Out 02 2017

Beja – Paulo Arsénio eleito Presidente da Câmara

paulo arsénio

Nos próximos dias falarei sobre os resultados destas eleições autárquicas.
Agora, quero só relembrar o que aqui escrevi no passado dia 4 de Fevereiro:

“Sou amigo do Paulo há vários anos. Falamos regularmente sobre política e sobre duas paixões comuns: o Sporting e a cidade de Berlim. Também Beja está sempre na ementa das nossas conversas. Tivemos os nossos confrontos na Assembleia Municipal e muitas vezes divergimos dos caminhos a percorrer. Tal nunca beliscou a nossa amizade. Como militante do PSD e cidadão bejense, desejo-lhe o maior sucesso nesta sua empreitada e que ela signifique o virar de página nesta terra que vemos cada vez mais abandonada.”
Como amigo, fui dar-lhe um abraço de parabéns. E desejar-lhe um a governação com sucesso.

E hoje não é o tempo para falar dos derrotados. Mas não esquecerei o que alguns disseram e escreveram ao longo destes últimos 4 anos. Com tempo, dedicar-me-ei a esboçar algumas palavras.
Amanhã Beja acordará com um novo rosto. Saibamos aproveitar esta oportunidade para que a cidade tome um novo rumo.

Share

37 Resposta a “Beja – Paulo Arsénio eleito Presidente da Câmara”

  1. Eu diz:

    Parabéns ao novo Presidente! Que saiba virar a página dos últimos 4 anos e que não perca a humildade que o elegeu. Azias muitas e boas amanhã 🙂

  2. Sol diz:

    Agora vamos ver no as facturas e as adjudicações que estão para pagar face a tudo o que anteriormente foi feito.

  3. Mike Fox diz:

    congratulo-me pela derrota do joão rocha

  4. Fonseca diz:

    Foi a vitória da humildade, das gentes de Beja que acredita na cidade.
    Para melhor aproveitarmos este virar de página, está mais do que na hora de TODOS, independentemente das cores politicas, reclamar o que nos pertence por direito, a dignidade de uma capital de distrito.

  5. enxoe diz:

    Muito bem.Surpreendeu me a sua maneira de estar com grande humildade.Creio que foi uma das razões destes resultados.Abre se um ciclo novo nesta cidade que necessita ser aproveitado…por TODOS.Beja merece tudo a que tem direito e os bejenses não podem perder mais esta oportunidade.Parabens a todos os que.

  6. Maria Flores diz:

    Nao votei no PS , quero no entanto endereçar os parabéns à candidatura vencedora e o maior sucesso na desmontagem da máquina da Rua Ancha.

  7. Américo diz:

    Uma vitória merecida não só pela humildade como pela postura revelada durante a campanha.
    O que interessa agora é desenvolver a cidade, ouvir a população e por Beja na rota do crescimento e afirmação.

  8. Maria Ramos diz:

    A Dupla Vitória de Paulo Arsénio

    Beja, acordou e ainda pode corrigir a tragetória para um Futura mais risonho.

    Paulo Arsénio ´ganha de forma dupla, em primeiro lugar, ganha na humildade, face à arrogância e prepotência do seu opositor mais direto.

    Em segundo lugar ganha a possibilidade de garantir uma Gestão distrital, onde a Cimbal é um ativo importante, isto à revelia de Lisboa, onde o Alentejo era tido como terra de Comunista, algo favorável à geringonça!

    Ganha assim duplamente, Paulo Arsénio, mas também a Democracia, e uma população cansada de viver no marasmo e de ver os seus filhos mais queridos partirem.

    Contudo, a tarefa não vai ser fácil, e importa que PAulo Arsénio não cometa os erros de Pulido Valente, donde tem de tirar uma grande aprendizagem, no que se refere ao “Narcisismo e individualismo, e ao rodiar-se dos piores para sobressair”. A lógica tem de ser inversa, saber rodear-se dos melhores que a terra ainda tem, com provas dadas, ser plural, e ter a capacidade de dizer “Não” aos muitos oportunistas do próprio partido, que nestes momentos sempre se colam e que só querem é tacho e poder pelo poder.

    A primeira grande prova de fogo, vai ter de ser mesmo para com a comunidade cigana, que tomou conta dessa cidade de forma desordenada e desordeira, pelo que a Rede Social desse Concelho, deve abandonar as festarolas e promover condições sérias de integração dessa comunidade, para os que se queiram integrar, pois para haver direitos tem de haver deveres, e o que aí se passa é deveras escandaloso! Vai ter de haver coragem politica para acabar com um gueto e uma nova cidade de lixo e miséria às portas da cidade ( uma vergonha)

    O segundo grande Desafio é o de atrair investimento e fixar empresas, pois só dessa forma se gera emprego, o que implica vender a cidade e a região pelo país e fora dele! Situação que pode proporcionar a fixação de massa crítica na região e o regresso de muitos filhos da Terra!

    A revitalização do Centro Histórico Moribundo é outro grande desafio!

    Tudo isto na necessária concertação de estratégia, com entidades locais e regionais, tais como o Aeroporto de Beja, As águas Publicas do Alentejo, a EDIA, o IPBeja, o Centro Hospitalar,….

    Nesta base, Beja ainda Pode ter Futuro

    Boa Sorte para Beja e para o seu novo executivo!

    Maria Ramos

  9. patria diz:

    veremos se ele tem capacidade para influenciar a electrificacao da linha e fazer mais que o pedro do carmo que nao faz nada no parlamento

    dar mais vida ao aeroporto

    construir uma passagem superior na estrada de baleizao para parar aqueles acidentes muitos deles com vitimas mortais e de referir que baleizao ainda nunca ganhou nada por votar no pcp

    apoiar mais as colectividades e deixar-se de festas desnecessarias

    e muito mais…

  10. joao diz:

    É a vitória da humildade sobre a arrogância e prepotência!

    É a derrota de um dinossauro, não só na aparência mas também no comportamento. Um presidente que se comportou como um patrão abusador. Um estilo de Autarca que já não se usa nos tempos de hoje. Que não soube perceber o que é ser-se Presidente de Câmara no séc XXI. Um presidente que desrespeitou funcionários e promoveu um ambiente de terror e perseguição nunca antes vistos na CMB. Mas não joguem agora JR para a fogueira sozinho, sem nomear toda a guarda pretoriana que a seu mando, e também do PC, perseguiu e humilhou colegas de trabalho.

    A culpa não pode ser resumida à pessoa de JR. Houve toda uma máquina orquestrada pelo PCP para sanear a CMB por dentro tornando-a um autentico bastião comunista onde quem não era a favor era contra e por isso sofreu na pele a tortura psicológica e a perseguição.

    O déficit democrático atingiu níveis dos tempos da outra senhora. As perseguições políticas e humilhações estudadas ao pormenor atingiram a CMB e os seus trabalhadores com um impacto que se revelou ontem na sua total magnitude na figura da derrota histórica que sofreram.

    Uma Palavra de Tristeza por todos os PARASITAS que nunca tendo sido comunistas ou ecologistas se aliaram em pleno à CDU em busca de tacho! E agora choram. Foram 4 anos de vergonhosa promoção dos elementos das listas da CDU em prejuízo de todos os outros agentes da cidade. MUSICOS, ARTISTAS DE TEATRO, ETC. Durante anos, nas actividades culturais promovidas pela CMB só houve espaço para bailes abrilhantados pelos baileiros do regime, para concertos abrilhantados pelos concerteiros do regime, subsídios atribuidos aos subsidio-dependentes do regime. O Compadrio Total. Foram às dezenas as figuras desconhecidas, nunca vistas com uma bandeira vermelha, que gravitaram em redor da CMB tal moscas à procura do seu quinhão de m… No plano cultural a CDU reduziu Beja a um baile rasca! Salve-se os Megalómanos (no orçamento) concertos deste Verão na Praça da Republica, evidentemente realizados em clima de campanha eleitoral com obvia expectativa de colheita de dividendos… Mas o Povo não se deixou ludibriar!

    Em última análise a responsabilidade da queda da CDU nestas eleições é do PCP. Foi o PCP quem vendeu a alma ao diabo pondo como timoneiro (palavra de um gordinho vaidoso em jeito de despedida) alguém sobre quem recaem suspeitas de favorecimento e ajustes directos em negócios de contornos mal definidos para não mencionar outras mediocridades bem conhecidas da população Bejense.
    Na figura de um candidato a Presidente de Câmara não há espaço para suspeitas nem para atitudes arrogantes e prepotentes e o Povo de Beja demonstrou-o como toda a sua força nas eleições do dia de ontem!

  11. enxoe diz:

    Maria Ramos

    Gostei!é Isso! mas a coragem e o compromisso com todos tem que ser muito!e sem olhar aos que ai vem a aproximar se!um perigo!!!Boa sorte para nós!!

  12. borges diz:

    Talvez seja mais uma questão de alternativa possível!…o JR acusou aquilo que estava á vista de todos- uma figura muito pouco consensual, arrogante por vezes, boçal frequentemente, e com uma imagem política altamente desgastada!…a política sempre foi feita de ciclos, de desgaste de algumas figuras, e de surgimento de renovação, para além das questões conjunturais, que são transversais a todo o País!…
    Agora é necessário arregaçar as mangas e expressar a confiança que os eleitores demonstraram, num ambiente democraticamente saudável, ouvindo todos, e procurando trabalhar com muito afinco e ética! é o mínimo que se pode exigir!…e daqui a 4 anos logo se vê o resultado!

  13. Maria Flores diz:

    espero que o PSD assuma uma atitude responsavel na Freguesia de S.Joao Batista ,de forma a que seja recuperada a credibilidade perdida atraves dessa Alianca com o PCP.Felizmente na Junta do Salvador o PSD nao tem qualquer poder de decisao ,nao sendo possivel continuar-se a verificar esse vergonhoso conluio Caimota com o PCP.

  14. Alentejo dos pequenitos diz:

    Foi uma vitoria surpreendente mas que Beja merecia face a um presidente burgesso, autoritário e propotente, incompetente e sem qualquer visão estratégica, postura democrática ou atitude inclusiva. JR teve o que há muito merecia e vamos ver o que ainda virá quando se apurarem todas as trafulhices que fez ao longo dos 4 anos do seu triste mandato.
    Paulo Arsenio e a sua equipa têm agora pela frente uma tarefa muito difícil e exigente não só pelo muito trabalho, os muitos obstáculos que a máquina do PCP lhe vai criar na câmara, como também pelas elevadas expectativas que estão criadas.
    Faço votos para que seja enorme o sucesso, porque Beja já merece um outro futuro!

  15. Filipe diz:

    o PS ganha ,essencialmente ,pela transferencia directa de votos da CDU. A fartadela que os militantes e simpatizantes do PCP ja tinham do Rocha provocaram este desastre completo.
    A direita , PSD e CDS , aumentaram a votacao ,relativamente as ultimas autarquicas.

  16. hpalma diz:

    Vencer a Câmara era a tarefa mais fácil que a equipa do Paulo Arsénio tinha tinha pela frente. Os grande desafios começam agora!É fundamental que todos estejamos juntos, para que o sucesso nos possa sorrir.

  17. Lufada diz:

    Espero que ninguém analise esta derrota da cdu em 2017 no concelho de Beja, como analisou a de 2009. Não existe comparação possível. Em 2009, apesar de perderem, subiram 400 votos às anteriores eleições de 2005. Desta vez, perderam 1200 em relação às últimas. Acho que a esperança em novos mandatos, e em recuperar a Câmara, leva um duro golpe.
    Claro que esta hecatombe não foi obra do acaso. Enfim……

  18. Américo diz:

    Ninguém me tira da cabeça que a estocada final da CDU foram os Ney’s, os Seus Jorges e as negociatas com empresas de Ponte de Lima. Acho que foi crescendo na cidade um sentimento e uma sensação que JR apenas serve para festas e foguetes. Tiros que saíram pela culatra. Bastava estarem quietos e tenho a convicção que “limpavam” isto novamente. Mas a ânsia de presentearem a população com eventos megalómanos levou à hecatombe registada. Pior, comparando a evolução da tendência de voto em relação a 2013, não acredito que a CDU honestamente, tenha esperança em recuperar a Câmara.

  19. Maria Flores diz:

    A deslocacao de votos da CDU para o PS diz tudo.Nao existiu qualquer voto util da direita nem no PS nem ns CDU.O Centro Direita e a Direita tiveram mais votos que em 2013 (em termos percentuais + 30 %).Rocha perdeu unicamente porque o eleitorado comunista assim o decidiu.Haja DEUS.

  20. lição de tango diz:

    Eu votei João Rocha em 2013 (voto contra Pulido Valente) e votei Paulo Arsénio em 2017 (voto contra João Rocha), não tenho qualquer preferência partidária.

  21. Fonseca diz:

    @Américo, tenho a certeza que a figura do candidato João Rocha, assim como as suas opções, foram importantes no resultado.
    Acontece que estas eleições, por diferentes motivos, tomaram uma importância de leituras nacionais enormes.
    Se era importante não misturar autárquicas com legislativas, acabou por ser impossível não tirar leituras nacionais.
    Ao que me foi dado a observar e ouvir, os dois perdedores estão a reformular as suas estratégias.
    No PSD parece que irá passar por mudança de líder e reforço no posicionamento ideológico.
    Na CDU…??
    Isto vem no seguimento de que, observando o tombo da CDU a nível nacional, até que ponto, o resultado em Beja, não é também fruto dessa tendência.
    Tinha sido mais fácil atribuir a totalidade da derrota ao João Rocha, mas assim??

  22. João Espinho diz:

    @fonseca – o pcp não muda. fica à espera que os outros o façam.

  23. atento diz:

    Repete-se o que aconteceu em 2009. Festas que meteram Carlos do Carmo e Xutos no Parque da Cidade e no final a CDU perdeu a câmara para o PS.

  24. J. R. diz:

    Tenho aqui lido e de forma repetida, este malhar em quem está no chão caído, que até me tem dado náuseas. E que pelos vistos não parece parar.
    Já que alguns dos agora vencedores e seus apaniguados, têm aqui vertido os seus maus humores, como se este blog fosse um autentico muro não das lamentações, mas sim das suas iras e ódios viscerais.

    Claro que toda a gente, incluindo os dirigentes, militantes e simpatizantes do PCP/CDU já perceberam pela leitura dos resultados, que o principal motivo da sua copiosa derrota em Beja, foi a personalidade/comprtamento e os anticorpos que J Rocha foi acumulando ao longo dos 4 anos do seu mandato.
    Motivo e peço deculpa a P. Arsénio, por quem sempre tive muita consideração, mas sem dúvida que a sua eleição deveu-se mais ao que atrás referi do que ao mérito do seu programa eleitoral.

    Mas o que interessa agora à cidade e à região é olhar em frente, e quem deve estar no centro da atenão e do debate politico é o executivo agora eleito, e não o bater no Rocha e nos comunas, como aqui repetidamente se faz.

    Até porque no mandato do Rocha, foram dados muitos bons passos e tomadas medidas muito corretas, nomeadamente em termos de captação de investimentos na área industrial e na requalificação do centro histórico da cidade. Que aliás foi a sua imagem de marca dos anos em que esteve na autarquia de Serpa.

    Esperemos é que o atual executivo prossiga nesse caminho e tenha o engenho e a arte de continuar o trabalho por ele inciado e se que previa ser de excelencia.

    P.S.: Pertenço ao “partido” que tem ganho sucessivamente as eleições neste país, o da abstenção. Isto porque não me revejo e não considero que o atual sistema eleitoral eleja e represente os reais interesses dos eleitores e povo português.

  25. João Espinho diz:

    @jr – anda a falhar a medicamentação e o resultado está bem evidente na sua prosa. Não estou com tempo nem paciência para contrapor, com exemplos, tudo o que tenta argumentar. Vá gozar o feriado, a República merece.

  26. Américo diz:

    @J. R. – Só pode estar a brincar certo?
    A CDU é que andava em tom de gozo a dizer que contra o Arsénio nem precisavam de fazer campanha. Quais autênticos cartomantes já vaticinavam um expressivo 5 a 2.
    Melhor ainda é esta parte ” mas sem dúvida que a sua eleição deveu-se mais ao que atrás referi do que ao mérito do seu programa eleitoral” então quer dizer que o Arsénio, que vá-se lá saber por que carga de água até apresentou um programa eleitoral, ganhou por por demérito e pelo excessivo optimismo( há quem lhe chame arrogância, prepotência, narcisismo, mas pronto, são opiniões) do adversário. Realmente…

    Outra, imagem de marca em Serpa? A sério? Você devia de ir falar com as pessoas de Serpa. No próprio PCP esfregaram as mãos quando ele se veio embora, pois já não tinham mão nele. A imagem de marca dele em Serpa foi a mesma que tentou deixar em Beja, festas e foguetes.
    Por acaso, ao contrário de si, até tenho estranhado a moderação dos comentários, o que não aconteceu nas eleições de 2013.

    Piéce de resistance, você como abstencionista deveria ser dos últimos a vir reclamar. O voto de protesto é nulo ou em branco. Ficar refastelado no sofá( não estou a dizer que foi esse o seu caso) é sinónimo que não se importa que qualquer badameco escolha e governe por si.

  27. Bejense desatento diz:

    Em Serpa o jr deixou uma dívida colossal e obras megalómanas que se aguentam enquanto há fundos comunitários (projectos). Depois passam à fase da degradação… são diversas!

  28. Fonseca diz:

    @J.R. Realmente, vê-se bem que é feriado, pois só alguém que não tem mais do que fazer, se dá ao trabalho de andar a fazer cópias da mesma conversa e a espalhar pelos blogues, e depois ainda ter o descaramento de dizer que são os outros que espalham iras e ódios.
    O resto que escreve nem tem assunto, ainda há quem tenha paciência para contrapor, mas eu não.

  29. J.R. diz:

    J. Espinho & Cia: Deixo aqui a resposta que transcrevo do que escrevi noutro blog da cidade e que se adapta na perfeição, às vossas setas “venenosas”, com os sinceros desejos para que todos possamos dar aqui o nosso contributo, de forma que a saída de J. Rocha e entrada em cena de P. Arsénio, possa significar algo mais do que uma simples dança de cadeiras.

    Olhando agora para o futuro próximo, que é a única coisa que interessa, é bom que o atual executivo e seus apoiantes estejam bem atentos.
    É que agora já não têm margem para desculpa alguma.
    O PS domina o aparelho do estado e as instituições locais. E estas, ao contrário do “segurista” do Pedro do Carmo, têm todas à sua frente “costistas”.
    De modo que não vale dizer que não há condições para a instalação empresas, recuperação do centro histórico como muito bem o anterior executivo vinha fazendo, a eletrificação da linha férrea e a melhoria do serviço de comboios, o IP 8 chegar até ao aeroporto, a rentabilização deste último,.. enfim, para o crescimento sustentado da cidade e da região com vista a saírem do ciclo de atraso e antidesenvolvimento em que se encontram desde há décadas.
    E que não se fiquem apenas pela substituição e colocação dos seus boys, e pouco mais. como pessoas como eu temem, e que nos levou a não votar no P. Arsénio.

  30. João Espinho diz:

    @ramos – ainda não mandei setas. Aconselho que leia i que escrevi no DA de hoje.

  31. Fonseca diz:

    @JR, primeiro não sou companhia de ninguém, ainda menos com essa insinuação de comportamento mafioso.
    Tenho acompanhado o blogue no qual quer deixar o seu contributo mas se calhar a palavra contributo para si tem um significado diferente do que tem para mim.
    Já vi que é rápido no gatilho a rotular tudo e todos, é costistas, seguristas, comunas, boys, não tarda está a falar em gitas, pretos e imigras.
    Ainda o executivo não tomou posse já está com exigências e vaticínios.
    Se calhar tem de tomar atenção ao Presidente quando ele diz que quem não vota depois não tem legitimidade para se queixar.
    Cuidado ao rotular os outros para não ser rotulado, acho que não gostaria que o tomassem por ignorante.

  32. J. R. diz:

    J. Espinho: Vou. Mas antes, deixe-me aqui transcrever o texto que escrevi no outro blog sobre o mesmo tema:

    Ressabiados!
    Quais ressabiados?
    O homem, J. Rocha, está morto politicamente e bem morto. Pois com a idade que tem, nada mais já poderá fazer.
    Agora e por favor ” não batam mais no ceguinho”. Já chega!

    Olhe-se é em frente e bem em frente. E P. Arsénio e sus muchachos não têm, ou melhor, não devem ter muito tempo para celebrar.
    Têm uma cidade e uma região, que é agora ou nunca mais, que sai da cepa torta.
    Esta é pois uma oportunidade única, com Alqueva e os investimentos na agricultura que estão a chegar, para se poder inverter o ciclo de anti-desenvolvimento e queda acentuada demográfica em curso.
    Até porque não tenho mínima dúvida que se nada de concreto for feito além das obrinhas de fachada de que JPV foi exemplo, P. Arsénio seguirá o mesmo caminho que os últimos três presidentes da autarquia.
    Ao fim dos quatro anos de mandato, ala que se faz tarde.

  33. Desautarca diz:

    @J.R. – Estranhamente você não cabe na sua própria azia meu caro… aceite a democracia e daqui a 4 anos vá votar.

  34. João Espinho diz:

    Podemos evitar a vulgaridade da azia?

  35. Américo diz:

    Na verdade a piada da azia começa a estar gasta, mas há muita gente a “por-se a jeito”. Vejam as publicações no Facebook de alguns candidatos da CDU ás juntas, assembleias etc, sobre a RuralBeja, sobre os cartazes que foram vandalizados, sobre o jantar que o Arsénio promoveu, sobre as pessoas da lista do PS, etc. Não estou a dizer que seja azia ou refluxo gástrico, mas sem dúvida é muito mau perder. E pior, é não saber perder.
    E irónico é existir já um apontar de dedo ao novo executivo – que ainda vai entrar em funções, a exigir acção, transparência, trabalho, resultados.
    Coisas, que como se sabe, abundaram durante os 30 e tal anos de executivos da CDU.

    @J.R. – Meta a viola no saco homem, já toda gente percebeu as suas intenções. Está a cantar fora de tempo e de ritmo.

  36. Republicano diz:

    Para que conste: Todos os anos o Partido Socialista promove um convívio no dia 5 de Outubro para Comemorar a Implantação da República.
    Todos os anos o organiza mesmo quando o Feriado esteve suspenso algum tempo.
    Simplesmente este ano o mesmo decorreu escassos 4 dias sobre a eleição autárquica.
    Se o PS não tivesse retirado a CM Beja tê-lo-ia feito na mesma ainda que provavelmente com menos pessoas e num clima quiçá mais tristonho.
    No Restaurante Luís da Rocha, na noite de 5 de outubro, comemorou-se o “5 de Outubro” e não nenhuma vitória.

  37. J.R. diz:

    J. Espinho: Li com atenção o excelente artigo que escreveu no Diário do Alentejo.
    Veremos pois se todos estes avisos à navegação, surtem algum tipo de efeito.

Deixe Uma Resposta