Jun 14 2017

Eles é que são os puros

Publicado por as 14:39 em Autárquicas 2017

Diz o PCP: “A opção de Helena D’ Aguilar, agora tornada pública, de se candidatar numa lista de cidadãos eleitores, revela que, mais do que a integração num projecto coerente, em si mesmo factor comprovado de promoção dos interesses do concelho e da população, são razões ditadas pela ambição, protagonismo e poder pessoal que a terão motivado, que só a si própria dizem respeito.”
Cheira a zanga de comadres e azia mal tratada.
É mais uma das heranças de Manuel Narra. Poderá ficar para a história do concelho da Vidigueira. Avante!

Share

7 Resposta a “Eles é que são os puros”

  1. ATENTO diz:

    Para o PCP é muito difícil “engolir” atitudes ou posições, como lhe queiram chamar, não coincidentes com os seus “programs”. A atitude da vereadora para eles é traição e são completamente incapazes de ver que é um direito que cabe a qualquer um discordar de determinada orientação (encaminhamento) política e lutar para fazer valer o seu ponto de vista. A azia é tal, que não resistiram a emitir um comunicado, mostrando ridiculamente, todo o seu engulho.

  2. Juca diz:

    Só o coxo da Cooperativa e que não admite que a Senhora se candidate contra o social -fascismo.

  3. João Espinho diz:

    @juca – e isso é realmente importante.

  4. atento diz:

    Engraçado era ver o PCP a fazer uma nota como esta a condenar os desvarios financeiros e não só feitos pelo Rocha em Beja. Como os valores pornográficos gastos com o Beja na Rua. Mas isso é pedir demais até porque não se trata de ambição, protagonismo e poder pessoal que o motivam como no caso da candidata da Vidigueira. É apenas o amor que tem por Beja e pelos bejenses que o motivam (risos).

  5. valentim diz:

    Vai ser uma campanha emotiva, lá para os lados da Vidigueira!…Considerandos à parte, trata-se aqui de reconhecer uma candidatura independente, alternativa, pese embora os compromissos do passado recente, a demonstrar de modo saudável, que a democracia também é feita de discordância, de oposição e de muita coragem política!…
    Como diria Fernando Pessoa: “A independência tem um preço, é preciso sabe-lo e nunca recusar pagá-lo.”
    Causa incómodos, como é natural em partidos dogmáticos, mas também demonstra que a inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos!

  6. Castelo diz:

    Esta candidatura resulta mais de divergências entre pessoas do que qualquer divergência político- ideológica.trata -se de cadeiras.

  7. João Espinho diz:

    @castelo – pão da mesma fornada.