Fev 10 2021

No centro do Sul

Publicado por as 16:42 em A minha cidade


A grande e importantíssima obra para o desenvolvimento da cidade. Estas letras, que custaram 14.000 euros, servem para que os milhares de visitantes possam ter uma fotografia que certifique que, de facto, estiveram no centro do sul. Qual castelo, qual quê. Estas letras é que vão ser a atracção da cidade.
Esperam-se, em breve, placas sinalizadoras por essas estradas do Alentejo, e do país, a encaminhar os turistas para as tão almejadas letras. Beja merece+

Share

25 Resposta a “No centro do Sul”

  1. Vargas diz:

    Já lá está o cabo para as luzes led…assim pode-se tirar umas chapas em ambiente noturno! Já estou a ver a rapaziada mais “criativa” a empoleirar-se para fotos mais ousadas!

  2. João Espinho diz:

    @vargas – o executivo camarário irá dar o exemplo?

  3. Vargas diz:

    É isso e as oliveiras nas rotundas!…Modas que vieram para ficar, por sinal tão contagiosas como o sars-cov2!
    Uma pobreza de espírito que chega a ser confrangedora!

  4. ARRANJEM-ME PORRA diz:

    Prioridades..Uma das coisas q mais me faz confusão em todos os executivos que têm passado pelo comando da cidade, é o facto de nenhum se preocupar com o estado degradante das nossas ruas, buracos por todo o lado, tampas de esgoto levantadas/desniveladas. É um excelente cartão de visita, não bastam já as acessibilidades até à Capital de Distrito serem a tristeza q são e também totalmente degradas muitas delas, como assim q se entra na cidade continua tudo esburacado. Aposto q qqr empresário q venha à cidade se sente confiante em investir, se nem de algo tão básico e essencial conseguem manter em condições ou apresentar um plano, uma solução, uma timeframe de possível resolução..
    É verdade q o problema não é de hoje, nem dos últimos 4 anos, nem 8, nem 12anos, ema alguns locais, mas é agora q urge a sua resolução. Bem sei q o alcatrão é caro, mas onde anda a famosa máquina do alcatrão? Não dá mesmo para ir fazendo uma rua de cada vez ou atacar as mais degradas de imediato? Não existe nenhum fundozinho? Não dá para usar a EMAS para justificar depois o alcatroamento das ruas que sofreram uma “intervenção”? Com o q se paga em taxas e taxinhas.. sei lá, qualquer coisa, mas arranjem o raio das ruas e do pavimento das mesmas caramba. E sim, se não gosto posso me candidatar bla bla bla whiskas saquetas, sou hater, fascista e tudo mais porque não vivo nem partilho a mesma bolha de ilusão e felicidade onde está tudo lindo e maravilhoso na cidade ou as prioridades andam meio trocadas, mas quem sou eu, apenas um munícipe, contribuinte e cidadão, que votou tal como todos os outros, para termos um executivo q independentemente da cor politica, prestes satisfações a nós, trabalha para nós, para os nossos interesses comuns, para a nossa cidade, para a nossa região, não para os interesses sinistros de um partido ou governo ou de pessoas obscuras em locais chave q se auto beneficiam e aos seus compadres e familiares.

  5. João Espinho diz:

    @porra – a av Vasco da Gama é um dos espelhos do que menciona. Já não são buracos, são crateras, principalmente no troço em frente ao P.Campismo/estádio. Uma vergonha. Será que a J. Freguesia não exige obras?

  6. Casmurro diz:

    O Presidente da Câmara concerteza não deve saber aonde é o Bairro das Saibreiras, pois se soubesse já teria mandado arranjar a buraqueira pegada.

  7. Corona diz:

    Quando acabarem de tirar fotos ao pé do letreiro, podem por os serviços de limpeza a funcionar e a varrer a enorme quantidade de lixo que há nas ruas e nos espaços verdes? Se não for muito incómodo, ficava muito grato. Depois já não precisam de fazer mais nada até outubro, que já fizeram tudo. Não me lembro mesmo de mais nada que uma câmara de uma capital de distrito, com centenas de funcionários, muitos (os mais amiguinhos) pagos a peso de ouro, pudesse fazer. Juro que não.

  8. João Espinho diz:

    @corona – está a ser injusto. Já temos uma “praia” e, de forma inédita, lâmpadas Led no largo do Tribunal. Sem isto estaríamos condenados ao degredo, isolamento, ausência de investimentos, etc…
    Ah, já me esquecia, os percursos acessíveis, que vão transformar o Centro Histórico no mais belo e apetecível espaço urbano do país. E da Europa.

  9. Cabo diz:

    CORONA estou admirado das Arsennettes e afins não terem feito post a glorificar as obras e a gestão do queridissimo Arsénio.

  10. Isidro diz:

    Estão a esquecer o hospital privado, como obra emblemática?

    Coloquem os autores junto da placa, sff!
    É que assim, nem se consegue perceber, pela foto, se se trata de uma plaquinha ou de uma placona!

  11. Corona diz:

    João Espinho, a praia não devia contar, uma vez que é um projecto do anterior executivo. O atual só contratou o empreiteiro e fez os posts no Facebook. Mas tenho que admitir que são posts de alta qualidade. Devem ter bons iphones, as arsenetes!

  12. Rosinha diz:

    Já leram a reportagem da revista Sábado sobre os boys e as girls rosinhas na segurança social? Vale a pena ver como o polvo socialista toma conta do aparelho de estado. Vale tudo. Só é preciso ter o cartão do partido ou ser familiar de algum militante destacado.
    A próxima reportagem devia ser sobre o IEFP para vermos os novos donos disto tudo.

  13. Roberto Matos diz:

    @Rosinha – os PS assaltaram tudo, não foi só a Segurança Social, e o Instituto de Emprego. Veja a vergonha que é a CIMBAL, veja as escolhas para o Conselho Geral do IPB, veja o assalto que tem sido feito a Direcções de Lares e Fundações, veja a CCDR, veja o Ministério da Agricultura, etc, etc.

  14. Valentim diz:

    @Roberto Matos- Não querendo defender essa situação de modo algum, da qual discordo profundamente, no que toca a esta matéria, haja força política na região que atire a primeira pedra!
    Felizmente não possuímos memória curta o suficiente para nos lembrar outros tempos, em que a indignação era idêntica mas os protagonistas, outros! Pois, venha o Diabo e escolha!…Já cheguei à conclusão inevitável de que as semelhanças são superiores às diferenças!

  15. Roberto Matos diz:

    VALENTIM – infelizmente vamos sempre estar confrontados com o Bloco Central de interesses e distribuição de tachos.
    Encaro da mesma forma os tachistas de Passos Coelho e de António Costa. É o mesmo lixo.

  16. raspatja@gmail.com diz:

    Naming photografating of the city, wonferful thing!!!

  17. Maria vai com as outras diz:

    Só umas primeiras palavras para agredecer a J. Espinho a oportunidade de aqui podermos tentar intervir na vida da nossa cidade.
    Depois, o dizer que passo pelo Parque da Cidade com alguma frequência no meu jogging, e que além daquele “trambolho das letras” perturbar a normal circulação das pessoas naquele local, sem necessidade alguma. Já pelo menos duas vezes vi crianças a brincarem entre as letras, e uma delas, se o pai não estivesse mesmo em frente, mergulharia de cabeça para o chão, com todas as consequencias daí inerentes. Assim como numa outra vez, já ao entardecer, um miúdo a andar mesmo por cima delas. Logo, que conclua pelo que aqui fica exposto, que pouco tempo irão ali durar até se começarem a deteriorar de vez.

    Aliás, sabendo como as coisas se passam nesta cidade, com a quantidade de vidros partidos e paragens de autocarros destruidas. Como é possivel que com tantas pessoas inteligentes e cabeças pensantes na autarquia, não tenham antevido que ao colocarem aquele “trambolho das letras” naquele local, qual será o seu destino mais provável a curto prazo.

    Por último, e para não dizerem que venho para aqui “mandar postas de pescadas” e em nada contribuir para a resolução do que quer que seja, deixo aqui uma sugestão:
    Porque não colocar o “trambolho das letras” no meio das oliveiras, na rotunda do Penedo Gordo? Mesmo que para o efeito, tenham que de lá levar duas ou três do meio para outro lado?

  18. antevido diz:

    Antevido????

  19. João Espinho diz:

    É do verbo anteveder😂

  20. Corona diz:

    Maria, nesta maravilhosa era Covid, em que tudo é o inverso do que devia ser, não nos bastava já a epidemia, ainda nos cai em cima este flagelo de ter autarcas fraquinhos nos dias bons e bipolares nos dias maus, que plantam, com grande orgulho e alarido nas redes sociais, um chamariz de munícipes entediados no meio de um parque, em pleno confinamento obrigatório. Qual será a ideia? Que as crianças que não podem brincar nos baloiços (onde há perigo de contágio, claro está!), brinquem encavalitados nas letras (que são covid-free, por serem da iniciativa dos iluminados?!), correndo o risco de se aleijarem (detalhe insignificante)? Desisto, não consigo alcançar…

  21. Roberto Matos diz:

    Maria – – não se preocupe são só 14.000 €, quem paga é o Zé Povinho.

  22. valentim diz:

    Vamos ver se as letras se aguentam por lá!…Quando a malta desconfinar a sério, vai ser um fartote de rebaldaria com as selfies em cima das ditas!…Pode ser que me engane!

  23. Roberto Matos diz:

    14000 € já dava para tapar uma porrada de buracos nas ruas de Beja.

  24. Maria vai com as outras diz:

    Tá bonito, tá. A malta aqui do blog, está atenta e não deixa passar uma….
    Com um texto tão grande, foram logo implicar com a gralha.
    Ou como diria o outro,”errare humanum est”

    Quanto ao resto…, parece que não teve grande sucesso.

    já agora, e embora o homem esteja em descrédito por todo o lado, com a exceção do Id, Ego, Superego. Aqui vai a explicação para a gralha. Tinha acabado de ler isto:

    https://www.facebook.com/589304321533522/posts/deve-ter-antevido-do-verbo-anteveder-ora-analisemosgqnse/652895151841105/

  25. João Espinho diz:

    @maria – também já tinha lido essa.

Deixe Uma Resposta