Fev 01 2020

Coesão socialista

Publicado por as 11:55 em A minha cidade

No meio de tanta nota baixa, destacam-se aqueles 16 valores. Prémio por ter cartão socialista? Nem pensar. No paraíso da rosa é tudo transparente.

Share

13 Resposta a “Coesão socialista”

  1. Olheiro diz:

    E assim vai o nosso País.
    É só competência.

  2. Vitor diz:

    So pode ser um génio… No meio dessas notas baixas… Mais um concurso feito a medida PS… Depois do presidente da junta de beringel na cimbal…

  3. Bejense diz:

    E a candidata a presidente da federação de Évora do PS e a deputada por esse distrito por esse partido que vem para chefe de divisão da Cultura de Beja? Competência? E para continuar num gabinete do governo já não tinha?

  4. Raul Aguas diz:

    A senhora que teve uma brilhante nota , por acaso e só por acaso, não e eleita PS numa junta de Freguesia da cidade de Beja ?
    Depois do escandalo Besugo mais outro PS a caminho da CIMBAL.

  5. Competente diz:

    Mas há alguém que se atreva a duvidar das competências da senhora? É melhor porem-se em sentido porque a senhora ganhou todos os concursos… mesmo sem nunca ter entrado no Teatro ou na própria Câmara conhece tudo ao ponto de ter as melhores entrevistas para compensar não ter tido as melhores avaliações curriculares…

  6. ATENTO diz:

    Entendo, dados os requisitos do concurso, que todas as concorrentes são sociólogas. Assim sendo, apraz-me perguntar: qual o grau de dificuldade e que tipo de conteúdo teve uma prova que, num universo de 17 concorrentes, só “permitiu” 4 notas positivas (três nos 10 e uma bem diferenciada nos 16) e treze notas num nível baixíssimo que até assusta?
    Perante a triste realidade é forçoso concluir que o nível cultural das correntes é baixíssimo e isso justifica plenamente a sua exclusão ou então, mais grave, a prova foi “viciada” e alguém beneficiou de tal.
    Numa de seriedade, parece-me caso que justifica ou justificaria, uma investigação séria que levasse à transparência do concurso.

  7. Viriato diz:

    Diz o povo que muitas vezes o que parece é, mas eu também sou povo…. e engano-me muitas vezes.
    Sr Espinho sei que não lhe vou dizer nada que o senhor não saiba, e o senhor sabe que muitas destas criticas tem origem em quem sabe muito bem como as coisas se fazem.
    Mas eu não quero ir por ai, porque ao que julgo, concursos “viciados” sempre os houve, em todo o lado e de todas as cores.
    Se eu convida-se, a quem tenha exemplos de concursos “suspeitos” quando a cor era outra, a dar aqui o seu testemunho, se calhar havia assunto para muito tempo.
    O que eu gostava de chamar a atenção é para imaginarmos se não é o caso.
    É aqui que eu pedia a quem critica, e ao senhor que levanta a duvida, que se ponham no lugar do outro.
    Já que conseguem supor que há batota, tentem agora supor que não há e coloquem-se no lugar do visado e da sua família.
    Quando me tento imaginar como pai ou irmão da pessoa em causa, e se a vejo sujeita a uma injustiça, a uma condenação sem julgamento, não consigo expressar a revolta que tal me causa.
    Sr Espinho eu também não dou améns mas ás vezes gostava de acreditar que existe algo que está lá em cima e não dorme.

  8. João Espinho diz:

    @viriato/a- muito gosta você de rezar pelas alminhas do purgatório. Isso é fé a sério ou tão só uma tentativa de desviar atenções? Vá, vá lá tratar de si e das tarefas que tem pela frente. Deixe de se arvorar em defensora daquilo que julga ser a verdade. É a sua verdade, ok?

  9. Viriato diz:

    @Espinho, todos temos dias não…podemos estar revoltados, mas não nos dá o direito de disparar a torto e a direito, principalmente porque podemos atingir inocentes.
    Ao contrário do que o senhor diz, eu não venho impor nenhuma verdade, venho impor é a duvida, a duvida da pessoa em causa estar inocente e , se assim for, chamar a atenção para a injustiça que se pode estar a cometer.
    Sr Espinho , a cidade é pequena, todos nos conhecemos e todos desejamos o melhor para a cidade mas, está-me a parecer que estamos a ir um pouco na onda do que acontece em todas as caixas de comentários de tudo o que aparece na net, um diz mal e outros vão atrás a dizer pior, tal qual uma matilha. Se continuarmos assim ás tantas estamos a entrar em conflitos com amigos, vizinhos e familiares.
    Hoje calha a um amanhã a outro, o meu desejo é que não calhe a ninguém.

  10. ciberdúvida diz:

    “Tentem agora supor que não há, e não houve no passado, qualquer viciação e coloquem-se no lugar dos visados e das suas famílias”. Era isto que o Viriato queria dizer, certo? Ou a dúvida só se aplica neste caso concreto?

  11. Coef. de Corr. diz:

    Muito interessante esta distribuição de frequências para opositores com idade(?) e formação académica equivalentes. Até o grau de improbabilidade é curioso. Um peri-fenómeno de estatística aplicada, no Centro do Sul.

  12. Alex diz:

    EM RESUMO : Mais um concurso MARADO levado a cabo
    pelo Romba , pelo Pedro Carmo e pelo ARSÊNIO.
    Pelo menos tenham a honestidade mental de chamar os bois pelo nome.
    Aos lesados/as peçam a intervenção do Ministerio Publico de imediato , ou então aguardem pelos resultados dos concursos para dirigentes da CMB.Nessa altura até bicha irão fazer.

  13. Alguém diz:

    Boa noite

    Sendo essa pessoa do PS e tendo um cargo numa das juntas de Beja.. Não me parece concurso viciado… Apenas inteligência pura…

    As pessoas que tiveram as notas que não foram suficientes…. que foram quase todas.. Pois só houve uns quantos 10 e o maravilhoso 16 da senhora em causa.. Queixem se.. Não podemos permitir isto continue a acontecer.