Set 25 2015

O efeito Carlos Moedas

Publicado por as 16:42 em Legislativas 2015

nilza

Nilza de Sena, candidata da coligação PàF pelo Distrito de Beja, tem hoje uma oportunidade soberana para esclarecer se, caso seja eleita, irá assumir o cargo de deputada, ou se, como fez Carlos Moedas, dará o seu lugar a Mário Simões. A nova “princesa do Alentejo”(julgo que são palavras da própria), não poderá esconder-se em meias palavras – em princípio, por princípio – deixando no ar, mais uma vez, a dúvida de um eleitorado renitente em repetir o “erro” de 2011. Nilza, a professora doutora (que aparece em alguns documentos PàF), terá que ser corajosa e começar hoje o debate clarificando o que ficou “cinzento” em anterior entrevista na Rádio Pax.
Talvez assim consiga ir buscar quem ainda esteja indeciso. Se deixar arrastar as dúvidas, será a única responsável pela perda de eleitorado tradicional do PPD/PSD e, veremos, da não representação social-democrata pelo círculo de Beja na Assembleia da República,o que significaria um retrocesso que não se deseja.
Estaremos atentos.

Share

6 Resposta a “O efeito Carlos Moedas”

  1. MARIA FLORES diz:

    não ouvi o debate. A candidata do PSD esclareceu a duvida ou chutou para canto ?

  2. João Espinho diz:

    Sei que não respondeu à questão da plateia: “Qual vai ser o seu primeiro acto/acção quando chegar à Assembleia da República?” É certo que a pergunta é estúpida, mas Nilza poderia ter feito humor com a resposta. Ao ignorar a questão reforçou as dúvidas (ou as certezas).

  3. MARIA FLORES diz:

    @ joao espinho—- obviamente MARIO SIMÕES para o PARLAMENTO , e o JOSE GASPAR continua a escrever os discursos para o homem debitar na ASSEMBLEIA.

    NILZA = MOEDAS

  4. João Espinho diz:

    Sim, cada vez mais provável que Simões seja “eleito”. Para o próximo ano é que vai ser bonito. Não voltando (não pode) a candidatar-se à Distrital, ficaremos à espera de quem o vai substituir (e que já está em pré-campanha).

  5. MARIA FLORES diz:

    adorei ver a profissão de Mario Simões nos folhetos de campanha ” gestor de comunicação “.

  6. João Espinho diz:

    Isso é o quê?

Deixe Uma Resposta