Mai 11 2018

Foi bonita a festa, pá!

Publicado por as 15:55 em A minha cidade


foto: joão espinho

Já alguns escreveram sobre o dia de ontem. Muitos já divulgaram as suas imagens, outros desabafaram as suas emoções – sim, foi uma manifestação de emoções, e muito mais se irá escrever sobre o que fomos fazer a Lisboa, sim também fui, quebrando um jejum de quase 40 anos.
Quero, agora, destacar este texto do Carlos Dias, no Público:

Partiram de Beja às 8h de ontem com um propósito: apresentar a todas as forças políticas com assento parlamentar um documento reivindicativo que pretende contrariar o fraco investimento público na região que tem sido a “marca” de sucessivos governos. Mas quando entraram na Ponte Vasco da Gama, não evitaram um reflexo de contrariedade quando viram dois elementos da brigada de trânsito da PSP à espera da caravana. Aprontavam-se já os comentários cáusticos à autoridade pela inesperada paragem, quando Florival Monteiro, coordenador do movimento Beja Merece +, que organizou a deslocação a Lisboa, travou a língua afiada: “Calma! São os agentes que vão abrir caminho para a caravana até à Assembleia da República.” A previsível onda de protestos foi substituída pela moda alentejana: “Quinta-feira da Ascensão/ Saem as moças prò campo/de vestido cor-de-rosa/ No chapéu um laço branco.”

A caravana de dez autocarros seguia lenta mas segura com os dois agentes a mandarem parar o trânsito nos cruzamentos. Numa primeira reacção, o motorista da primeira viatura ouviu das boas por passar um sinal vermelho. Passa outro. E mais ainda. “Mas o que é que se passa? Olha para os sinais encarnados”, gritaram-lhe. Mas o motorista bem-disposto seguia os agentes da PSP por uma estrada em contramão. Foi então que explodiu a comoção. Pela primeira vez, havia alguém que usava da deferência, do respeito e de uma simpatia que os membros da delegação vinda de Beja nem em sonhos achariam possível. Por momentos sentiram-se possuídos de um estatuto que lhes atribuía dignidade. São muitas as mãos que recorrem aos lenços para limpar os olhos húmidos.

(continue a ler aqui)

Quero também destacar duas fotografias:

1 – Esta, que roubei a Joana Mortágua:

2 – Esta, de Tiago Petinga, da LUSA:

Quem quiser, pode espreitar ao meu álbum de cerca de 400 fotografias (não editadas e prontas para consumir) Clique aqui navegue e partilhe.)

Share

Deixe Uma Resposta