Set 11 2017

Beja – hoje há debate

Publicado por as 0:15 em Autárquicas 2017

Os candidatos à Câmara Municipal de Beja defrontam-se hoje num debate televisivo.
RTP3 – às 19H45, com repetição à 1H30 da madrugada.

Share

17 Resposta a “Beja – hoje há debate”

  1. Américo diz:

    Foi minha impressão ou o JR mesmo tendo mais tempo, foi o que falou menos?

  2. PL. diz:

    Um Caio de ideas

  3. PL. diz:

    Um vazio de ideias

  4. Felipe Fernandes diz:

    Discursos preparados, sem debate de ideias. Enj D’Argent tenta colocar algumas ideias na mesa, mas sem resultado, foi o único que demonstrou que pode trazer algo de novo, como apostar na agro indústria, tornar Beja na capital da Agricultura. Só provou ter conhecimentos da realidade de Beja, capaz tecnicamente. Todos os outros parece que não saem dos seus gabinetes. D’Argent merece pertencer ao futuro executivo.

  5. A diz:

    Eheehhehejejehehheejejje. Nao devemos ter visto o mesmo debate.

  6. Felipe Fernandes diz:

    Há uma diferença entre generalidades, e a especificidade de cada região. Na politica podem-se dizer formulas, frases que “encaixam” em qualquer cidade, vila. Há alguns que vivem em Beja, mas não vivem Beja.

  7. Homem atento diz:

    Estou farto de quem não quer ver e assobia para todos os quadrantes com música destrutiva e do bota abaixo…

    Então passo a fazer referencia às obras de responsabilidade e mandadas executar pelo Sr. Presidente João Rocha.

    Então aqui vão elas:

    • Construção de novo campo de futebol – Sintético 3
    • Arranjos Exteriores – Complexo Desportivo – Beja
    • Construção de nova Bancada Sintético 2 – Complexo Desportivo (Beja)
    • Construção do Centro de Arqueologia e Artes
    • Reabilitação da Escola Salvada
    • Construção de novas Instalações de Apoio ao Polidesportivo do Bairro dos Moinhos
    • Reabilitação das casas de banho do Parque de Feiras
    • Construção/Reabilitação do Parque Infantil do Bairro da Força Aérea – Beja
    • Reabilitação do Edifício da Antiga Escola Primária de Mina da Juliana
    • Reabilitação do Edifício da Antiga Escola Primária de Quintos
    • Remodelação da Pista de Atletismo – Complexo Desportivo Fernando
    • Alpendre e Vela Tensada em áreas de recreação – Centro Escolar São João Baptista
    • Vela Tensada em áreas de recreação – Centro Escolar Santa Maria
    • Vela Tensada em áreas de recreação – Centro Escolar Santiago Maior
    • Empreitada de Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais do Bairro do Pelame – Beja
    • Empreitada de Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais do Bairro da Esperança
    • Empreitada de Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais do Bairro das Alcaçarias – 1ª Fase
    • Empreitada de remodelação das redes de águas, águas residuais e pluviais do Bairro da Apariça e Bairro Social em Beja
    • Empreitada de Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais da Cabeça Gorda
    • REABILITAÇÃO DA COBERTURA DA ESCOLA EB1 DA SALVADA – Fibrocimento
    • Renovação da Rede Pública de Distribuição de Águas – Rua Fernando Namora, Beja
    • Requalificação da Rua General Teófilo da Trindade – Beja
    • Remodelação da rede de águas na Rua do Paço em Mombeja
    • Empreitada de Remodelação da Rede de Águas na Rua Nova em Trigaches
    • Remodelação da Rede Pública de Distribuição de Águas de Beja – Zona Alta 4, Beja
    • Reabilitação da Rua Nova do Paço – Salvada
    • Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais de Albernoa
    • Ligação da rede pública do Bairro das Flores à rede pública de Abastecimento de Água da cidade de Beja

    Tirem as ilações que quiserem…

    Se não acreditam vão a estes locais ver…

    Elas estão lá feitas e não fogem de lá…

    Vão ver.

  8. João Espinho diz:

    @homem atento – fiquei a meio, já estava cansado. Tenho que deixar de fumar.

  9. Américo diz:

    É minha impressão ou pelo silêncio nas redes sociais dos afectos ao PCP a coisa correu mesmo muito mal para aquelas bandas.
    Quando PA pôs a faca nos dentes, colocou JR em confrangedoras dificuldades. Notou-se de longe que tem mais estaleca que JR. O que não deixa de ser surpreso, visto a tarimba que JR possui.
    JR começou a cansar quando repetiu 3x o investimento da fruta desidratada.
    D’Argent não esteve mal, mas se chegar aos tais 6% pode cantar vitória. Pinela foi mesmo a agradável surpresa da noite. Suficiente para chegar aos 2 digitos? nem pensar. No BE um discurso cheio de banalidades e inclusões. Retórica que tanto serve aqui como em Barcelos por exemplo.

  10. atento diz:

    0 x 0 x 0 x 0 x 0 = 0

    Cinco candidatos que não disseram nada de novo, apenas generalidades. E isso qualquer um diz. Coisas concretas do interesse dos bejenses, nada. É preciso gerar emprego, trazer investimento, isso toda a gente sabe, mas como fazer? João Rocha não tem o dom da palavra e é posso, quero e mando, já assim era em Serpa e com a idade ainda se acentua mais este seu defeito, Paulo Arsénio esperava mais dele porque um dos dois vai ser presidente da câmara, preocupou-se mais em atacar João Rocha do que em expor as suas ideias. Um conselho para o Paulo que ainda assim prefiro ver como presidente da câmara, preocupa-te mais durante a campanha eleitoral em expor o teu programa e as tuas ideias do que atacar João Rocha, estás a perder tempo e as pessoas estão fartas do lavar de roupa suja, a culpa é sempre da herança deixada pelos outros. O passado ficou para trás, vamos pensar no futuro. O Luís D’Argent, pessoa que considero, teria o meu voto mas vou pelo voto útil, entre o João Rocha e o Paulo Arsénio, escolho claramente o Paulo, não tem nada a ver com ideologias políticas.

  11. Homem atento diz:

    Caro João Espinho,

    Eu sei que o Sr. ficou a meio…

    Pois não interessa nem é conveniente que aqui se faça referência a tanta obra…

    E já agora para os mais entendidos na construção civil, obras destas não se iniciaram à 3 meses, mas sim à 3 anos.

    Boa tarde e passe bem!

  12. João Espinho diz:

    à 3 anos? à 3 meses? Está bem.

  13. Américo diz:

    @Homem atento: desse rol todo, pode-se considerar 3, vá 4 investimentos, tudo o resto desculpe, mas não passa de gestão corrente, ou como gostam de mencionar “obra feita”. Ok, é preciso fazer, sim é, mas não passa disso mesmo.

  14. Felipe Fernandes diz:

    Todos tentaram ‘ descarregar’ o discurso que tinham preparado, exemplo, quando psd diz asneiras sobre impostos, meteu os pés pelas mãos, demonstrou ser ignorante em fiscalidade, PS ao seu lado não foi capaz de o corrigir, trabalhando na Autoridade Tributaria esperava mais. Não houve debate. Nota-se que à exceção do CDS, os outros só procuram protagonismo, ou melhores condições financeiras.

  15. Nilton diz:

    Não foi bem um debate aquilo a que assisti. Foi mais uma entrevista coletiva. Só Arsénio debateu com João Rocha por duas vezes. Os demais falaram sempre para o moderador. Ainda assim, sem grandes vencedores, Arsénio demonstrou estar preparado e ter ideias concretas sobre o que lhe perguntaram, exemplo, o que pretende fazer para estimular o investimento em Beja. Fugiu às generalidades dos restantes candidatos e apontou medidas que pretende executar.
    Se calhar Beja vai mesmo mudar em outubro.

  16. Pintaroxo diz:

    Meus grandes burros, queriam dizer :há 3 meses, há 3 anos?

    Eu voto na Áurea

  17. mike fox diz:

    Será asneira pretender baixar os impostos?

    -Artigo 112.º do dec lei 287/2003
    Taxas
    1 – As taxas do imposto municipal sobre imóveis são as seguintes:
    c) Prédios urbanos – de 0,3 /prct. a 0,45 /prct..
    5 – Os municípios, mediante deliberação da assembleia municipal, fixam a taxa a aplicar em cada ano, dentro dos intervalos previstos na alínea c) do n.º 1, podendo esta ser fixada por freguesia

    a taxa praticada em Beja é de 0.36 e pode descer para 0.3

    – Artigo 26.º da lei 73/2013
    Participação variável no IRS
    1 – Os municípios têm direito, em cada ano, a uma participação variável até 5 % no IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal na respetiva circunscrição territorial, relativa aos rendimentos do ano imediatamente anterior, calculada sobre a respetiva coleta líquida das deduções previstas no n.º 1 do artigo 78.º do Código do IRS, deduzido do montante afeto ao Índice Sintético de Desenvolvimento Regional nos termos do n.º 2 do artigo 69.º.

    em Beja é aplicada a taxa máxima de 5%

    -Artigo 18.º da lei 73/2013
    Derrama
    1 – Os municípios podem deliberar lançar anualmente uma derrama, até ao limite máximo de 1,5 /prct., sobre o lucro tributável sujeito e não isento de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas (IRC), que corresponda à proporção do rendimento gerado na sua área geográfica por sujeitos passivos residentes em território português que exerçam, a título principal, uma atividade de natureza comercial, industrial ou agrícola e não residentes com estabelecimento estável nesse território.
    em Beja a taxa é a máxima 1.5%