Arquivo de Autor

Partidos apresentam candidatos

23 de Junho de 2017

No dia 6 de Junho, a CDU apresentou alguns dos seus candidatos às autárquicas 2017 no concelho de Beja

Câmara Municipal:

1 – João Rocha
2 – Vítor Picado
3 – Sónia Calvário
4 – Rui Eugénio

Assembleia Municipal
1 – João Dias

__________________________________________________________________________________________

No dia 22 de Junho foi a vez de o PS apresentar as seguintes candidaturas:

Câmara Municipal:

1 – Paulo Arsénio
2 – Luís Miranda
3 – Marisa Saturnino
4 – Arlindo Morais

Assembleia Municipal
1 – Fernando Romba

Foram também apresentados os cabeças de lista do PS candidatos às freguesias:
Albernoa e Trindade – Carlos Casimiro
Baleizão – João Pedro Cascalheira
Beringel – Vítor Besugo
Cabeça Gorda – António Barros
Nossa Senhora das Neves – Edgar Gaspar
Salvada e Quintos – Nelson Gatinho
Santa Clara do Louredo – Sandra Reis
Santa Vitória e Mombeja – Rute Merêncio
Trigaches e São Brissos – José Galhana
São Matias – António Grade
Salvador e Santa Maria – António Ramos
Santiago e S. João Baptista – Jorge Parente

Fotos: RVP

Share

Diário do Alentejo

23 de Junho de 2017

Entre dezembro de 2015 e o final do ano de 2016 o distrito de Beja perdeu 1 104 pessoas. Os números resultam de uma estimativa sobre a população residente em Portugal divulgada esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). (Leia a reportagem completa na edição do Diário do Alentejo desta semana.)

Share

Correio Alentejo

23 de Junho de 2017

Share

Bom fim de semana

23 de Junho de 2017


foto: Mikhail Faletkin

Share

E tu, vais ficar em casa?

22 de Junho de 2017

VAMOS DAR VOZ A BEJA E AO BAIXO ALENTEJO!
Artistas do Baixo Alentejo, da Voz, da Música, da Tela, da Pena, da Vida e de todas as artes, dia 29 de Junho, Quinta-feira, é o Nosso Dia!
Vem cantar o hino #BEJAMERECE+, nas escadarias do Museu de Beja, às 19:00! Comboios, Estradas e o Aeroporto são fundamentais para o nosso desenvolvimento! E tu, vais ficar em casa?

(para memorizar)

Se me queres bem
Se me amas sai
P’rá rua e vem
E traz alguém

P’ra cantar por mim
Alto e grande som
Olha que bom
Todos no tom

Beja merece, pelas pessoas que tem
Muito mais do que o desdém
E beijinhos de eleição

Beja merece, um comboio um avião
Uma estrada pois então
Para me vires abraçar

Share

Para quebrar o silêncio

22 de Junho de 2017

A que muitos chamam de estratégico, aqui fica um acto de campanha do PSD/Beja. É um sinal de vida. E é para levar a sério.

Share

E Beja?

22 de Junho de 2017

Comboios de passageiros regressam a Elvas e Badajoz
Em Setembro, a CP volta a operar em toda a extensão da linha do Leste com um comboio diário em cada sentido.

(leia aqui)

Share

Buba Espinho em Beja

22 de Junho de 2017

Quarta-feira, 5 de Julho às 21:30
Parque Vista Alegre, Beja
A solo, ao vivo e a cores !

Share

Começou o ping pong

21 de Junho de 2017

Jaime Marta Soares diz que trovoada seca foi duas horas depois de ter começado o incêndio em Pedrógão Grande. PJ quer ouvi-lo..
Há uma coisa que me pareceu estranha: a rapidez com que a PJ veio a público afirmar que o incêndio não tinha mão humana.

Share

EATT2017

21 de Junho de 2017

Share

Não desviem as atenções

20 de Junho de 2017

Anda por aí muita gente crispada com a Judite de Sousa e com o jornalixo da TVI.
Foquem-se no essencial, porra!

Share

Sem propriedade não há limpeza

20 de Junho de 2017

Escreve um leitor: “O Sr. Paulo Nascimento focou um aspecto muito importante. Diria que estão ai enumerados 50% dos problemas.

Outra grande parte do problema é o parcelário. Continua sem ser feito, sem previsões para estar concluído e com multas constantes da CE.
A grosso modo, de Castelo Branco para cima, ninguém sabe quanto é, de quem é, desde quando é a propriedade dos terrenos.
E sem propriedade não há limpeza, não há obrigatoriedade de nada, não há responsabilidade de ninguém. A floresta fica 9 meses em auto-gestão, sem zelo algum.
No rescaldo do incêndio começa o levantar mútuo de dedos acusatórios.
Começam as chuvas, o assunto fica novamente na gaveta. Há anos que isto é assim. Um autêntico ciclo vicioso que se propaga há anos.
Porque? o partido que se atrever a mexer nisso vai ficar muitos anos sem se sentar no cadeirão. Vai haver muita expropriação, muito usucapião, muita reivindicação de posse… etc. Um caos jurídico.

Outro aspecto que importa mencionar são as constantes negociatas dos meios aéreos. E não me venham com a FA que isso é para encher parangonas de jornais. Falo sim em cadernos de encargos completamente ignorados sem penalizações, horas extras não negociadas e pagas a peso de ouro, horas não executadas pagas na mesma, contratação de pilotos sem habilitações e sem pronunciarem uma palavra de português.
Centralização estúpida e sem nexo nenhum da protecção civil em tudo e mais alguma coisa… enfim às vezes pergunto-me como é que não arde mesmo mais área.”

Share