Jul 13 2021

Um umbigo inflamado

Publicado por as 15:01 em A minha cidade,Autárquicas 2021

Dediquei-me, ontem à noite, a ouvir o discurso do recandidato Paulo Arsénio.
A coisa resume-se assim: tal como no seu feed no Facebook, Arsénio gasta imensos parágrafos, neste caso em modo oratório, para anunciar tudo e mais alguma coisa – obras que estão em curso, mas sem fim à vista, obras que poderiam ser feitas, mas ainda não começaram, aguardando-se financiamento, e mais uns percursos e coisas no género. Julgando-se o líder de uma task force, Paulo Arsénio é o dono do que foi feito, do que pensa fazer, do que ainda não foi feito. Ouvi-lo é um exercício angustiante, nada nas suas palavras augura uma visão de progresso para uma região carenciada, empobrecida, moribunda.
Centrando-se em ataques ao PCP – bater em mortos é próprio dos fracos – Paulo Arsénio não conseguiu identificar, em nada, o que é que Beja melhorou com a queda da CDU e a ascenção socialista ao poder. Uma praia? Calculo que só na cabeça dos que cegaram com os holofotes é que um parque fluvial pode significar o desenvolvimento deste concelho.
Percursos acessíveis? Veremos o resultado das obras caóticas e desordenadas cujo fim se prevê para… 2025, ou mais tarde, se a coisa correr pior.
Paulo Arsénio olha para o próprio umbigo e vê a cidade de Beja numa bolha com líquido, com milhares de estrelas, como aqueles souvenirs com a Torre Eiffel nadando em flocos de neve. É um umbigo insuflado pelos acólitos e que oculta a realidade em que Beja se encontra. Lembram-se de vos ter falado, uma vez, na bolha de felicidade? É isso! É um umbigo inflamado.
Depois, Arsénio diz que este foi o executivo mais atacado de sempre. Pois,é capaz de ser verdade, mas Arsénio esquece-se que, só agora, há ferramentas, como as redes sociais, onde cada um diz o que quer e lhe apetece. Antigamente havia dois ou três blogs, e as críticas eram ali que tinham eco. Com o Facebook, de que Arsénio é fervoroso militante, as coisas mudaram de rumo. E Arsénio, neste caso, prova do seu próprio fel. Repito, sem Facebook, Arsénio, o presidente, não existia.

E, posso garantir, este não foi o executivo mais “atacado”.

O discurso de ontem, apadrinhado por uma governante, que deve conhecer tão bem Beja como eu conheço Pequim, foi mais um mau momento deste mandato, augurando tempos tristes (para todas as partes). Poderia ser uma espécie de balanço, mas ficou-se pelas intenções. Deixando de lado (ignorando) a oposição do PSD e a candidatura de Palma Ferro, Paulo Arsénio demonstrou saber de onde lhe chegaram os votos há quatro anos.
Só que… estes quatro anos demonstraram que Paulo Arsénio não serve para presidente. E o eleitorado do centro sabe disso.
Faltam poucos meses para se colocar um ponto final neste inútil mandato. Meses onde vai valer tudo (até a vinda de Costa para sentir Beja).
Cá estaremos.
NOTA: ao ler os nomes de candidatos e candidatas, não vejo o mínimo sinal de abertura à sociedade civil. Ignoram-se os independentes. É o PS no seu melhor!

(leia notícia aqui)

Leia aqui os nomes dos candidatos.

Share

10 Resposta a “Um umbigo inflamado”

  1. Mais Beja diz:

    Acrescento:
    1) No discurso de Mariana Vieira da Silva, Ministra de Estado e da Presidência e uma das maiores fanáticas do Partido Socialista, esta referiu que o Paulo Arsénio cumpriu tudo o que prometeu há 4 anos. Fica claro que ela não leu o programa de candidatura do PS há Câmara de 2017. E aposto que não vai ler o de 2021. O importante para ela é o PS somar vitórias. Ou seja, tem o mesmo pensamento que um adepto do Sporting ao longo do campeonato.
    2) Paulo Arsénio demonstrou que só olha para o PCP nestas eleições, mas deveria olhar para um candidato mais inteligentes que todos os outros juntos: Nuno Palma Ferro. Quando alguém se sente superior aos outros, já fez meio caminho para a derrota.
    3) No discurso não houve qualquer demonstração de estratégia para o futuro. É penoso ter como líder local alguém sem visão. Onde quer Beja estar daqui a 4 anos? 10 anos? Ninguém sabe.

  2. Aqui não há anónimos diz:

    «há câmara»???

    Mas Beja, daqui a 4 anos vai estar no mesmo sítio, mas nós e os políticos engravatados e enfatuados, mamando na teta da Bazuca, não sei não…

  3. Sou filiado no tachismo diz:

    No lugar de Arsénio, teria muito receio da candidatura de Palma Ferro. A sua candidatura à CM pode ter muita influência no desfecho do Concelho de Beja. Arsénio, continua a viver na sua bolha de felicidade, até parece o rei de obras feitas e por fazer da cidade. Enquanto isto, as arsenetes batem palmas a tudo o que o ele diz e faz. Algumas, até estão algo desapontadas com ele porque queriam o lugar da Vereadora Marisa.

  4. Miséria de candidatos diz:

    E assim se esfuma ainda mais a já parca esperança de ter candidatos à altura dos desafios que Beja enfrenta. Coquetes e submissas perante os donos, as vorazes candidatas festejam alarvemente nas redes sociais o facto de terem sido escolhidas para desfilar e pousar na passerelle do evento, causando inveja às outras aspirantes às luzes da ribalta, que afinal, reconheça-se, teriam tanto talento como elas para chearleaders. E assim ficamos todos a temer pelo futuro de Beja, quando os protagonistas de uma das listas mais bem posicionada para ganhar eleições, se entretêm a fazer poses e sobre Beja nada dizem, nada propõem, nada sabem nem querem saber. E não se julgue que se trata de um comportamento exclusivo do sexo feminino. O próprio Arsénio tem um serio problema de narcisismo.
    Quanto às candidaturas alternativas, apareçam, identifiquem prioridades, posicionem-se, apresentem estratégias concretas! É agora ou nunca.

  5. Bleza diz:

    Depois do flop que foi a candidatura da ainda vereadora o PS continua a insistir nas caras bonitas na sua lista para a câmara, mas que sem qualquer ideia sobre o que fariam se fossem eleitas. Basta ver o fracasso da política social que era o pelouro da ainda vereadora. Agora imaginem o que seria se a sexta candidata algum dia fosse vereadora, por desistência dos outros.
    Quanto ao número dois que vai substituir o ainda vereador Miranda além do narcisismo ser segundo ainda não lhe chega. Apenas espera pela próxima oportunidade para atingir a sua ambição que é ser presidente.
    Quanto à lista no conjunto mudou é verdade, mas para pior.

  6. Aníbal Matos diz:

    Justiça seja feita a Paulo Arsénio, é efectivamente o Presidente da Câmara de Beja, nos pós 25 A, mais manipulador e mais mentiroso de sempre.

  7. Bleza diz:

    Engano, não é a sexta candidata efectiva mas a suplente. Que até tem o mesmo nome e trata da beleza das carinhas larocas das arsenetes.

  8. Miguel Almeida diz:

    @Mais Beja

    “um candidato mais inteligentes que todos os outros juntos: Nuno Palma Ferro”

    ahahahahah, grande sentido de humor.

    Um burgesso que mal consegue articular uma frase. Um distinto membro da(XXXX) das explicações, que enxameia as escolas de Beja e que tão mal tenho feito ao Ensino desta cidade.

    Tenham juízo! A única coisa boa do NPF é que vai tirar votos ao Arsénio.

  9. valentim diz:

    @Anibal Matos- Olhe que ser manipulador e mentiroso nesse grau, exige esforço e esperteza que não serão o forte de PA!…
    No entanto, um presidente de câmara só será manipulador e mentiroso, na medida em que o seu eleitorado o permitir!…Veremos se após um mandato titubeante e sofrível, o panorama se manterá! Tudo tem um limite, até a própria inteligência dos cidadãos!
    Independentemente disso, talvez possamos perceber definitivamente se em 26 de Setembro, o Povo quererá ser governado de outra forma, ou se manterá a “confiança” numa força vacilante e inócua como esta!

  10. Beja é linda diz:

    Os independetes em em Beja irão conseguir? O seu candidato tem um projeto para Beja nos próximos 50 Anos!

Deixe Uma Resposta