Arquivo da Categoria ‘A minha cidade’

49 metros quadrados de ilusões

23 de Abril de 2019

De acordo com esta notícia, o município de Beja volta a marcar presença na Ovibeja, este ano com um stand dedicado ao sector aeronáutico e nas potencialidades do aeroporto.
Seguramente que Paulo Arsénio quer limpar a imagem do seu secretário-geral, que por acaso é Primeiro-Ministro, que disse que o aeroporto de Beja não é alternativa ao do Montijo. Isto é, o negócio do Montijo é para avançar, o que significa que Lisboa vai ter um aeroporto com duas pistas e um rio pelo meio.
Apetece dizer: nunca tantos fizeram tão pouco pelo Baixo-Alentejo.
Encontramo-nos nas urnas, está bem?

Share

Torre dos Sinos quase a cair?

18 de Abril de 2019


foto: MAIS BEJA

Pelo seu interesse, destaco artigo publicado no blog “MAIS BEJA”:

“A Torre dos Sinos, faz parte da Igreja de Santa Maria e situa-se por trás da Capela de Nossa Senhora Rosário, que também tem outra torre, que é a Torre do Relógio. Nesta última, é possível ver a cabeça de um touro, símbolo da cidade de Beja, três relógios, um em cada face da torre e mais acima vários sinos.
Há pouco tempo, enquanto pesquisava informação sobre estas duas torres (quem observa de fora parece ser apenas uma torre, mas na realidade são duas), quando me deparei com fotos dos sinos da Torre dos Sinos, no Beja y Arrabaldes. As imagens que retratam a torre sineira são de 2012, e apresenta-nos um monumento num estado de quase colapso dada a elevada degradação dos sinos, bem como do material que suporta os sinos e a torre.” (leia aqui)

Share

Quer um bobó?

16 de Abril de 2019

Para além de bóbó pode ainda provar outros petiscos da cozinha tradicional alentejana.
Onde? Em Beja, no Castelo. No centro do sul, ou da cidade, ou seja lá isso o que for…

Share

A não perder

12 de Abril de 2019

Share

Vânia Beliz chama as coisas pelos nomes

11 de Abril de 2019

A Biblioteca Municipal de Beja recebe hoje, às 21.30 horas, a apresentação do livro “Chamar as coisas pelos nomes”, de Vânia Beliz.

Share

Beja e a interculturalidade

8 de Abril de 2019

O Núcleo Distrital de Beja da Rede Europeia Anti-Pobreza propõe, a partir de hoje e até ao próximo domingo, a Semana da Interculturalidade.
Trata-se de uma iniciativa que pretende sensibilizar as pessoas para a a importância da construção de uma sociedade mais justa, igualitária e intercultural.
(ler aqui)

Share

25 de Abril em Beja

5 de Abril de 2019

“A ACOS – Associação de Agricultores do Sul associa-se às comemorações do 25 de Abril, numa parceria com a Câmara Municipal de Beja, em que a Ovibeja vai ser o epicentro das comemorações da data festiva. A abertura das “Ovinoites” é feita, dia 24 de Abril, por António Zambujo que traz a Beja o seu mais recente álbum “Do Avesso”. A primeira parte do concerto estará a cargo dos Pringá que prometem animar a noite com os ritmos do flamenco, a partir das 22h00, e à meia noite haverá fogo de artifício. Depois sobe ao palco da Ovibeja o músico bejense que estará nesta primeira noite do certame em que se comemora o 25 de abril num espetáculo comparticipado pelo Município de Beja em 50% que terá entrada livre a partir das 22h00.No dia 25 de abril, as comemorações continuam no Jardim Público, com atividades desportivas e lúdicas durante o dia.”

Share

Porque hoje é dia das mentiras

1 de Abril de 2019

Leia/oiça aqui as declarações de Jorge Barnabé onde este se defende de insinuações da “Sábado” e diz que é tudo uma “grande mentira”.
Nada melhor do que desmentir no dia das mentiras.

Share

Afinal, como é?

29 de Março de 2019

É excelente que os “Passes Sociais não tenham efeito no distrito de Beja? Estamos esclarecidos, senhora Presidente da Assembleia Municipal de Beja…
O PS no seu melhor!

Share

Panóplia Leaks?

25 de Março de 2019

Jorge Barnabé não tem nada a esconder. O assunto que encheu recentemente algumas mesas de cafés, e que o próprio Barnabé tem vindo a alimentar, com sucessivos posts no FACEBOOK, não é novo, e há uma ano já havia provocado celeuma, o que levou Jorge Barnabé a apresentar queixas formais no Ministério Público, contra autores de comentários no blog Alvitrando. Não sei como ficou esta demanda judicial.

Agora, a revista “Sábado” (esse exemplo de “jornalismo”) voltou a pegar no assunto. Do que li, não vejo, nem sou entendido no assunto, que haja matéria criminal.
O que interessa saber é se, na realidade, as autarquias socialistas, por ruelas e travessas, favorecem as empresas detidas por Barnabé e/ou por familiares deste.
Conheço o Jorge há anos e não tenho que estar aqui a dizer o que penso ou deixo de pensar.
Incomoda-me vê-lo, muitas vezes, fazer o papel de “voz do dono”, como o fez recentemente num post com o título “UM PAÍS ESQUIZOFRÉNICO” (assim em maiúsculas), onde alinhava e reforçava as críticas de Pedro do Carmo à CNE. Tratando-se de um assunto que beliscava as autarquias (também socialistas), proibindo-as de comunicar/publicitar obras e projectos em período pré- eleitoral, Barnabé, que está “na vanguarda da comunicação”, não terá gostado que algumas janelas de oportunidade pudessem vir a ser encerradas. Não sei quem se insurgiu primeiro, se o deputado se o empresário. Mas estas excessivas “colagens” ao PS demonstram que a desfiliação de Barnabé não significou um corte do cordão umbilical com o partido.
Voltando ao que interessa: É ou não verdade que as autarquias socialistas favorecem a contratação das firmas de Jorge Barnabé para a produção de espectáculos nos concelhos que lideram? Se sim, averigúe-se de que forma.
E depois há aquela questão: quando os comunistas dominavam as autarquias, e eu já cá ando há alguns anos, os socialistas vomitavam ódio por as contratações serem sempre feitas aos amigos do PCP. Ora, agora com o PS dominante, a coisa parece ser é igual. Mas como são socialistas, não gostam de críticas, fazem ameaças e, pior, não tentam esconder que o fazem por vingança.
O que vem dar razão a quem diz que “só mudaram as moscas”.
E eu corroboro: “a merda é a mesma”.

Share

Beja

24 de Março de 2019


foto: joão espinho

Share

Será desta?

12 de Março de 2019


À atenção da autarquia: pode haver por aí algum louco que se lembre de apresentar queixa à CNE por “publicidade a obras” em período pré-eleitoral.

Share