Jul 26 2020

A Voz do Dono

Publicado por as 16:40 em Geral

Paulo Arsénio pensa pequenino. E neste, como em tantos outros casos, não passa de um porta-voz do governo. Será, seguramente, recompensado. Beja merecia muito mais.

Palavra do Senhor: ““O Aeroporto de Beja tem condições para receber e haver a partida de um avião por hora e tem uma placa de estacionamento para duas aeronaves e não tem um segundo taxiway e é um aeroporto com uma capacidade de processamento de 250 passageiros por hora”, menciona Paulo Arsénio.
AMÉN.

Share

8 Resposta a “A Voz do Dono”

  1. Cinco reis diz:

    Pérolas da Rádio Campanário:
    Ninguém defende mais Beja do que o actual presidente da câmara de Beja. Dito pelo próprio.
    A cidade de Beja tem o Castelo e dois ou três museus e depois as pessoas às vezes para se deslocarem aqui não se justifica. Assim, se tiverem este complemento, poderão passar aqui o fim-de semana ou mais uns dias. Referiu Jorge Parente. O aparecido presidente da junta.
    Foi do calor no dia da inauguração da praia ou já é campanha eleitoral?

  2. Cardeal diz:

    O Homem até já tem conhecimento sobre o tráfego aéreo…
    Só espero que quando volte para as Finanças em Beja o Sr. não volte em chefe da Instituição.
    Tudo pode acontecer!

  3. João Paulo Ramôa diz:

    O aeroporto de Beja, tem sofrido fundamentalmente da falta de uma só estratégia e uma voz unissona na Região. Cada um diz o que lhe apetece, atirando para o lixo conclusões e estudos que não tem assim tanto tempo para estarem desactualizados. Eu não li nem ouvi as declarações na sua totalidade do Sr Presidente da Câmara de Beja, e como não tenho facebook para me complementar, vou-me cingir apenas ao conteúdo que o João Espinho seleccionou das declarações de Paulo Arsénio. E tenho de lhe dar razão por um lado e lamentar por outro. O aeroporto de Beja, tem o seu factor privilegiado como Aeroporto Industria, como mais nenhum outro pode ser em Portugal. É nessa vertente que temos e devíamos todos falar e a uma só voz. E não é por eu pensar assim, mas porque muitos, confrontados com as questões concretas e objectivas, assim o concluíram. Portanto, não é apenas uma opinião pessoal, cujo valor seria obviamente reduzido. E, tanto quanto poderemos prever, 85 a 90 % da actividade desse Terminal, deverá ser afecto a esta componente industrial. Felizmente o pontapé de saída está dado e creio que rapidamente e bem vendido em termos de marketing, outras empresas se seguirão. Restarão os outros 10-15 %, para cargas e passageiros. E ai, por muito que o bairrismo desejasse, não consigo ver condições possíveis para uma alternativa a Lisboa. Vejo sim, um desperdício tremendo a não imediata complementaridade com Faro, até porque a alternativa de Sevilha é num outro Pais, uma outra Vinci. Mas até para isso, o aeroporto tem de ser ampliado, pois já está esgotada a sua disponibilidade de espaço. E aqui peca o Sr PCM Beja, por não ser o timoneiro desta bandeira; da ampliação do aeroporto, não só para acolher mais empresas como para ser alternativa a Faro. É tão óbvia esta opção, que até dói vermos desviadas as atenções para outras soluções (como Lisboa ou Alcochete) que de tão megalómanas e tão caras, se tornam fáceis de rebater. Ser pragmático não é ser pequenino, assim como ser sonhador não é ser visionário.

  4. Mike Fox diz:

    É sintomático que o presidente da câmara,tenha estas declarações dias depois da ministra da coesão territorial,vir defender a aposta no nosso aeroporto.
    Esqueçamos os epítetos, que lhe queiramos dar, o Aeroporto de Beja só tem futuro se as acessibilidades que o servem existirem.
    Sem uma autoestrada, e uma ferrovia em condições que permitam viagens seguros até Lisboa, ( a capital) e Faro ( pelo turismo)
    no mais curto espaço de tempo, não há volta a dar ao assunto,não avança!
    Termine-se a autoestrada,electrifique-se a ferrovia e o resto será inevitável.

  5. Major Alvega diz:

    Há coisa que nos interessam especialmente e o aeroporto de Beja interessa especialmente a JP Ramôa.

    JP Ramôa tem ultimamente vindo a publico com declarações que de modo geral são pouco consistentes e basicamente politiqueiras.

    Não é este o caso, pois sobre o aeroporto JP Ramôa está bem informado e quem estiver bem informado sabe que tanto ele como P Arsénio teem razão, o aeroporto de Beja não é nem tem de ser alternativa ao de Lisboa, por motivos vários que não vale a pena alongar.

    É verdade que a grande mais valia do Aeroporto de Beja é a sua vertente industrial mas falta-nos a tal visão que JP Ramôa fala.
    Para mim essa visão passa por o aeroporto de Beja não ser complementar ou muleta de Lisboa ou Faro mas sim ser concorrente com Lisboa e Faro.
    Claro que para isso é preciso dotar a estrutura existente de capacidade, mas mais importante é necessário uma estratégia consistente na captação de turismo que fique na região.

    Julgo que pouco interesse tem para Beja e para o Alentejo um equipamento que apenas sirva de ponto de passagem dos turistas para Lisboa ou Algarve.

    O que seria interessante era uma estratégia que envolvesse todos os organismos existentes, e que não são poucos, com o objectivo de tornar interessante para as operadoras turísticas o destino Alentejo.
    Parece-me que não seria impossível pois o diamante bruto está ai, com a nossa gastronomia, enologia, vertente histórica e eclesiástica , vertente natureza e biodiversidade, destinos de praia, campo, etc,etc.

    Por fim, lamento mas tenho que dizer que este como outros assuntos só ganham se discutidos com elevação e não com insinuações do género “voz do dono” quando alem do mais estamos sujeitos a que o feitiço se vire contra o feiticeiro com aconteceu ao sr Espinho após as declarações, e certas, de JP Ramôa.

  6. João Espinho diz:

    @alvega – não escrevo condicionado pelo que os outros pensam ou escrevem. Sobre o aeroporto, aconselho que reveja o vídeo de Paulo Arsénio em plena campanha eleitoral em 2017.Está lá tudo. Compare com as declarações de 2020.

  7. Américo diz:

    https://ibb.co/0yZ0fzL

    Acho que são desnecessárias mais explicações.

  8. Antonio Raposo diz:

    Este homem, sem querer ofender os palhaços alem de parecer é um palhaço, senão vejamos;
    Um homem que diz uma coisa dessas, não à palavras nem adjectivos para qualificar o senhor.
    Eu se fosse Presidente da câmara e ainda por cima pertencente à geringonça, acorrentava-me à porta das IP, até ter um tapete novo na estrada que vem de Lisboa para Beja.
    Metia os trabalhadores a jardinarem e limparem as principais entradas de BEja . (sugestão uma equipa multidisciplinar de 3/4 homens com uma carrinha era suficiente)

    Não tenho palavras para qualificar a vassalagem que esta gente presta ao partido é absolutamente vergonhoso.

    Com o mesmo dinheiro que querem gastar no AEROPORTO DO MONTIJO, faziam em Beja reabilitava a linha férrea com saída directa do aeroporto de Beja para Lisboa, arranjavam a estrada e ficavam a pouco mais de uma hora de Lisboa.

    Nada de novo, acontece em paris, londres…..

    Amigo Presidente da Câmara, deixe estar que o Pedro Nuno Santos lembrasse de si quando for para o recambiar para onde estava e não devia ter saído para fazer o que devia fazer e não tem feito.

    A malta de Beja em seu tempo irá agradecer-lhe a porra da praia.

    Cumprimentos.
    Um tipo farto de vassalos.

Deixe Uma Resposta