Out 11 2016

Monte Gordo vai mudar de cara

Publicado por as 12:13 em Geral

monte-gordo

Na praia de Monte Gordo, está em curso uma operação sem precedentes de requalificação que vai mudar totalmente a paisagem. Toda a linha de costa do concelho de Vila Real de Santo António (VRSA) – que inclui várias praias conhecidas, como Manta Rota e Cacela Velha, vai ser alvo de uma intervenção urbanística, coordenada pela Câmara Municipal, mas que tem também o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente e da Capitania. Hotéis de charme, reabilitação de toda a zona da foz do Guadiana e do passeio ribeirinho da cidade, bem como do centro histórico, são alguns exemplos que vão contribuir para um novo Algarve. O investimento está estimado em cerca de 200 milhões de euros, que virá sobretudo de privados na construção e exploração de novas unidades hoteleiras.
(…)
“Com a conclusão prevista para o próximo verão está o lifting da praia de Monte Gordo. Todos os apoios de praia vão ser demolidos e 16 novos, bem alinhados às dunas e com uma arquitetura discreta, vão ali nascer. Desde o hotel Dunamar até ao final da linha de costa do concelho será instalado um passadiço de madeira com um total de 2,5 km.”
Leia aqui o artigo completo

Share

Uma Resposta a “Monte Gordo vai mudar de cara”

  1. Ecce homo diz:

    Basta olhar para a fotografia que ilustra o Post, para se perceber qual é o verdadeiro mal do Algarve!…construção e mais construção em cima da linha costeira, ausência grosseira de planeamento urbano, e de regras urbanísticas básicas…o resto já é sobejamente conhecido – maus serviços, má arquitectura (e má construção), preços pornograficamente caros, um caos a fazer lembrar um terreiro abandonado á mercê do tempo…Dir-me-ão os mais entusiastas, que também há bons exemplos- pois há, mas são muito poucos para escamotear a realidade da costa algarvia!…Nesse aspecto, a costa alentejana, está muito melhor, desde que foi implementado o Plano da Orla Costeira, e salvaguardadas as condições ambientais mínimas!…A costa alentejana em termos de oferta, está hoje muito melhor, com praias acessíveis, requalificadas e com condições paisagísticas invejáveis!
    O problema do Algarve é bem mais substancial, em razão do aumento exponencial de procura nas últimas décadas, sem que tenham sido criadas as condições para suportar/controlar o crescimento imobiliário e especulativo que se verificou nas 3 últimas décadas!…Agora, anunciam-se investimentos com pompa e circunstância, que não obstante o aumento genérico de qualidade das praias, servem essencialmente para esconder os males maiores de um território que sofreu terríveis transformações, com a extensão que todos conhecemos!…Vêm-me á memória (ainda recente) os investimentos avultados nas obras do Programa Polis, que também foram levados a cabo em nome de uma verdadeira requalificação e valorização do território urbano, mas que em muitos casos se transformaram em milionárias operações de cosmética, que não resolveram nenhum problema urbanístico, social ou cultural!…

    chiça e porra!

Deixe Uma Resposta