Jul 27 2021

Do blog

Publicado por as 14:19 em Blogosfera

Tal como as ruas do centro histórico de Beja, também este blog ficou inacessível.
Só falta arranjar uma iluminação digna da campanha eleitoral autárquica e uns “moloks” encomendados.
Siga!

Share

12 Resposta a “Do blog”

  1. ATENTO diz:

    Ainda bem que regressou. Esperemos que sem mais incidentes.

  2. Baleizoeiro diz:

    A provocadora do costume já começou a fazer o trabalho sujo, ofendendo a torto e a direito. Alguns ainda a aplaudem no Facebook. O candidato Arsénio devia ir a Baleizão ver se encontra remédios para calar essa pessoa mal formada.

  3. João Espinho diz:

    @baleizoeiro- quem é essa?

  4. J diz:

    Sem desprimor, o blog necessitava de uma “repaginada” no layout. Até o Alvitrando fez…

  5. João Espinho diz:

    @J – no caso do Praça não é coisa fácil. Utilizando a plataforma wordpress.org, se alterar o layout, há muita coisa que vai desaparecer, pois este foi criado de raiz, adaptando o que havia disponível. Não tenho aptidão para usar algumas das ferramentas.

  6. Sou filiado no tachismo diz:

    Baleizoeiro@- A doutora, a tal que já foi CDU, PSD e PS, pelos vistos volta a atacar tudo o que mexe na página do PA a quem critica as obras da CM pela Cidade. Agora até parece que percebe muito de obras feitas e por fazer. Uma verdadeira especialista no “taxo”.

  7. Manolo diz:

    Vejo a Áurea de Jesus, com uma excitação tal, a comentar os post do Paulo Arsénio, que provavelmente já deve ter prometido novo contrato. Já agora seria interessante saber qual o resultado atingido com o primeiro contrato.
    O Patriarca é que deve andar muito chateado com o Arsénio, pois nem um lugarzinho nas listas.

  8. oi? diz:

    O Patriarca nem sequer é militante em Beja… porque raio quereria ele um “lugarzinho” nas listas em Beja?
    Eu bem sei que este blog e os seus comentadores se dedicam à vida politica em Beja e arredores, mas convenhamos que há mais “vida politica” para além do burgo que conhecemos.

  9. João Espinho diz:

    @OI – tem razão. Depois chamavam-lhe paraquedista, o que é uma chatice, não é?

  10. Oi? diz:

    Chame-lhe o que quiser.
    Uma coisa é certa. Ser militante, por principio não permite concorrer a outras listas que não onde são militantes. É uma questão de moral e consciência. Mas cada um defende aquilo que entender. Agora inventar é intelectualmente desonesto.

  11. João Espinho diz:

    @oi – isso não faz sentido. Um militante de um partido deve estar disponível para as tarefas partidárias, sejam elas quais forem. E onde forem. Cabe depois, à consciência de cada um, aceitar ou não.

  12. Oi? diz:

    Mas se já tem “paraquedistas” onde se pode entreter, para que quer mais um?
    E se como diz, cabe à consciência de cada um aceitar ou não, o resultado seria o mesmo, para quê complicar?

Deixe Uma Resposta