Out 19 2016

Beja – Empresa dos parquímetros

Publicado por as 23:11 em A minha cidade

parquimetro

De um amigo no Facebook:

“Meus amigos, ou não, da cidade de Beja. Venho informar que anda um indivíduo que trabalha para a empresa “dos parquímetros” na nossa cidade mas está descaracterizado. Anda multando carros sem a respectiva farda vestida, ou telefona a avisar os colegas, e isso é ilegal.
Já tinha ouvido falar mas hoje vi e fotografei o dito cujo.
Fui à esquadra da PSP onde apresentei a situação, com a dita fotografia, e confirmaram que a bolsa e aparelho que ele leva na mão são da referida empresa. Disseram-me também que o que ele anda a fazer é ilegal e posso apresentar queixa mas que eu devia ter chamado a PSP quando vi a situação a acontecer.
Vou dirigir-me à Câmara Municipal de Beja e apresentar a minha queixa porque mesmo sem ter sido multado não gosto de “chico-espertices”.
De referir que esta empresa trabalha para a CMB.

Sintam-se à vontade para partilhar…”

Share

33 Resposta a “Beja – Empresa dos parquímetros”

  1. Ricardo diz:

    É verdade esta situação,pois tb ontem verifiquei, que esse referido indivíduo descaracterizado andava a passar multas na zona do terreiro dos valentes e zona envolvente que vai na direção da casa da Cultura e correios. É de lamentar que uma cidade que mt pouco ou quase nada tem para oferecer como atração, veja os seus habitantes a não recorrer a determinados espaços comerciais em virtude da falta de estacionamento livre e fugirem para as grandes superfícies, veja-se o caso das portas de Mértola, que já está praticamente sem comercio, o largo do Museu (junto à cooperativa) , o mercado Municipal, enfim. Criem-se sim pontos de interesse, na cidade que cativem as pessoas e não algo que as afaste.

  2. Anónimo diz:

    Boa tarde, antes de partilhar isso no seu suposto blog, deverá confirmar se as histórias que lhe contam são verdadeiras ou não. Não é por ser seu amigo, familiar ou outro, que publica tudo aquilo que lhe dizem seja verdade ou não, porque nem tudo o que dizem ou vêem é verdade. Porque aldrabões e pessoas desonestas é o que não falta por ai.

  3. João Espinho diz:

    @anónimo (podia ter sido mais criativo no nome)
    1 – o que é um “suposto blog”?
    2 – Ainda não percebeu que o que está relatado aconteceu a outras pessoas?

  4. Idalina Raposo diz:

    Sempre a faturar ladrões de meia tigela

  5. Idalina Raposo diz:

    Ladrões de meia tigela

  6. Cidadão da cidade de Beja diz:

    Mais um herói à solta na cidade… Tenham vergonha, Esses senhores deviam ter vergonha do trabalho que andam a fazer, são de uma arrogância que só visto.

  7. Anónimo diz:

    Boas pessoal . De momento não posso abrir o pio porque ainda sou funcionário da empresa que está em BEJA. Mas a partir de dia 30 ja posso se quiserem esclarecer algumas dúvidas. Abraço.

  8. NG diz:

    A empresa «dos parquímetros»não trabalha para a Câmara Municipal, que por acaso até nem tem empregados. Os trabalhadores ditos «da Câmara» são funcionários do Município. Depois, a empresa dos parquímetros trabalha para ela própria, fazendo-se pagar pelos serviços de estacionamento que presta em virtude do contrato de concessão que celebrou com o órgão executivo do Município.
    Não menos verdade, porém, é os srs. funcionários da empresa de parquímetros são abusadores mesmo quando estão no regular desempenho das suas funções, situação em que têm de utilizar fardamento e estar devidamente identificados com cartão emitido pela Segurança Rodoviária, que comprove a sua equiparação a agentes da administração.
    A Câmara deve actuar. Tem de actuar. À paisana, andavam os PIDES!

  9. Maria Rocha diz:

    Uma questão?

    Como é do vosso conhecimento estas multas qdo vão para casa vão mais que inflacionadas!!

    Devemos pagar ou não????

  10. JOKA diz:

    Na verdade a atual empresa entrou a “matar”. Era preciso fazer dinheiro, e depressa. Os funcionários aguardavam um pouco até o talão esgotar o tempo para poderem atuar e virar as costas satisfeitos. Contudo a autarquia é co-responsável pela situação que a cidade está a viver e pelo caminho que está a trilhar, uma vez que quando se vai às grandes superfícies deixa-se o carro à sombra, sem pagar, faz-se o abastecimento completo e volta-se para casa descansado. No centro da cidade tem de se pagar para deixar o carro num espaço, que supostamente é público… e se se demoramos um pouco mais do que o previsto temos uma coima porque não interrompemos o n/ trabalho , voltar ao local e colocar mais uma moeda… e quem trabalha na zona, como resolve a situação? Se o trabalho é de entrar e sair, quantas moedas tem de meter durante o dia? Será que a Câmara não se apercebe que está a afastar as pessoas do centro da cidade? A questão dos parques reservados aos moradores deixo para um comentário posterior… onde a posição camarária é outra vergonha.

  11. Anonimo diz:

    Sr João Espinho um facto que constato que está relatado pelo seu amigo é que o trabalhador não usava farda, mas dai a afirmar que liga para os seus colegad a avisa-los é outra coisa, como pode ele prova-lo? E para terminar quando são multados pela polícia nem reclamam, ou quando se vai para outra cidade do país respeitam todas a regras/leis do município, em beja à muitos chicos espertos, e não é só na empresa dos parquimetros….

  12. Lunar diz:

    Essa empresa concessionária do estacionamento, tb é de Ponte de Lima? E os funcionários dessa dita empresa estão credenciados pela ANSR? E andam com o cartão de identificação à vista?

  13. Praça da República » O blog está a mexer! diz:

    […] foi por causa deste post. E ainda falta 1 ano para as autárquicas. […]

  14. Viriato diz:

    Mas não era Beja que estava a mexer?
    Agora o blog também? Bom sinal com uma diferença, beja a descer e blog a subir

  15. carlos diz:

    E verdade esta empresa entrou a matar mais parece caça a multa escondem se a espera que as pessoas saiam dos carros e se esquecam de pagar ja estão a multar em vez de boa cidadania informarem que tem que pagar. O município nem se preocupa com o estado em que se encontra o centro histórico mais precissamente o largo dos duques o antigo largo da coperativa o que interessa e os bailes na praça isso e que traz economia para o centro histórico. Uma situação que verifiquei a uma semana foi que os cartões de residente tem validade o meu ja tinha passado e em vez de me informarem multavam me ate que foi pedir explicações a empresa. Disse os senhores são uma antiga pide. Se a camara nao baixar a fasquia a estes senhores a população une se e depois quero ver se ganham as próximas autarquias. Saude e fiquem bem

  16. Ana Leitão diz:

    Olá boa noite

  17. António Luis diz:

    A ler esta informação neste blog, vejo que afinal quem está mal não é quem multa, mas sim quem infringe a lei.

    1. Se são multado e porque não tiraram tique ou tique já passou do tempo.

    2. Quem multa só está a fazer o seu trabalho para que é pago.

    Gostaria de saber se nos trabalhos de todos que não cumpram com os que lhe pedem o que vos diz o vosso patrão ??

    Tudo isto resulta na falta de respeito pelo trabalho uns dos outros.

    Se não querem ser multados, ou estacionam em locais que não paguem e andem a pé.

    Boa noite,

  18. João Espinho diz:

    @António – leu o que se denunciou no post? Não parece.

  19. António Luis diz:

    Sr. Carlos,

    Não vi e acho estranho quando diz que se escondem para multar… quando as pessoas se esquecem de pagar o estacionamento…

    Qual esquecer… e a desculpa para antiga é ridícula para não querer pagar. Ninguém obriga alguém a pagar estacionamento, tem muito espaço para estacionar e andar a pé ou de transportes públicos.

    O hábito das pessoas e querer parar ou estacionar em cima dos locais que vai para não andar muito.

    Ainda não vi nenhum argumento válido para este espetáculo sobre uma coisa que todos só fazemos se quisermos.

    Bem haja

  20. António Luis diz:

    Sr João sim li o que escreveu,

    O Sr em vez de tirar foto foi questionar a pessoa ou perguntar quem era ??

    De certeza que tem de ter farda vestida ???

    Por acaso perguntou pela identificacao da pessoa??

    O que vejo é que deve ter sido um dos que foi multado e não quer pagar..

    Deixe as pessoas trabalhar.

  21. João Espinho diz:

    @luis – já percebi que não leu. Ou não quis ler.

  22. Ana Leitão diz:

    Se.Joao Espinho , obrigada por não aceitar o meu comentário. Já deixei a minha mensagem num sítio onde todos podem ver.

  23. João Espinho diz:

    @leitão – ainda bem que pode deixar a sua mensagem noutros sítios. É um bom sinal.

  24. carlos diz:

    boa noite Srº. Antonio luis

    vejo que o senhor sabe o que diz mas sabe o significado da palavra “lobis”?
    Uma cidade como a minha que cada vez tem menos negocio no centro da cidade nao pode haver tantos “gajos” a mamar.
    As cidades crescem de dentro para fora.

  25. alentejano diz:

    É as comissões,quanto mais multa mais ganha!!

  26. Ana carolina diz:

    Bom dia Sr. João Espinho, em primeiro lugar pergunto-lhe, o recado é seu ou do seu amigo? o tal amigo que não quer dar a cara? segundo, a reclamação é contra a empresa ou contra o funcionário que não estava fardado? porque a empresa se calhar ainda não lhe forneceu a farda, sabe qdo se faz encomendas temos que saber o que dizemos, sabe eu também não gosto de chico-espertices, e parece-me que quem está aqui a armar-se em chico esperto não é o funcionário mas alguém que quer dar nas vistas por outra razão resta é saber qual é.
    Ana

  27. João Espinho diz:

    @ana – você, que já vem aqui há tantos anos, sabe que eu não sou rapaz de encomendas. Li e perguntei ao meu amigo se podia trazer para o blog. E, como sabe, no Facebook há muitos perfis falsos, mas este é garantidamente verdadeiro, e a situação foi-me posteriormente relatada por telefone. Já agora, veio aqui para atacar a mensagem ou o mensageiro? E em defesa de? Bom fim de semana e… cuidado com as multas 🙂

  28. Cidadão da cidade de Beja diz:

    Tanta conversa… Todos sabemos que o que aqui foi relatado é verdade, mas há sempre quem tente tapar o sol com uma peneira. Sr “António Luís”, o senhor é funcionário da dita empresa e eu percebo que a queira defender mas não faça dos outros parvos ou cegos…

  29. partidos diz:

    Penso que esta aqui um pouco de politica. Se nao querem tirar o ticket tem que se responsabilizar pelas multas

  30. antonio diz:

    na volta e quem a esta a defender ……

  31. Ana carolina diz:

    Sr. João espinho em defesa de quem trabalha e tem que comer todos os dias, porque se trabalha sem farda é porque não lhe foi fornecida pela empresa, e eu ponho sempre ticket, se quero viver em sociedade tenho que ter regras.

  32. João Espinho diz:

    @ana – inteiramente de acordo. Mas não é essa a essência do assunto.

  33. João Espinho diz:

    Leitor identificado:
    um desses senhores dos parquímetros esteve esperando eu ir trocar a nota de 5 € para poder ter moedas para o parquímetro e em 30 segundos passou-me a multa…é injusto,eu não fazia intenção de estacionar sem pagar,só tinha de trocar para lhe garantir o ordenado e mesmo assim…

Deixe Uma Resposta