Set 07 2019

Enquanto o PCP está na festa do Avante

Publicado por as 16:03 em A minha cidade


E outros a promover o delicioso porquinho (Já votou?)… Beja vai-se afundando cada vez mais. É o centro do nada.

Share

7 Resposta a “Enquanto o PCP está na festa do Avante”

  1. hpalma diz:

    E o correto seria o Município ir contra o despacho do MAI e autorizar a prova?

    Esta não terá sido a única prova a ser cancelada em Portugal nestes dias…

    Eu já tinha a sacola pronta para ir ver a prova . Sinto alguma desilusão pelo cancelamento, mas percebo-a e respeito-a.

  2. João Espinho diz:

    @palma – concordo consigo no essencial. Porém, há neste caso algo que me está a escapar, seguramente por ignorância minha. O Presidente da Câmara anuncia que foi informado do teor do despacho através da GNR. Isto é: o Coronel Comandante Distrital telefonou a Paulo Arsénio e disse-lhe: ” meu amigo, a prova desportiva prevista tem de ser cancelada, são ordens do MAI”? No mínimo, muito estranho. Que diligências foram desenvolvidas pelo Presidente, nomeadamente o reforço de medidas de segurança que pudessem contornar, de forma legal, a proibição? Que passos deu Paulo Arsénio junto do MAI? É que, o que li, é muito vago. Neste, como noutros casos, há algo que ficou por explicar. Para além disso ficou-me a impressão de que este “alerta vermelho” foi decretado para evitar contrariedades que beliscassem o governo a 1 mês de eleições. Mas pronto, não houve rally, felizmente não têm havido incêndios, e o povo está feliz. A propósito:como é que ficou o “porquinho”?

  3. Paulo Nascimento diz:

    Desde quando é que a GNR têm mais autoridade que os Bombeiros sobre FOGOS ?

    O Comando dos bombeiros de Beja considerou seguro o evento, e foram preparados meios e logística por parte dos bombeiros para o Rali.

    O Cancelamento foi à ultima da hora quando tudo já vinha sendo preparado há varias semanas.

    Quem indemniza a organização, os corredores que pagaram vários milhares de euros por inscrição?

    Quem indemeniza os hotéis que estavam praticamente esgotados, ou os comerciantes?

    Já agora, viram o fogo de artificio há cerca de um mês nas festas de Pias ? parece que durou uma hora.

    Mas os alertas vermelhos só devem servir para evitar que certos governantes se queimem, em particular quando se está perto das eleições.

  4. hpalma diz:

    O Filipe Cameirinha, que certamente acompanhou o processo por dentro, esclarece no seu Facebook os acontecimentos. Agora sim, devidamente informados, podem apontar a quem de direito.

  5. Américo diz:

    Embora o Presidente da CMB também me ande a desiludir, neste tema esteve bem, tentou até a última que a prova se realizasse.
    Isto acreditando no post do Filipe Cameirinha. Lá está perfeitamente explanado os verdadeiros “obstaculizadores” do evento.
    Curioso sem dúvida que neste mesmo fim-de-semana houve lançamento de fogo de artifício, houve outros rallies a decorrer, inclusive um histórico no Caramulo. Nesses não houve despachos específicos.
    O que está aqui em causa é sim o contínuo desprezo e desconsideração com que permanentemente somos tratados.

  6. João Espinho diz:

    @Américo- fiquei mais esclarecido. Mas há detalhes que necessitavam aprofundamento. Talvez mais tarde se venham a saber. Já agora: a GNR pronunciou-se publicamente sobre o assunto?

  7. trovoada diz:

    Tanta coisa para dizer.

    Tentarei ser sintético.

    O Decreto é de 4 de set, e todos os SMPC o receberam. Em Serpa o rali foi cancelado, logo no dia seguinte, evitando custos desnecessários a uma organização e equipas. Em Beja, Mértola, Castro e Aljustrel, foram empurrando o problema, até à última hora, na esperança que a pressão de 4 camaras PS, fossem suficientes para o desbloquear. Os prejuízos foram muitos? sem dúvida! mas poderiam ser menores se as decisões tivessem ocorrido 48 horas antes.

    Assim….