Mar 14 2018

Beja está refém!

Publicado por as 21:32 em A minha cidade


foto: joão espinho

Em comentário deixado aqui, escreve uma leitora:

Beja está refém!

Observo actualmente em Beja, uma atitude de quase todas as pessoas, de grande resiliência, aceitação da pouca sorte, do falar mal de tudo e de todos baixinho, na tentativa de se tentar encontrar culpados e uma explicação para a malfadada sorte a que Beja está neste momento fadada!
De louvar este Blog, que cria ainda um espaço de cidadania, onde contudo o número de comentários demonstra isto mesmo, a falta de interesse, ou melhor dizendo “desinteresse! Para com a cidade e a região.
Quanto a este artigo é mais uma visão sobre a vida em Beja, onde são ditas algumas verdades, convêm contudo um bom diagnóstico para que se promova a cura e se veja o que Beja merece ou Não!
Objectivamente Beja continua numa atitude feudal, caracterizada por 2 pólos, que pouco se comunicam, o dos políticos, onde gravitam aqueles cuja sobrevivência e palco depende da subserviência e submissão, e num outro pólo, os herdeiros da posse da terra, antigos e novos.
Temos depois em marcha no País, um modelo de regionalização assente em 5 regiões no continente, onde Beja tem por isso de ser anulada em prol daquela a que muitos se venderam “Évora”.
Não possui lobby politico nem em Lisboa nem na Europa, nem quem por ela se bata no sitio certo”
Possui uma população envelhecida, resiliente, e os jovens e os melhores valores rumam a Lisboa e a outras paragens, para raramente voltarem.
O que Beja não merece é os políticos e dirigentes que possui ( de todos os quadrantes), que não conseguem fugir do Servilismo e vassalagem politica e de outro tipo de interesses;
O que Beja não merece, é “bons rapazes e raparigas” ou carinhas larocas em posições estratégicas, completamente à deriva, incompetentes e fechados sobre si mesmos, pois competência é significado de concorrência e por isso mesmo ameaça;
O que Beja não merece, é a ausência de uma estratégia enquanto capital do baixo Alentejo, e a inexistência de quem tenha a coragem de assumir essa bandeira.
O que Beja não merece é a da falta de coragem política dos autarcas e demais responsáveis do baixo Alentejo, por não serem capazes de se unirem e reivindicarem estas causas, nem possuírem uma visão agregadora para o território, onde caso a sua voz não fosse ouvida e garantidas condições base ao desenvolvimento da região, terem a coragem de colocarem os seus lugares à disposição.
Ou seja, enquanto, não existir um verdadeiro sentimento e “alma Bejense”, e pelo baixo alentejo, onde se verifique um verdadeiro bairrismo, e uma visão estratégica, com lideres e pessoas com “Valores”, Beja não vai merecer, nem ter mais do que tem, vai aliás continuar a perder mais e mais a cada dia que passa.
Contudo, Beja é rica em história, património, tradição, o potencial turístico é imenso, mas pouco ou nada está explorado, mas merece ser explorado! Tem de se sair só do potencial;
Beja tem dimensão agrícola, que pode evoluir para a agroindustria e comercialização, há sinais ténues de esperança neste domínio, mas que careciam de uma afirmação forte, pois Beja merece!
Beja, tem um aeroporto, que a sul da península, pode abrir portas a outros mercados e negócios, falta uma linha de comboio electrificada com um terminal no mesmo e a ir até ao Algarve, bem como a conclusão da autoestrada até ao Rosal (algo que tem de ser exigido colocar no próximo quadro comunitário de apoio) pois Beja Merece;
Beja tem condições para a atracção de empresas e massa critica, pois só pela criação de emprego, melhores remunerações é que Beja se pode afirmar e desenvolver pois Beja merece;
Beja, é a capital do Baixo Alentejo, algo em que já ninguém fala! Curioso não acham??? Quem defende esta “dama”, quem assume este papel, mas Beja merece;
Beja, merece dar uma oportunidade aos seus jovens, e aos seus melhores filhos, pois eles e Beja merecem;
Beja merece boas condições de serviços, tais como de saúde, cultura, desporto, oferta necessária à fixação de bons quadros, que aqui possam encontra uma terra de oportunidades e com Qualidade de Vida, pois Beja merece,

BEJA MERECE QUE TODOS OS QUE AQUI VIVEM, DE AQUI SÃO E SE ENCONTRAM POR ESTE PAÍS E MUNDO FORA, SE UNAM, LUTEM, DEFENDAM, AMEM, CONSTRUAM PONTES E SOLUÇÕES, EXIJAM, ACORDEM E LHE DEVOLVAM A DIGNIDADE PERDIDA E QUE MERECE E TEVE AO LONGO DA SUA HISTÓRIA, SÓ DEPENDE DE TODOS NÓS!
(Deixo o desafio ao João Espinho para dar ênfase no seu blog a este comentário, bem como a todos os que se revejam neste retrato que o partilhem nas redes sociais e pelos amigos para se criar uma verdadeira onda positiva por Beja e pelo Baixo Alentejo, pois esta cidade e esta região merecem!)

Maria Ramos (De Beja, capital do Baixo alentejo com muito orgulho)”

Share

Uma Resposta a “Beja está refém!”

  1. CC diz:

    subscrevo integralmente.Parabens Maria Ramos.

Deixe Uma Resposta