Jul 22 2021

Desaparecido

Dizem que é candidato à CMBeja.
Nunca mais se ouviu falar de Vítor Picado.
Das duas, uma: ou anda a visitar os centros de trabalho do PCP nas freguesias rurais ou combinou com o Paulo Arsénio um pacto de colaboração silenciosa.
Depois não se admirem.

Share

11 Resposta a “Desaparecido”

  1. Quasimodo diz:

    Se continuar assim… ganha.

  2. Aguas diz:

    Quasimodo, em certas alturas o melhor é fazer papel de morto.
    Em contrapartida, o Arsénio cada vez que aparece nas redes sociais, perde todos os dias votos.

  3. Quasimodo diz:

    Exacto, quando o adversário está a dar tiros nos pés, mantém-te quietinho e não interrompas. Infelizmente é também um péssimo prenúncio da dinâmica que terão para o concelho uns possíveis vencedores. Ficar à espera da virgem (psd).

  4. Vidente diz:

    Gostava de ver um acordo CDU-PSD na gestão da Câmara, caso os resultados assim o propocionem. Beja só tinha a ganhar. A prioridade deve ser afastar o PS. Devia ser decretado o estado de emergência social, económico, cultural e até legal – veja-se o caso das vacinas e as muitas irregularidades na condução de concursos de pessoal e os casos de perseguição de funcionários – no concelho de Beja, para combater a pandemia socialista, que engoliu tudo e todos.

  5. João Espinho diz:

    @vidente – esses acordos vodka laranja nunca serviram para nada. Recordo a Freguesia de S.João Baptista.

  6. Canudo diz:

    Caso o PSD tenha vereadores tem que ter estratégia própria e autónoma. Acordos com PCP e com o PS são “contra natura” e não fazem parte do DNA do PPD/PSD.

  7. Vidente diz:

    @Espinho e @Canudo, talvez no passado não tenham levado a nada, mas em tempos de calamidade há que recorrer às medidas mais ousadas. O enquadramento é diferente e as pessoas são diferentes e na esfera local as coisas são muito personalizadas. Agora era preciso que ambos os lados estivessem dispostos a despolitizar tanto quanto possível e a trabalhar por uma causa comum. Visão e estratégia, precisa-se!

  8. Bejense diz:

    Arsenio está a ficar desorientado e com medo dos resultados das eleições. Para ele o despejo de entulho junto a um molok foi encomendado. Ou se não foi parece. Só faltou dizer quem foi o mandante. A baixa política no seu melhor. Por detrás de um político cordato está um político igual a tantos outros que por cá proliferam. Onde as denúncias sem provas também cabem.

  9. Canudo diz:

    Caro Vidente, há muito que deixei de acreditar no Pai Natal e na “bondade” da classe política. Têm que se realizar opções claras, mesmo que conduzam a rupturas, pois só a partir daí poderemos progredir.
    Peço desculpa, mas o seu discurso cheira a mais um PS que quer manter o status quo actual.

  10. Vidente diz:

    Caro Canudo, tem que ler o que lá está antes de comentar.

  11. Olhe que não... diz:

    O que no passado, para alguns, era incompetência dos serviços de higiene urbana da Câmara é agora falta de civismo da população.
    o que antes, para alguns, era incompetência politica passou agora a teoria da conspiração e “trabalhos encomendados”.
    O que antes, para alguns, era uma equipa dinâmica, super competente, com estratégia e visão, foi agora decapitada sem qualquer justificação.
    Não votei Paulo Arsénio e não estou arrependido, embora conheça muitos que o fizeram e se mostrem agora arrependidos. Ao contrário do que muitos pensam as pessoas não são parvas e no dia 26 de setembro darão o seu veredito.
    Se acham que Paulo Arsénio é o presidente que Beja precisa votarão nele.
    Se acham que Beja precisa de mudar, votarão noutros candidatos.
    Fazer melhor do que os últimos anos não será difícil!

Deixe Uma Resposta