Jan 27 2021

A estirpe do socialismo alentejano

Publicado por as 11:23 em COVID19

    Câmara socialista de Castro Verde anuncia “rigoroso confinamento de comunidade” cigana.

A autarquia alentejana publicou um post no Facebook, entretanto apagado, a publicitar o confinamento da comunidade cigana no bairro onde reside depois de as autoridades de saúde terem identificado 17 casos de infetados com covid-19. O confinamento da comunidade cigana já tinha sido alvo de grande polémica depois de André Ventura, líder do Chega, o ter defendido. Promotores da página de Facebook Iniciativa Cigana dizem ter apresentado queixa contra a câmara.

A Câmara Municipal de Castro Verde, liderada pelo socialista António José de Brito, decidiu o “rigoroso confinamento da comunidade” cigana, que vive no bairro Rossio do Santo e publicitou essa informação através da rede social Facebook, num post entretanto apagado. Questionado pelo Expresso sobre se essa decisão seria discriminatória da comunidade, o autarca negou essa intenção: “Rejeito completamente essa ideia, porque é que é discriminação?“. (in Expresso)

Afinal…

Share

17 Resposta a “A estirpe do socialismo alentejano”

  1. Zeca Roccha diz:

    Em Castro Verde tiveram a coragem que a autarquia de Beja não tem, que prefere ignorar o barril de pólvora, em questão sanitária, que constitui o Bairro das Pedreiras.

  2. João Espinho diz:

    @zeca – o problema do Bairro das Pedreiras é muito mais vasto e não se prende só com COVID-19.

  3. ATENTO diz:

    Bem prega Frei Tomaz…

  4. diz:

    Espinho, parece que voltamos ao tempo do medo, da intriga, da denuncia e ….. da ignorância.

    Os ciganos têm estado na berlinda e podemos discutir o assunto, agora misturar assuntos é desonesto.

    O que é que medidas sanitárias têm a ver com os ciganos?? Os ciganos das pedreiras estão infetados??

    Desde o inicio da pandemia que ocorreram e ocorrem confinamentos rigorosos, sejam de aldeias, vilas, bairros, barcos de cruzeiro, lares, hotéis, etc

    Este confinamento está a atrofiar a cabeça a muito boa gente.

  5. João Espinho diz:

    @zé – não percebi essa do “misturar assuntos é desonesto”. Quem é que misturou os assuntos?

  6. diz:

    Espinho, as polémicas sobre medidas politicas de âmbito nacional ou regional são, e bem, aqui levantadas para que possa haver uma discussão ou um contraditório. Se feitas com alguma elevação melhor ainda.

    As medidas sanitárias também são discutíveis visto na própria comunidade cientifica muitas vezes não haver consenso.

    Agora levantar um assunto só por que foi com os ciganos?? Mais depressa se falava no que se passa nos Lares de idosos ou com as medidas na altura do Natal, ou a falta de fiscalização de festas privadas, etc, etc.

    Assim como os infetados são os ciganos veio logo a conversa do Chega , das falta de coragem, do Frei Tomás e outros santinhos.

    Os assuntos são sérios e estamos numa fase da pandemia que já basta o que basta quanto mais ainda estar a atirar lenha para uma fogueira que a seu devido tempo logo à de arder.

  7. João Espinho diz:

    @zé – deveríamos estar todos calados, não é? A pandemia e o combate à mesma andam a servir para, em nome de um suposto supremo interesse nacional, alguns quererem amordaçar outros. E quanto se fala nas decisões de socialistas, a coisa ainda fica mais negra. Se fosse um comunista a tomar estas medidas, gostaria de saber o que é que o Zé escreveria.
    Volte sempre, temos sempre muitas saudades suas.

  8. é isso! diz:

    https://images.impresa.pt/expresso/2021-01-26-WhatsApp-Image-2021-01-26-at-23.46.15.jpeg-1/original

  9. João Espinho diz:

    @isso – já sabíamos, não trouxe nada de novo.

  10. diz:

    Espinho, eu volto sempre, não se preocupe.

    Mas volto não para mandar calar ninguém, volto porque senão os únicos que aqui vêm são os que lhe dizem amém a tudo ou, pior ainda, gritam “esfola” quando o Espinho diz “mata”.

    Não me movem partidos, mas os partidos são quem pode mudar o estado das coisas, a alternativa será um reinado ou uma ditadura, o que nem o Espinho defende.

    O PS tem sido um partido de poder e enferma de muitas doenças que é necessário combater, mas também ai poderíamos dizer o mesmo dos outros.

    Um dos males é governar e decidir com os olhos postos nas sondagens.

    As medidas do Natal foram um exemplo disso, a fata de fiscalização em bares e cafés tudo sem mascara igual, a falta de investimento massivo na proteção dos lares e pessoas com determinadas fragilidades igual, a vergonha para todos nós, politicos ou não da existência de milhares de lares ilegais igual.

    Tudo isto são assuntos que vale a pena discutir e que tiveram um efetivo impacto na realidade que agora vivemos.

    Agora o caso de 17 ciganos infetados?? Se isola ou não??
    Não tem a minima importância, e, se não fosse o facto dos ciganos andarem na baila por causa do chega nem se falava disso.

    Vá lá Espinho, faça um esforço que eu sei que consegue melhor do que isto.

  11. João Espinho diz:

    Oh zé, adoro que aqui venha derramar todo o seu socialismo. Adoro quando escreve “Não me movem partidos”. Pois, só se move quando toca ao PS, certo? E deixe lá os améns, pois já há muito tempo que não recebo a benção sagrada de aguns leitores. Recorda-se quando eu escrevia “esfola” nos tempos em que o PC governava a região? Calcule quem aqui vinha escrever “mate!”. Vá, um esforço.

  12. diz:

    Espinho, não é preciso muito esforço, basta tentar compreender o que lhe estou a dizer sem me querer rotular uma e outra vez.

    Estou lhe a dizer que não passo de um ignorante que não sabe o que significa socialismo, comunismo, cristianismo, fascismo ou qualquer outra ideologia.

    O que me traz aqui tem a ver com a forma que fui educado e me coloca do lado dos mais fracos, dos que estão na miséria, que não têm acesso á justiça, que estão abandonados na velhice, e tantas outras causas que julgo também partilha.

    Se o Espinho vem aqui dizer que há indivíduos dentro do PS que se governam eu digo “esfola”, se são do PCP eu digo “esfola”, se de outros partidos igual.

    Agora o inimigo é outro, o Espinho disse-me que decidiu não lhe dar palco e eu digo-lhe que não me parece ser esse o caminho.

    No dia que o Espinho disser aqui no Blog “mata” a esses que conseguiram enganar meio mundo com palavras de ordem fáceis e demagógicas ,mas com uma agenda xenófoba, racista e fascista por trás, eu cá estarei a dizer “esfola”.

  13. João Espinho diz:

    @zé – não estou a tentar rotular, não gosto de rótulos. Mas você sabe que eu sei, não vale a pena iludir 🙂

  14. Avelino Monteiro diz:

    O @ze deve ser mais um que diz que não tem nada a ver com o PS.

  15. Chega, chega a minha agulha diz:

    Hummmm. O Zé utiliza um vocabulário esquisito que não é “dela” para se fazer passar por quem não é. Não é Zé? mas não consegue porque já é muito conhecido (a) aqui pela praça e ainda bem que o é. O Zé quer um lugar de destaque no PS, não é? Se não o conseguir parte a loiça toda, não é Zé?

  16. Corona diz:

    Ó Zé já sei quem és! És do piorzinho que o PS lá tem. Arsenete de conveniência de palavreado oco e hipócrita. São artistas como tu que dão má fama às mulheres na política. Vai de retro!

  17. João Espinho diz:

    @corona – quem é o zé?

Deixe Uma Resposta