Ago 27 2019

Sobre o Ensino em Portugal

Publicado por as 12:33 em Geral


– Sabe fazer a raiz quadrada
?

– Com calculadora, sei.
– Sem calculadora, não.
Segunda pergunta: quantas vezes precisou de usar a raiz quadrada na tua vida?

– Provavelmente, nenhuma.
– Quando pergunto isto a mil professores num auditório, ninguém sabe. Por que é que a raiz quadrada faz parte das aprendizagens essenciais se ela não é utilizada por milhares? Quando precisar dela, vai à internet e aprende em cinco minutos. Procura porque precisa desse instrumento, desse algoritmo. Aprendeu a raiz quadrada? Sim. Fez testes sobre isso? Sim. Aprendeu? Não. Um teste nada avalia, ou melhor, avalia a capacidade de retenção na memória de curto prazo de determinada informação para debitar num papel e esquecer. A memória é esperta.

Leia  a entrevista do Professor José Pacheco.

Share

3 Resposta a “Sobre o Ensino em Portugal”

  1. Joao Rosa diz:

    Fui aluno do Professor Aiveca no ensino primário, e desde então que tenho precisamente essa opinião, muito do que é dado na escola não serve para nada,e o que mais custa é ver professores actuais encolherem os ombros.

  2. Ecce homo diz:

    Os professores são hoje mera arma de arremesso político, subjugados a um sistema de ensino falido, retrógrado, remetidos a um papel tecnocrático ministerial, com currículos escolares impostos, atafulhados em burocracia de toda a espécie, onde pontualmente há lugar para “ensinar”! E nem a suposta autonomia das escolas veio melhorar este sistema, que tem mais de político do que de funcional!
    É o País real, e cuja formatação é extensiva a todos os ramos profissionais!

  3. JgMenos diz:

    Dizer disparates é uma das manifestações mais expressivas do progressismo; pode até definir-se como ‘o não temor ao ridículo’.

    O teste não avalia nada
    O ensino da raiz quadrada não se justifica, se precisar vai à internet

    Pérolas da idiotia!