Mar 26 2020

Coisas da minha cidade

Publicado por as 16:28 em A minha cidade,COVID19

Em 22 de Março, Paulo Arsénio escrevia que o Mercado de Santo Amaro (de dia 21) havia sido perfeitamente legal. Num post com 12 itens, rematava o edil presidente: ” Não temos qualquer dúvida que atuamos dentro da legalidade e que fizemos bem em permitir o Mercado”.
Dia 26 de Março, hoje, Paulo Arsénio determina, em despacho, o encerramento do Mercado de Santo Amaro, transferindo os operadores para o antigo Mercado Municipal (donde foram obrigados a sair).
Entretanto sabe-se que, contrariamente à opinião dos /das indefectíveis arsenetes, vai começar a desinfecção de espaços públicos na cidade de Beja. Sei que os tempos não estão para combates políticos mas, porra, um presidente da Câmara deve ser um líder consistente e que não ande a navegar ao sabor das ondas. Principalmente quando se esperam dele decisões ponderadas, sensatas e racionais.
Vamos continuar em casa, que os tempos estão agrestes.

Share

11 Resposta a “Coisas da minha cidade”

  1. Bejense diz:

    É normal que assim seja e se decida…
    Quando não se sabe navegar, navega-se de acordo como o vento sopra.
    Haja paciência.

  2. Alberto diz:

    Quando a pessoa é incapaz para um determinado cargo nem os inúmeros likes a salvam , a acrescer que é acompanhado por mais 3 pessoas cujas capacidades estão em linha com as do Chefe , está tudo dito.

  3. Guga diz:

    Aguarda-se com grande expectativa a posição das “ARSENETTES ” acerca desta profundissima alteração protagonizada pelo Grande Lider Arsênio.
    De igual forma aguarda-se a forma como XXL vai defender o seu Presidente neste verdadeiro golpe de rins.

  4. Arsenete diz:

    Já vi utilizar o termo Arsenete em diferentes ocasiões e diferentes lugares de debate e era bom saber quem se enquadra nesse termo.

    É Arsenete quem votou PA?? Quem não concorda com alguma das suas medidas e o critica de forma construtiva também é Arsenete? E quem lhe agradece quando ele toma alguma medida que a todos beneficia?…É Arsenete de certeza.

    Pois eu mesmo que não tivesse votado nele quero ser Arsenete só por um motivo, não alinho com nenhum tipo de Bulling, entendendo por Bulling neste caso a critica por tudo e por nada e a tentativa de rebaixar um individuo que dá o seu melhor para o bem da nossa cidade, é inteligente,humilde e trabalhador.

    Em cima desse motivo ainda há outro que me dá mais convicção que é o facto de ver muito pouca gente com coragem para o defender.
    Já sei que quem está na politica está sujeito à critica, mas essa diferença do nós e do eles é fictícia, todos nós temos de ser politicos para podermos votar em consciência e preservar a Democracia.

    Quando PA ganhou as eleições estavam muitos a dar a cara ….onde estão nas dificuldades? Onde estão os nomes com relevo no partido para dar a cara e defende-lo…vereadores….militantes…dirigentes de Federações …Concelhias…etc.

    Estamos em tempo de reflectir no que queremos e deixo aqui uma dica que ouvi hoje num programa sobre politica.
    O que aconteceu quando o povo resolveu penalizar os politicos ??? Seja a nível nacional seja a nível internacional ??? Trumps, Bolsonaros, Chegas e companhia….

  5. Enginheiro de obras feitas diz:

    Os mercados a céu aberto, tradicionais e afins, onde quer que tenham sido realizados pelo pais correram mal, e só podiam correr mal pois não se consegue cumprir a medida de distancia preventiva.

    Suponho que o retorno ao espaço que vai ser intervencionado tenha a ver com a possibilidade de controlar as entradas tal como fazem nos outros espaços abertos e assim poder manter o mercado.

    A desinfecção de espaços públicos como medida preventiva é questionável segundo a DGS, já em espaços onde possa haver infectados comprovados pode ajudar não sendo no entanto esse o meio preferencial de disseminação do virus….mas se descansa as pessoas…..

  6. Bruxo da Cuba diz:

    Aos poucos vamos nos apercebendo onde estamos metidos e não é, nem vai ser nada de bom.

    Pelo que percebo quase toda a gente vai ser infectada, ganha-se imunidade de grupo, e só estaremos mais defendidos quando houver vacina, leva mais de um ano.

    Todas as medidas que a maioria dos países estão a tomar só teem a ver com o evitar que todo o sistema de saúde colapse, isto é se não ficássemos em casa para evitar um descontrolo nos contágios, de repente havia um pico de doentes e mortos que ninguém nos piores pesadelos se atreve a imaginar, e mesmo assim já é o terror que é.

    Estamos a viver um tempo que vai marcar toda a civilização e nunca mais nada vai ser igual ao que era .
    Vamos viver uma crise que poderá ter dimensões inimagináveis.

    Mas o que mais me está a impressionar é a dimensão ética e humana da encruzilhada que está à nossa frente em que há quem questione se devemos salvar as pessoas ou a economia.
    Dessa escolha, desse caminho que escolhermos nesta encruzilhada vai surgir um tempo novo.

  7. hpalma diz:

    Vivemos uma situação sem precedentes em que as coisas evoluem e alteram de dia para dia. Pior do que não mudar e não se adaptar às situações contrariando posições passadas é teimar em manter a “coerência”.
    Sei que o Presidente não defendia a desinfecção de espaços públicos uns dias atrás e eu pessoalmente também não o defendia pois não existiam casos identificados na cidade. De repente aparece noticia de 1 caso positivo importado, inserido num grupo alargado de viajantes cujos contornos desconhecemos, nomeadamente se estiveram resguardados ou se tiveram contacto alargado com outras pessoas na cidade. Provavelmente o executivo estará melhor informado dessa situação. Se decide agora desinfectar alguns espaços públicos ( que eu continuo a achar que é um placebo para a nossa realidade ) , não terá mudado algo relativamente às uns dias atrás?

  8. valentim diz:

    @Bruxo da cuba- Para Bruxo está a adivinhar pouco! Limita-se a papaguear um conjunto de lugares comuns que todos sabemos.
    As escolhas feitas são apenas fruto das limitações que o sector da saúde (infelizmente) tem há longos anos, e aí é que está o problema maior- os profissionais caçam com gato na falta de cão!
    Continue em casa, que está bem!

    P.S. não sabia que a Cuba ainda tinha bruxos! É que o pessoal costuma ir mais à Vera Cruz.

  9. Bruxo da Cuba diz:

    @Valentão, tens razão, realmente não sou grande bruxo senão tinha adivinhado que há sempre um burro mais burro do que nós para ler só aquilo que quer ouvir, neste caso dizer, que é falar no SNS.

    As escolhas a que me refiro, e que toda a gente sabe, foram as escolhas de alguns lideres, como o Bolsonaro, o Trump e outros, que perante a ameaça de uma crise económica preferem deixar morrer quem tem de morrer.

    Por fim resta dizer que bruxos há na Cuba e em todo o lado, já em Vera Cruz….é um exorcista, devias ir…depois da quarentena claro.

  10. valentim diz:

    Aí está a razão porque nunca se deve discutir com um idiota: ele coloca-nos ao seu nível e depois ganha-nos em experiência!

  11. Bruxo da Cuba diz:

    Nota do editor do blog: escolham outro local para desabafos. Desculpem este mau feitio.

Deixe Uma Resposta