Arquivo da Categoria ‘Autárquicas 2017’

Só para recordar

22 de Fevereiro de 2017

Se os estatutos do PSD não foram alterados, dizem os mesmos:

” (…)
2. Compete à Assembleia de Secção:

f) Dar parecer sobre as candidaturas aos órgãos das Autarquias Locais e aprovar o Programa Eleitoral, sob proposta da Comissão Política (…)”

Pronto, é só isto.

Share

Duelo em Ourique?

17 de Fevereiro de 2017


Seria interessante, caso Raul dos Santos aceitasse candidatar-se à Assembleia Municipal. Ou terá outros planos?

Share

Autárquicas – escreve um leitor

17 de Fevereiro de 2017

“Eu compreendo a dificuldade em que se encontra o eleitorado clássico da CDU ao ver que desta vez a coisa vai ser séria, adivinha-se mesmo muito séria pois o Paulo Arsénio não vai deixar de se rodear de gente reconhecida, insuspeita e competente , que vai apresentar seguramente um programa eleitoral coerente para a cidade e o concelho, capaz de mobilizar muita gente , mesmo no eleitorado social-democrata do PSD… Eu vaticino, como muitos bejenses, uma derrota expressiva da CDU … da última vez ganharam penso que por 300 votos…só esses já perderam entre funcionários da câmara e votantes de Albernoa ( e não vale a pena agora em “recta final” dar papinhas e bolos às pessoas pois já toda a gente percebeu quem tem “mandado” , é o termo, na Autarquia…) ele que se cuide, se não gosta de ser contrariado vai ter que comprar pastilhas da azia, porque há muita gente nas hostes socialistas e independentes que apoiam o PS preparados para o confrontar…e diga-se de passagem, nem deve dar muito trabalho desmontar a argumentação de quem não conseguiu apresentar um programa eleitoral e centraliza , tanto quanto estou informado, todas as decisões… Não foi isto a que a CDU nos habituou e este executivo irá seguramente ser muito penalizado por isso…”

“Eu tenho alguma dificuldade em perceber o que é que este executivo tem para justificar uma vitória nas próximas eleições autárquicas…por favor na próxima campanha não vamos discutir outra vez as obras na cidade , festas , comes e bebes…a gestão corrente da Câmara qualquer pessoa faz, aliás a “coisa” funciona sozinha..tem Directores de Departamento , Chefes de Divisão etc etc…esses fazem funcionar a Câmara…há quem atenda os telefones , há Recursos Humanos e Área Financeira… mesmo que o Presidente e os vereadores não estivessem lá um mês , a “coisa” continuava a funcionar.

O que está em causa em Beja é o MODELO DE DESENVOLVIMENTO .
Queremos ser uma cidade europeia ou queremos estar, enquanto cidade, “fora” da Europa? Queremos harmonia ambiental, cultura e tecnologias “limpas” ou queremos nuvens de fumo carregado de azeite a multiplicarem-se no céu do Concelho? Queremos uma aposta num Turismo de qualidade ( temos excelentes condições como sabemos, mas são promovidos por empresas PRIVADAS como o Vila Galé ou a Herdade dos Grous , entre outros) ou queremos continuar a atender, falando um português espanholado os turistas que se sentam à mesa dos nossos restaurantes em busca de “qualidade”(porque baixos preços para eles já nós temos…)… queremos ouvir só nós o Cante ou queremos torná-lo da dimensão do Fado, estudá-lo,promovê-lo e compará-lo com outros “cantes”( mediterrânicos por exemplo…) promovendo a nossa cultura entre os nossos parceiros comunitários e extra-comunitários como já se fez com património material como os vinhos ou os azeites de qualidade…enfim…muito haverá a dizer…mas com este executivo, bem, pelo que sinto, vejo e ouço, acho que a contagem decrescente já está iniciada…

Share

Um exemplo

13 de Fevereiro de 2017


Capucho é um exemplo do que fede na política e que, parece, afecta gravemente alguns políticos. Já foi muito, já quis ser tudo. Preparava-se agora para ser candidato à Assembleia Municipal de Sintra. Tanta ambição, tanta guinada, tanta troca de camisola, cheira mal. Muito mal. Vai agora procurar novos horizontes.

Ler aqui

Share

Autárquicas 2017 – Bar Aberto!

9 de Fevereiro de 2017

As peças para o próximo acto eleitoral começam a dispôr-se nos diversos tabuleiros:
Beja – Conhecido o nome do cabeça de lista do PS à CMB, aguardam-se os nomes dos restantes socialistas que acompanham Paulo Arsénio.
O PCP, como habitualmente, gere os seus tempos, para ganhar tempo, coisa que costuma fazer com mestria. Desta vez tem um problema: João Rocha não faz o pleno das hostes comunistas. Cada vez mais isolado, socorre-se do que tem mais à mão para garantir a sua reeleição. Para um decano das autarquias, deverá ser difícil estar a sentir-se só. Arranjará forma de se impôr. E aqui o Bar tem estado bem aberto: os boatos são esclarecedores – que Rocha concorre como independente, que Vitor Picado será a escolha da CDU para cabeça de lista à CMB. Boatos. Como o bar está aberto, cada um serve-se do que quiser e nas quantidades que entender.
PSD – aparentemente está escolhido o cabeça de lista. No entanto, Pinela Fernandes terá que fechar rapidamente o bar, sob pena de João Araújo, Fernanda Caimoto e mesmo Mário Simões, lhe esgotarem os stocks. Com a entrada do CDS nas listas, a repartição de lugares torna-se mais complicada. E o PSD quer garantir uma ou duas centenas de votos centristas para poder dizer, no dia seguinte, que a derrota não foi humilhante.
Bloco já deve ter a máquina a olear e Alberto Matos será sempre um dos nomes para dar a cara na corrida à Câmara ou à AM. A história de o BE poder vir a apoiar (ou integrar) uma lista de independentes parece, neste momento, afastada.
Por fim: aparecerá alguém para abrir o Bar dos Independentes? Lopes Guerreiro ainda estará disponível para mais uma batalha? E quem o acompanhará na ida a jogo?
O Bar está aberto. Sirvam-se.

Share

Beja – PSD e CDS concorrem coligados

8 de Fevereiro de 2017

Ambos os partidos fecharam ontem um acordo para as autárquicas de Outubro (Distrito de Beja). Desconhecem-se detalhes.

Share

Paulo Arsénio dá o tiro de partida

4 de Fevereiro de 2017

beja2

Paulo Arsénio escreve na sua página no Facebook:

“Estimadas amigas e amigos,
Quero a todos, sem excepção, agradecer do coração as manifestações de apoio e de estímulo que tenho recebido nos últimos 3 dias – vindas não só de amigos mas também de pessoas que ainda não conheço -, depois de confirmada a minha candidatura a Presidente da Câmara Municipal de Beja e que via telefone, via sms e através das redes sociais excederam largamente aquela que pudesse ser a minha melhor expectativa.
Sei das minhas capacidades e qualidades e conheço também bem os meus limites e insuficiências. Sei também que este caminho que agora se inicia será naturalmente um caminho em que não contaremos com quaisquer facilidades.
Colocarei o melhor das minhas qualidades ao serviço das equipas que iremos mais tarde apresentar para servir Beja.
Essa é aliás a base desta candidatura Socialista ao Município de Beja que tenho a Honra de liderar: um trabalho de equipas; um trabalho de agregação; um trabalho de inclusão e de diálogo permanentes;
Esta candidatura não é – nem permito que seja – a candidatura “do Paulo Arsénio”. Será uma candidatura colectiva de todos os Socialistas e Cidadãos Independentes que a nós se queiram juntar e que connosco partilhem ideias, sugestões e soluções para melhor gerirmos o Concelho e cada uma das suas Freguesias já a partir do final deste ano.
As expectativas em redor de um projeto alternativo no Concelho de Beja são muitas. Respira-se uma vontade de nova mudança política no Concelho de Beja. Estaremos à altura de cumprir essa expectativa.
Valorizaremos o trabalho de todos os funcionários da Câmara Municipal de Beja e da EMAS. Os trabalhadores do município são aliás elemento indispensável para promover as melhorias que entendemos serem necessárias no Concelho. Olharemos ainda para as freguesias rurais com especial atenção.
Dia 1 de fevereiro começámos a construir a alternativa. Obrigado a todos pela confiança em mim depositada e por vezes de formas tão simpáticas. Seria hipócrita se vos dissesse que fiquei indiferente. Não fiquei. Não podia ficar.
Ao longo deste percurso, até outubro, passaremos momentos melhores e outros mais difíceis. Saibamos manter-nos Unidos e Coesos nos momentos mais turbulentos para que cheguemos ao outono e cada um possa dizer com um sorriso: “Beja mudou! E eu dei o meu contributo!”
Uma nota final: aconteça o que acontecer até outubro e depois de outubro prometo-vos (e esta é a primeira promessa!) que continuarei a ser o mesmo de sempre!”

Nota: sou amigo do Paulo há vários anos. Falamos regularmente sobre política e sobre duas paixões comuns: o Sporting e a cidade de Berlim. Também Beja está sempre na ementa das nossas conversas. Tivemos os nossos confrontos na Assembleia Municipal e muitas vezes divergimos dos caminhos a percorrer. Tal nunca beliscou a nossa amizade. Como militante do PSD e cidadão bejense, desejo-lhe o maior sucesso nesta sua empreitada e que ela signifique o virar de página nesta terra que vemos cada vez mais abandonada.
E como venho dizendo há anos: para que o PSD chegue um dia à presidência da Câmara temos que, em primeiro lugar, afastar o PCP da cadeira que ocupa há décadas. Espero que o Paulo seja essa janela de oportunidade.

Foto: Jorge Diogo

Share

Beja – continuam as nomeações

3 de Fevereiro de 2017

Leia aqui a nota curricular

Share

Beja – nomeações políticas

2 de Fevereiro de 2017

A 8 meses das eleições, o sr. Rocha começa continua a fazer nomeações políticas. É a chamada distribuição de tachos. Coisa habitual, também no PCP.
Avante!

Share

Beja – Paulo Arsénio candidato

1 de Fevereiro de 2017

paulo arsénio

De acordo com esta notícia, Paulo Arsénio foi escolhido, esta noite, como o cabeça de lista do PS à Câmara Municipal de Beja.

Share

Realidade virtual (actualizada)

1 de Fevereiro de 2017


Adenda: Câmara de Beja paga 3000€+IVA/ano para receber esta bandeira. Informação que, distraidamente, a RVP oculta.
Veja aqui

Share

Excitações – 4

27 de Janeiro de 2017

cmb

“Em 2017, o Pax Julia continua a afirmar-se como uma grande sala de espetáculos do sul do País, com uma programação eclética e aberta à comunidade.
A Câmara Municipal de Beja é o principal programador.”

Share