Jun 28 2024

Mais segurança para Beja

Publicado por as 16:43 em A minha cidade

Transcrevo na íntegra: “Beja Consegue volta a manifestar a sua preocupação pelas manifestações de violência, desacatos e insegurança que têm ocorrido na cidade de Beja.
Estamos conscientes de que o problema com que nos deparamos, tem uma dimensão nacional, um contexto internacional, que limita de sobremaneira uma resposta local. Ou seja, sabemos que a Câmara Municipal de Beja, está limitada na sua ação, mas não incapaz de ter uma liderança e uma estratégia que a existir não se vê. É nossa convicção, que o município pode fazer mais, e que tem de, insistentemente, procurar soluções, monitorizar e minimizar a situação.

São mais de 50 nacionalidades, com culturas diferentes, interesses diferentes, e por certo, objetivos diferentes. A pergunta que nos deve guiar deverá ser: De que forma podemos ajudar a integrar, e encontrar soluções de trabalho na nossa região?

Temos de ajudar estas pessoas, mas não podemos permitir um clima de insegurança, com desacatos na rua, e desordem. Não podemos, em circunstância alguma, que a nossa terra se torne insegura ou desconfortável… caso contrário, em breve, estará também vazia.

Temos algumas propostas que mais uma vez, iremos apresentar em reunião de câmara:

· A Câmara Municipal de Beja deve, através do trabalho do Conselho Municipal de Segurança, tomar as ações necessárias, e proporcionar a este órgão os meios e recursos para que cumpram a sua missão.

· A fiscalização das condições de habitabilidade tem de ser uma realidade e, caso não sejam cumpridas, tem que responsabilizar os proprietários, e tomar as medidas necessárias para que não se verifique a sobrelotação de alguns espaços.

· Devem ser colocadas câmaras de observação nos locais públicos mais frequentados para bem da nossa segurança, e para dissuadir acontecimentos destes no centro da cidade, servindo igualmente para identificar os prevaricadores.

· Insistimos na criação de um Centro de Acolhimento temporário e Integração de Migrantes que funcione como espaço ancora permitindo suportar as instituições e pessoas que todos os dias se desmultiplicam para fazer face a esta hercúlea missão, e cujos financiamentos comunitários existem e estão disponíveis e na utilização dos Balneários Públicos para que os membros da comunidade migrante que não têm acesso a casa de banho possam fazer a sua higiene diária.

Estas medidas de fácil execução só demonstram a incapacidade do executivo em fazer acontecer. Consideramos que é nossa obrigação pautar pela segurança dos bejenses, dos comerciantes e de outros empresários que neste momento se sentem inseguros, inquietos e algumas vezes, desrespeitados. Temos de envolver todos os movimentos de cidadania, individuais e coletivos, para defender a liberdade de todos nós, e de cada um!

Não podemos ficar de braços cruzados.

O Beja Consegue está inteiramente disponível para colaborar no que for necessário, e volta mais uma vez a pedir ao presente executivo que faça acontecer. Estamos inclusivamente dispostos a agir, em conjunto, em estratégias para alertar entidades nacionais para a urgência deste tópico.

Só desta forma Beja Consegue! ”

Share

8 Resposta a “Mais segurança para Beja”

  1. Tico diz:

    Palma Ferro parece esquecer o barril de pólvora que constitui o Bairro das Pedreiras

  2. zei diz:

    Boa noite: Onde podemos verificar que ações foram tomadas pelas autoridades para melhorar a segurança na cidade? Que posições foram tomadas pelas diversas entidades para verificar ou melhorar as condições de habitabilidade dos vários cidadãos que chegam para se instalarem e se têm contrato de trabalho e documentos em ordem?

  3. Bejense diz:

    O presidente Paulo Arsénio vai assistir a dois jogos do euro 2024. A vereadora do pelouro social também vai à Alemanha.
    Em Beja há porrada nas ruas e assaltos. As ruas do centro histórico metem medo à noite e de dia as pessoas sentem-se inseguras.
    Quando regressa do euro o autarca em vez de anunciar aos bejenses uma reunião com o comandante da PSP publica no Facebook a grande notícia que é a chegada de mais um avião brasileiro à base aérea. Temos o que merecemos.

  4. Tico diz:

    Os dois “hotéis” localizados precisamente no centro da cidade têm as condições mínimas de salubridade para funcionarem ? Preocupa-se Paulo Arsénio com esta situação? Face á sobrelotação o que acontece se houver algum incêndio? O que diz a proteção Civil ? O que dizer do descarado consumo de droga no Jardim que confina com a Rua da Branca ?

  5. cmrm diz:

    @Bejense, pelo menos nesses dias ficou a câmera bem entregue, pena é o homem estar farto destes de aturar os tiros nos pés do palinho

  6. Rui Marques diz:

    O Presidente de Beringel, ainda há pouco tempo chamou à atenção o que se passa lá com os imigrantes, não vi ninguém da câmara ou do PS solidário com o autarca de Beringel, pode ser que achem que está tudo bem por cá por Beja e por Beringel é conversa deles e continuam a assobiar para o lado a pensar que tudo está bem. Mas não está tudo bem, está tudo mal. A praça da câmara são só imigrantes a deambular, museu são só imigrantes a deambural, Santo Amaro imigrantes com fartura, e por aí fora e é este o cartão de visita da nossa cidade de Beja.
    Pode ser é tarde demais.

  7. diz:

    Pelo visto, para alguns, os imigrantes só tem direito a trabalhar, depois tinham que ser colocados nalgum gueto, longe das vistas, para não andarem por ai a deambular.

  8. Rasputinha diz:

    Porque haveremos de ter que encontrar emprego? As gentes locais/nacionais ja nao tem necessidades que cheguem (com uma SS a rebentar pelas costuras)?
    Ha quem fale em dever moral, por causa de um suposto passado colonialista. Mas nao e mais que sinalizacao de virtudes e, em parte, um discurso comprado por forcas que querem de facto desvalorizar o trabalho e o trabalhador.

    Quanto a acao possivel, e obvio que uma camara nao pode implementar estrategias nacionais. No entanto, num plano local, a camara de Beja nao so nao tem uma estrategia para abordar o problema, como parece estar em conluio com os latifundiarios locais de Beja. E mesmo muitos cidadaos de Beja botam achas a fogueira, ao alugar as casas empodrecidas no centro historico que provavelmente herdaram, e fazem destas autenticas camaratas.

Deixe Uma Resposta