Fev 22 2020

Coisas realmente importantes

Publicado por as 20:00 em A minha cidade


Beja tem 12 novas lâmpadas. Doze.Repito, 12 lâmpadas novas. A caminho do centro do Sul. Realmente importante. Pode ser que, um dia, se faça luz nalgumas mentes.

Share

10 Resposta a “Coisas realmente importantes”

  1. Asdrubal diz:

    Perfeitamente ridículos estes post de Paulo Arsénio. Além de se cobrir a ele próprio de ridículo, tambem os Bejenses levam por tabela ,sendo ainda confrangedor todos aqueles aduladores do PA.
    O Paulo Arsénio ja terá substituído também a marca de papel higiénico utilizado na Câmara? Aguardamos post acerca do papel nas próximas horas !!!!

  2. KKL diz:

    O Dr. Paulo Arsenio ainda não se manifestou acerca das obras necessarias na estrada para a Salvada .O homem é mesmo alérgico à reparação dos buracos no município .

  3. Mariano diz:

    Bom, para o Jardim do Bacalhau, vai precisar de 13 ou 13 lâmpadas e meia, pelo menos.

  4. Olheiro diz:

    Sr. dr. Paulo Arsénio que grande empreitada, estou prelexo…
    Porque não fala Vossa Ex. da empreitada do mercado municipal???
    Não interessa, essa obra impretivelmente deve ter que passar despercebida, digo despercebida porque é o que mais lhe convêm.
    Porte-se como um politico sério que é o que até agora não tem conseguido ser…
    Ainda eu e minha família votamos em vocês, como me enganaram.

  5. Carlos diz:

    Olheiro és grande cromo. Votaste tanto no PA como eu votei no JR. Não tem sido sério ? Se há pessoa seria é ele. Aceita a cena e vai te preparando que para o ano que vem levas outra demão.

  6. Mariano diz:

    Estará descoberto o cluster da lâmpada?
    Vai ser incrementada uma nova profissão – roscador ou enroscador de lâmpadas, pois vai ser enorme a procura.
    É que 12 lâmpadas no Capitel 12 no Jardim do Bacalhau, mais meia dúzia aqui e além, há que criar uma nova divisão. Pode ser iniciado um procedimento concursal para um chefe de divisão de enroscanço de lâmpadas. O júri pode ser 1 de Ferreira outro de Mértola ou Odemira, sendo os suplentes de Aljustrel e Moura.
    Depois de conhecerem os concorrentes fazem-se os critérios de selecção à medida de um ou uma boy e depois acaba por ser seleccionado um PS, que nem sequer tinha concorrido.
    Viva o PX (partido xuxialista).

  7. Olheiro diz:

    @ Carlos, sabes, estou a borrifar-me para o que tu julgas…
    Achas que têm feito obra???
    Aponta-as lá para me conveceres!
    Não venhas justificar-te com a Praia que estão a fazer nos barros de Beja…
    Aponta lá alguma coisa de jeito, nem os buracos que estão nas ruas da cidade e nas estradas municipais arranjam e quando arranjam, arranjam mal…
    Este sábado já tiveste a primeira manifestação e a um curto prazo irás ter mais.
    Não fazem nada de jeito!!!
    Desculpa, se ficares com muita AZIA, compra uma caixa de RENNI.

  8. Carlos diz:

    Olheiro, depois dos anos de abandono queres tudo numa semana ? Sabes que existem procedimentos que têm que respeitar prazos ? Não sabes pois não? Senão não dizias asneiras.
    Deixo estas só para abrir o apetite.
    Estrada da fonte mouro
    Estrada do Bairro da Conceição até ao parque da EMAS
    Estrada São Brissos trigaches
    Estrada Beringel Peroguarda
    Existe mapa para as outras que há muitos anos que estavam esquecidas.
    Achas que é com essas manifestações que pretendes ganhar as eleições ?? Não me parece. As pessoas não são parvas. Além disso andas aí as voltas no carro e depois dizes que os combustíveis estão caros.
    Não percebo qual é a minha azia. Já agora escreve-se Rennie !!

  9. OBSERVO@estounocentrodosul diz:

    Sobre os buracos da cidade do Centro do Sul e arredores nem uma palavra de Paulo Arsénio e do seu executivo. Até parece serem alérgicos a tapar buracos. Tomem tino nessas cabeças pensantes, será que estão à espera das eleições autárquicas para darem por aí umas lavagens de ruas e estradas na caça aos votos.

  10. Mais Beja diz:

    Há cerca de 1 ano, uma das juntas de freguesia da cidade (não me lembro qual), publicou que tinha tapado 2 buracos num passeio da cidade, reclamando como sendo “obra feita”. Por aqui se vê a pequenez do poder local. Tapar buracos, limpar ruas, apanha as folhas no outono, etc, é trabalho comum e diário de qualquer junta de freguesia.

Deixe Uma Resposta