Out 15 2018

Não se iludam

Publicado por as 12:04 em Geral

Anda por aí uma grande excitação com as reformas em 2019.
Então é assim:
Tal como vinha sendo indicado ao longo dos últimos anos, os critérios para aceder à reforma antecipada continuam a evoluir. As reformas antecipadas em 2019 deixarão de ser sujeitas ao fator de sustentabilidade (que representam um corte de 14,5%) mas apenas se os candidatos a pensionistas já tiveram 40 anos de descontos aos 60 anos de idade.

Por outras palavras, no mínimo, o candidato a pensionista terá que ter começado a trabalhar e a descontar até fazer 20 anos de idade e terá que ter feito descontos de pelo menos 120 dias em cada um dos 40 anos seguintes (que contarão como anos completos).

Só assim terá pelo menos 40 anos de descontos aos 60 anos de idade, a dupla condição que terá de cumprir para poder reformar-se antecipadamente sem ficar sujeito ao fator de sustentabilidade que lhe cortaria 14,5% da pensão.

Trabalhadores que se licenciaram, habitualmente com direito a reformas maiores, e que tipicamente só começaram a descontar depois dos 20 anos ficarão assim de forma desta novidade, continuando a ter de arcar com o fator de sustentabilidade caso se reformem antecipadamente.

(leia mais aqui)

Share

Uma Resposta a “Não se iludam”

  1. hans virago diz:

    Pois, falta dizer que ainda assim, quem se quiser reformar aos 60 anos, ainda leva “uma porrada” de pouco menos de 40%.