Mai 09 2017

Estou com um sorriso nos lábios

Publicado por as 15:29 em Autárquicas 2017

Ler notícia aqui

Share

19 Resposta a “Estou com um sorriso nos lábios”

  1. Vargas Herédia diz:

    Sorriso nos lábios, azia no estômago, dores de cabeça, lágrima no canto do olho, esfíncter assado. Vai haver de tudo, para todos os gostos e consoante a devoção. Mais quatro anos de JR, no papo, sem espinhas, Amém.

  2. João Espinho diz:

    @herédia – amén 🙂

  3. Lufada diz:

    @Herédia – ……sem espinhas ? não contem muito com isso…….

  4. Rojo diz:

    Dia 2 de Outubro veremos quem é que terá a lágrima ao canto do olho é o esfíncter mais assado😂

  5. João Espinho diz:

    @rojo (não se arranja melhor cor?) – Beja vai ser uma barragem cheia de lágrimas… 😆 😥

  6. rojo diz:

    É uma homenagem ao defesa esquerdo que já foi do meu clube. Nada de confusões. Talvez essas lágrimas vermelhas encham a barragem do Roxo.

  7. corocota diz:

    ui! que medo….@Vargas Herédia…o João Rocha outra vez? é uma enorme surpresa…vou vender a casa e sair de Beja…mudo-me para Almeida…a junta de Freguesia é da CDU na mesma mas é uma senhora quem lhe dirige os destinos…e a Caixa Geral de Depósitos que se cuide… já agora diga lá: ele vai trazer para a equipa a tal nova assessora que veio de Lisboa e é muito boa em Cultura e coisas assim?é que se trouxer essa senhora para a equipa é outra enorme surpresa!

  8. Alf diz:

    Mas alguém esperaria outro candidato? Tudo natural na CDU. Obviamente que todos os adversários já contavam com esta candidatura. Foi apenas a formalização do nome. Falta o cabeça-de-lista do BE para o lote de candidatos ficar completo. Depois é ver “as equipas”.

  9. João Espinho diz:

    @Alf – e o CDS?

  10. Maria vai com as outras diz:

    Não me parece ser grande a surpresa, mas enfim.
    A curiosidade não é J. Rocha, mas sim Paulo Arsénio.
    Veremos como se irá portar na campanha que se inicia.

  11. valentim diz:

    “Há porcos que repugnam a sua própria porcaria, mas se não afastam dela, por aquele mesmo extremo de um sentimento, pelo qual o apavorado se não afasta do perigo”. F. Pessoa

  12. Alf diz:

    @João Espinho – Tem razão! Falta também conhecer “o nome” do CDS a Beja. As minhas desculpas.
    Esta coisa de PSD e CDS nuns Concelhos concorrerem coligados e noutros não leva a estes lapsos.

  13. Vargas Herédia diz:

    @ corocota. O que eu sei e posso dizer acerca deste assunto é que o JR traz quem quiser trazer, dispensa quem bem lhe aprouver dispensar, ouve quem lhe interessa ouvir (talvez ninguém) e, sobretudo, caga para todos. Mas isto toda a gente sabe, desde aquele que lhe confia o voto (mesmo que não o aprecie) e quem o reprova nas urnas (embora talvez o admire). E quer que lhe diga mais uma coisa que lhe vai interessar especialmente a si? Quer mesmo? Não se precipite. Consta que o mercado imobiliário vai estar mais interessante para vendas a partir de meados de 2018. Talvez valha a pena esperar uns meses.

  14. corocota diz:

    @ Vargas Herédia pois vou seguir o seu conselho…esperar até meados de 2018…pode ser que tenha sorte na venda da casa e sobre alguma coisita para uma vivendazinha no Brasil…com piscina… que isto de ser Competente Honesto e Trabalhador tem que dar frutos…e acautelar o futuro… 🙂

  15. atento diz:

    @Vargas Herédia : refere-se a novas urbanizações bem vistas pelo poder político vigente?

  16. viver Beja diz:

    Será que os Bejenses merecem mais de 4 anos de João Rocha? Esperamos pelas propostas, que não sejam mais feiras e festas, mas sim afirmar Beja, onde já lemos isto!

  17. Vargas Herédia diz:

    @ atento. Não. Era só um ensaio acerca da personalidade do dito e uma sugestão perante a declaração de intenção de venda de imobiliário. Em relação ao que está a querer sugerir (presumo que se trate do facto de haver empreendedores preferidos e projectos mais acarinhados independentemente do seu valor técnico e mérito estético, funcional e estratégico), acho que não exagero se disser que é aquele tipo de situação que ocorre indistintamente em toda e qualquer autarquia, embora numas mais do que em outras. A irritação que isso gera depende da posição afectiva do observador face à ocorrência, ou seja, quando é (são) dos nossos toleramos, quando é (são) dos outros, denunciamos.

  18. tbsoudebeja diz:

    Quando falam que é só festas só festas, será que não vêm como está o bairro do pelame, o bairro social, as obras a ser realizadas nas freguesias,a redução da dívida e o prazo de pagamento aos fornecedores que diminuiu…antes tb havia festas, era é só pra alguns, e agora é para o povo todo!!!

  19. Sol diz:

    Sem voto útil, não se derruba este papista.

Deixe Uma Resposta