Ago 04 2016

Os dias estão mais inquietos

Publicado por as 0:31 em A minha cidade

joão rocha

“Andam por aqui uns dias inquietos. E não é do calor, certamente.
Parece que cada vez que alguém ousa afrontar ou criticar, ou até mesmo questionar, S.ª Ex.ª o Presidente da Câmara de Beja, se transforma de imediato num alvo a abater. Também já sofri dessa inquietude. E embora não a tema e aqueles que recentemente a têm sofrido também não a temem, com certeza, não deixa de ser preocupante o clima que se vive. Tão preocupante que se transforma numa forte vontade de lutar pela mudança!
Apregoam-se a democracia e a liberdade com tal ligeireza que assusta não as saberem praticar. Como se opinar, divergir, opor-se não fossem princípios fundamentais da democracia. Como se questionar, desejar (exigir) o esclarecimento não fossem razões naturais da cidadania.
Assim como não existem verdades absolutas também não há poderes absolutos (pelo menos em democracia e no pensamento dos homens livres!). Podem as críticas ser injustas, podem as dúvidas ser descabidas, pode tudo, incluindo pode cada um ter a sua legitimidade que aqui não há donos e Beja não está à venda nem à mercê de um homem só!
Porque se manifestam estes comportamentos? Será do medo? Será da incerteza que desejam abafar com uma confiança falsa?
Seja o que for, seja como for, está comprovado que é preciso continuar, dar luta ao ostracismo, vencer a resignação e criticar, criticar sempre que for preciso!
P.S.: A foto é escolha propositada e para relembrar que ninguém é acrítico!”
Jorge Barnabé

Share

4 Resposta a “Os dias estão mais inquietos”

  1. CC diz:

    Este João Rocha sempre teve tiques de ditador.

    Não gosta de ser questionado, irrita-se imenso quando é apanhado em falso, promete e não cumpre, no trabalho e nos horários perguntem aos funcionários camarários e tá sempre de férias.

    Beja Merece este vencedor por 300 votos de diferença, em 2013, porque o outro candidato estava convencido que já tinha ganho antes do acto eleitoral .

    Agora para o ano façam o mesmo no voto útil e logo verão resultado-

  2. Marquinhos diz:

    Para quê tanta publicidade gratuita ao homem.
    Não perceberam ainda que não importa dizer mal ou bem de um politico, interessa é que se fale dele.

  3. viverbeja diz:

    Beja não pode olhar só para o passado a sua história, mas sim, para o presente onde deve preparar o futuro.

    Se os políticos locais de décadas não consegue, dei lugar aos novos. senão Beja será uma cidade governada a 100% por Évora.

  4. beja2 diz:

    Podia ser mais uma receita não fossem os velhos tão resistentes a abandonar os lugarejos. Não deve haver dúvidas que os existem em todos os partidos e são eles o responsáveis pela situação atual. Às vezes até são novos mas velhos de espirito.

Deixe Uma Resposta