Ago 02 2021

A vacina é um privilégio?

Publicado por as 11:59 em COVID19

No passado dia 4 de Fevereiro publiquei o post “A vacina é um privilégio?”
Só um leitor comentou, afirmando: “Julgo que isso poderá ser facilmente desmontado pelo facto da Vacina não ser obrigatória.”
No post escrevi:

    De acordo com notícias recentes, sabemos que a vacina tem sido um privilégio de alguns dirigentes de cargos públicos, a quem a ética nada diz. Adiante.
    A minha primeira questão é: os vacinados podem regressar à vida normal, mais cedo que os restantes cidadãos? Isto é: podem viajar, ir ao cinema, teatro, concertos? Podem ir a restaurantes? Se sim, isso não vai criar divisão nas diversas sociedades, provocando uma exigência “oculta” de vacinação?
    Podem os vacinados ser mais felizes e recuperar mais cedo as liberdades entretanto suspensas? Estas reflexões/questões podem parecer pertencer a um filme de ficção. Mas quantas vezes não vimos já a ficção transformar-se em realidade?
    Pensem nisto.”

Passados 6 meses, apeteceu-me recordar o que escrevi e acrescentar: somos todos livres de forma igual? Ou há uns mais livres do que outros?

Share

Deixe Uma Resposta