Ago 05 2020

Haja Festa

Publicado por as 10:42 em Geral

Festival, Festa, 100.000 pessoas, pandemia, cumprir as regras?
Haja Festa! Esperam-se as presenças de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa, os maiores festivaleiros do regime.

Share

2 Resposta a “Haja Festa”

  1. # FIQUE EM CASA diz:

    UMA VERGONHA POLÍTICA

    Sabe-se que a constituição portuguesa não contraria os eventos políticos e partidários, mesmo em pandemia.
    Contudo,num concelho onde é proíbido um ajuntamento superior a 10 pessoas, e apesar de tentarem “vender” a imagem de segurança com mais área, mais distanciamento, blá … blá … E que não é um festival de Verão, é capaz de ser um grande risco de saúde pública.
    Todo este evento é um desafio enorme à Democracia e à teimosia do PCP e ao seu comité central, ao avançar para esta iniciativa.
    Se as pessoas estiverem em grupos superiores a 10, quem lá vai separá-los a GNR ou a PSP ?
    Os camaradas com listas vermelhas nos braços farão eles próprios policiamento uns dos outros, como nos regimes ditatoriais dos regimes comunistas ?
    As consequências deste conjunto de atitudes aparecerão passados 15 dias com os testes e os números a disparar e com confinamentos e mortes.

    ” Albardar o burro à vontade do dono ” pode fazer sair ” o tiro da união comunista pela culatra “

  2. ATENTO diz:

    Esta teimosia tem a ver com a “força” de um Partido ditadurial, falsamente democrático, desrespeitador dos mais elementares valores humanos, pondo à frente da segurança sanitária de um país os seus interesses político partidários e financeiros (nós não somos capitalistas, queremos é dinheiro, muito dinheiro).
    Aliado a isto um Governo e uma Presidência da República, sem autoridade, subjugada ao peso imaginário de uma força partidária minoritária mas, diga-se em abono da verdade, com grande capacidade de mobilização que os atemoriza e lhes faz meter o rabo entre as pernas.
    Nas actuais circunstâncias e dado o impacto nacional que a festa tem (100.000 participantes) um Partido organizador, o PCP, só se engrandecia se a não realizasse, por respeito ao País e às pessoas.
    E ninguém responsável se impõe.

Deixe Uma Resposta