurso do recandidato Paulo Arsénio.
A coisa resume-se assim: tal como no seu feed no Facebook, Arsénio gasta imensos parágrafos, neste caso em modo oratório, para anunciar tudo e mais alguma coisa – obras que estão em curso, mas sem fim à vista, obras que poderiam ser feitas, mas ainda não começaram, aguardando-se financiamento, e mais uns percursos e coisas no género. Julgando-se o líder de uma task force, Paulo Arsénio é o dono do que foi feito, do que pensa fazer, do que ainda não foi feito. Ouvi-lo é um exercício angustiante, nada nas suas palavras augura uma visão de progresso para uma região carenciada, empobrecida, moribunda.
Centrando-se em ataques ao PCP – bater em mortos é próprio dos fracos – Paulo Arsénio não conseguiu identificar, em nada, o que é que Beja melhorou com a queda da CDU e a ascenção socialista ao poder. Uma praia? Calculo que só na cabeça dos que cegaram com os holofotes é que um parque fluvial pode significar o desenvolvimento deste concelho.
Percursos acessíveis? Veremos o resultado das obras caóticas e desordenadas cujo fim se prevê para… 2025, ou mais tarde, se a coisa correr pior.
Paulo Arsénio olha para o próprio umbigo e vê a cidade de Beja numa bolha com líquido, com milhares de estrelas, como aqueles souvenirs com a Torre Eiffel nadando em flocos de neve. É um umbigo insuflado pelos acólitos e que oculta a realidade em que Beja se encontra. Lembram-se de vos ter falado, uma vez, na bolha de felicidade? É isso! É um umbigo inflamado.
Depois, Arsénio diz que este foi o executivo mais atacado de sempre. Pois,é capaz de ser verdade, mas Arsénio esquece-se que, só agora, há ferramentas, como as redes sociais, onde cada um diz o que quer e lhe apetece. Antigamente havia dois ou três blogs, e as críticas eram ali que tinham eco. Com o Facebook, de que Arsénio é fervoroso militante, as coisas mudaram de rumo. E Arsénio, neste caso, prova do seu próprio fel. Repito, sem Facebook, Arsénio, o presidente, não existia.

E, posso garantir, este não foi o executivo mais “atacado”.

O discurso de ontem, apadrinhado por uma governante, que deve conhecer tão bem Beja como eu conheço Pequim, foi mais um mau momento deste mandato, augurando tempos tristes (para todas as partes). Poderia ser uma espécie de balanço, mas ficou-se pelas intenções. Deixando de lado (ignorando) a oposição do PSD e a candidatura de Palma Ferro, Paulo Arsénio demonstrou saber de onde lhe chegaram os votos há quatro anos.
Só que… estes quatro anos demonstraram que Paulo Arsénio não serve para presidente. E o eleitorado do centro sabe disso.
Faltam poucos meses para se colocar um ponto final neste inútil mandato. Meses onde vai valer tudo (até a vinda de Costa para sentir Beja).
Cá estaremos.
NOTA: ao ler os nomes de candidatos e candidatas, não vejo o mínimo sinal de abertura à sociedade civil. Ignoram-se os independentes. É o PS no seu melhor!

(leia notícia aqui)

Leia aqui os nomes dos candidatos.

Share

É hoje

12 de Julho de 2021

“A candidatura de Beja do Partido Socialista e a candidatura “Sentir Beja” vão realizar hoje, pelas 21h00, no Centro Unesco, a apresentação pública dos candidatos às próximas eleições autárquicas.”
Se há 4 anos existia um forte entusiasmo na candidatura alternativa a João Rocha, hoje nada disso se verifica. Exceptuando na corte socialista, não se vislumbram entusiasmos na recandidatura de Paulo Arsénio.
Pela parte que me toca, só lhe desejo que siga com saúde, mas longe do executivo camarário. Para bem dele. E da cidade.

Share

Aljustrel

29 de Junho de 2021

Tenho andado desatento, mas chamou-me à atenção a notícia de que Manuel Ruas não será candidato, por motivos pessoais, à presidência da Câmara Municipal de Aljustrel.
As minhas questões são: Manuel Ruas chegou a ser anunciado pelo PS como candidato? Se sim, à data, não existiam motivos pessoais que o impedissem de ser candidato?
Pronto, é só para esclarecer umas dúvidas.

Share