Ago 21 2017

E Beja aqui tão perto

Publicado por as 14:27 em Geral

Franceses da Lauak investem 20 milhões em Grândola
O director-geral da Lauak Portugal, Armando Gomes, esteve reunido na quinta-feira passada com o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, para apresentar o projecto de investimento, em Grândola, que vai criar mais 100 postos de trabalho qualificados.

A nova fábrica servirá para o fabrico de componentes para aviões. Esta junta-se às unidades industriais que os franceses já têm em Setúbal e Évora, além de uma empresa vocacionada para atividades turísticas em Grândola.
(ler aqui)

Share

11 Resposta a “E Beja aqui tão perto”

  1. Reinaldo Louro diz:

    Uma matéria que os órgãos de informação e os cidadãos do concelho de Beja deveriam questionar a autarquia e quem a gere, porquê ?
    Ainda à bem pouco tempo na RTP vimos em directo uma entrevista paupérrima de conteúdo em que o edil JR, se queixava do coiso e da coisa, e que nem sabia onde era que trabalhava o director de serviços do tesouro, quanto mais ser recebido por um secretário de estado ou ministro, para dialogar sobre problemas concretos de Beja e da sua região.
    Esta é a minha opinião e contributo crítico como bejense, que é hora deste atraso civicional se modificar.

    BEJA MERECE MAIS !!!

  2. mike fox diz:

    Beja deve estar a limpar o rossio de canas em preparação para novo arraial.

  3. bejense diz:

    Era para ir para Évora, foi parar a Grândola, esses não querem aeroportos, querem boas autoestradas e estar perto do porto de Sines.

  4. aviador diz:

    No caderno de Economia do Expresso do último sábado vem uma reportagem sobre os milhões investidos no sector no Alentejo e fala-se de Évora, Ponte de Sor e Beja. Só que enquanto nas outras duas cidades há exemplos concretos de empresas, sobre Beja nem uma. Onde estão então as tais anunciadas porJ.Rocha? Quando começam a laborar? Quantos postos de trabalho vão criar? Ou é como o comboio, vamos ver os aviões a voar para outras terras?
    Estamos fartos de anúncios e de projectos encomendados sem se saber se há dinheiro para os executar. J.Rocha já fez isso em Serpa e agora segue o mesmo caminho. Se os bejenses quiserem isso termina já em Outubro.

  5. Viver Beja diz:

    Beja com este executivo de câmara é só perder oportunidades. Siga a festa…

  6. android diz:

    Reinaldo Louro — quem tem influencia numa decisão destas é o Governo da Republica , que por acaso é do Partido ao qual tu sabujas desde sempre , o teu P S. Os comunas de Grândola só fizeram os serviços mínimos. Pergunta é ao teu Camarada Pedro Carmo o que se passou.

  7. mike fox diz:

    Espero que no dia 1de outubro à meia-noite Joane embarque na barca de Caronte através do Estige na companhia do Sapateiro e da Alcoviteira,isto sem moedas,leia-se…

  8. João Espinho diz:

    @fox – um pouco de mitologia não faria mal à cidade.

  9. mike fox diz:

    de modo nenhum,até iria elevar o nivel da discussão que se quer iluminada

  10. mike fox diz:

    @android-talvez seja altura de mudar o chip

  11. Ricardo diz:

    Da sua região??!!!Qual região?!O homem valoriza lá o Alentejo, a capital de distrito.ou o que quer que seja?!
    O berço dele é o norte.
    Por isso é que só valoriza o norte, privilegia as empresas do norte e refere que as pessoas do norte é que são competentes porque em Beja não fazem bem as coisas nem atempadamente,sobretudo quando convém mostrar serviço em época de eleições.Um serviço que durante 4 anos se resumiu a organizar entretenimento!
    Já agora,porque não faz uma nova parceria com o município de onde é oriundo e passa a fazer em Beja as festas da senhora da Agonia, com um desfile de mordomas e tudo?
    Deste executivo, já nada me espanta!!
    Retire”se Sr.Rocha ! Está na hora de se reformar.
    Dê oportunidade às pessoas que o detestam mas gostam desta cidade e contrariamente à sua pessoa,de viver cá!