Jun 24 2015

Ao abandono

Publicado por as 23:17 em A minha cidade

aeródromo beja

O que é que a Câmara de Beja tem feito para inverter a situação de abandono e degradação do Aeródromo Municipal de Beja? Ao que parece, nada!
Beja merece!!!!

aeródromo2

Share

20 Resposta a “Ao abandono”

  1. Maria vai com as outras diz:

    E a culpa de quem é, de quem é?
    Adivinhem lá?

    Claro, claro que do …. Rocha.
    De quem mais haveria de ser?

  2. enxoe diz:

    Não sei de quem é a culpa mas o que é facto é que a nossa cidade esta a ficar em ruinas.De mim não é de certeza!!a minha casa esta de pe,pintada felizmente!

  3. Mário diz:

    Três perguntas para quem souber responder:
    – Há quanto tempo é que se encontra neste estado?
    – Qual a sua utilidade/utilização no dia-a-dia, para que tenha chegado ao estado a que chegou?
    – É a Câmara Municipal de Beja a única entidade responsável?

  4. mikefox diz:

    A culpa é dos sucessivos executivos camarários que tem governado BEJA desde o 25 de Abril,com especial enfase para o Partido Comunista,que tem governado Beja há mais de 30 anos anos,nos quais a cidade tem definhado.O parque habitacional cresceu,mas a qualidade das novas urbanizações deixa muitíssimo a desejar,blocos de apartamentos sem arruamentos e passeios concluídos e sem quaisquer áreas verdes ou de lazer para as pessoas gozarem a sua cidade.
    Neste caso como noutros os executivos tem sido autistas para as necessidades da cidade e dos seus habitantes.

  5. bejense diz:

    A Maria tem muita graça. A Maria e outras Marias e Manéis que tentam através de graçolas desculpabilizar o principal responsável pela situação de retrocesso em que se encontra o concelho de Beja. Sim, porque quem manda é o presidente, os vereadores mais parecem assessores ou adjuntos, tudo passa pelas suas mãos, desde as festas à compra de máquinas em 2ª mão que não se sabe bem para quê. Ou é capaz de dizer o contrário? E o pior é que não conhecendo o concelho nem a sua realidade, não participando na maior parte das iniciativas que aqui acontecem, nem sequer nas reuniões da Câmara, não é nenhuma surpresa que as coisas estejam como estão. E ainda vão piorar, acredite. Já reparou que a resposta que João Rocha mais vezes dá é não conheço, não estou informado, vou saber o que se passa, onde fica essa rua? O que aconteceu agora na piscina é apenas um triste episódio desta situação, onde JR não sabe de nada e vai saber. Tarde demais, o mal já estava feito, como sempre.

  6. Maria vai com as outras diz:

    bejense: A critica e a oposição são fundamentais em democracia, embora eu cada vez acredito menos na que atualmente temos que não permite de forma alguma que se auto-reforme, agora o que me custa e mesmo muito é a hipocrisia que o seu discurso enferma. E que é aqui recorrente.
    Pouco ou nada tenho a ver com o Rocha e o que ele representa. Agora sei que ele só cá está em Beja há dois anos e fez uma obra brilhante a todos os niveis em Serpa, digam aquilo que disserem. Basta lembra-nos do que era aquele concelho antes do 25 de Abril de 1974 e ir lá agora e vêr o que foi feito desde então.
    Ao contrário de Beja, que desde que me lembro e graças ao seu centralismo regional, era uma urbe que fervilhava de dinamismo e desenvolvimento. E que ano após ano vem definando lenta e irremediávelmente até à situação de pré-falência em que se encontra.
    A culpa será embora mais de uns do que outros, mas certamente de muita gente, incluindo-nos a nós próprios. Pelo que se deverá fazer um debate sério sobre o passado recente da cidade e da região e como é que foi possivel tter-se chegado a este estadio. E porque não neste blog, em que temos a garantia de respeito e equidade de J. Espinho.
    Agora atirar as culpas de todos estes decénios de incúria, desleixo e má gestão da coisa pública para um homem que só cá está há dois anos, de que é exemplo acabado o que aqui é referido sobre o Aeródromo Municipal de Beja, só merece escánio, repulsa e até ódio.

  7. CC diz:

    Já repararam que as obras no Castelo de Beja já estão concluídas passados uns meses e face à urgência de ser o local turístico mais visitado do distrito !

    Tudo na mesma como a lesma, fora o ” manto ” para que não caia mais pedras em cima das pessoas e o resto deixa andar, que o JR está de férias …

  8. Américo diz:

    @Maria vai com as outras
    Você acredita mesmo no que escreveu? Eu só posso tomar isso por piada. E de mau gosto.

    Obra brilhante em Serpa? qual delas? o negócio da pedreira? a herdade que comprou? o completo desrespeito pela oposição? as cómicas reuniões e assembleias que acabavam ás 2 da manhã para não dar palavra á oposição? o projecto faraónico da casa do cante? a agenda preenchida por 6 meses quando alguém incómodo ia marcar uma reunião com ele? são só algumas situações que me recordo em poucos segundos. Mas há tantas…

    Fale com os Serpenses, não com a DORBE. Ou não, ainda lhe pode dar o treco.

    É por essas e por outras que já ninguém vai levando o PCP a sério. É uma questão de tempo apenas, e deixar a natureza seguir o curso normal, if you know what i mean.

  9. aeronáutico diz:

    Todas as pessoas que aqui fizeram comentários esquecem-se que estamos a falar do Aeródromo Municipal de Beja. Uma instituição construída em 1927, e tem conseguido viver até agora mas está num estado lastimoso.
    Para todos os bejenses que não sabem houve uma empresa civil de fora que quis há um ano recuperar o aeródromo, dar actividade ao mesmo e criar alguns postos de trabalho para pessoas de Beja na área da aeronáutica.
    Com o anterior executivo foi aprovado e assinado um protocolo de recuperação e activar o aeródromo, mas entrou este Sr. presidente que é um comunista dos modernos – já não são como antigamente – anulou tudo o que estava previsto para desenvolver o Aeródromo e agora encontra-se neste estado. Mas vai a pior porque não me vão dizer que Beja vai crescer naquela zona.
    Tudo o que foi feito até agora é uma anormalidade, todos os que falam em relação a isto, não sabem o dizem nem respeitam um instituição criada em 1927, mas como o estava no protocolo era uma empresa de fora recuperar o aeródromo fazendo a recuperação mas não havia luvas para ninguém, como é óbvio não convém então os governantes de Beja não ganhavam nada com isto.
    Isto é uma vergonha nacional, e uma vergonha para a cidade de Beja, mas os bejenses que apoio têm aquilo que merecem, os que não concordam protestem.
    Neste momento não sei se há possibilidade da empresa que estava interessada ainda está, mas enquanto este aeródromo estiver para o uso de meia dúzia de pessoas, mas que para recuperar e embelezar o aeródromo não fazem rigorosamente nada.

    “VERGONHA NACIONAL E PARA O CONCELHO”

  10. Maria vai com as outras diz:

    Américo: se há debate que detesto, é o do género “frente a frente” da Sic Noticias. Pelo que peço-lhe desculpa mas não vou por aí.
    Digo-lhe é que acho muito estranho a sua proposta para que ” Fale com os Serpenses”. Isto sobre um autarca que foi sufragado eleitoralmente tantas vezes por esses mesmo Serpenses, e que sempre o elegeram e por maiorias bem confortáveis.

    Aeronáutico: A melhor garantia de que uma obra não irá ser feita, é assinar-se um protocolo com um executivo camarário, e este protelar para o mandato seguinte o inicio das respectivas obras. Pois caso perca as respectivas eleições, a primeira coisa que o novo executivo irá fazer, é de imediato supendê-las.
    E isto vale para qualquer partido, seja ele qual for, assim como as respectivas luvas ou falta delas.
    Custa é a entender-se a ingénuidade dessa empresa civil que refere.

  11. Rochinhas e rochetes diz:

    O aeronáutico sabe do que fala e eu confirmo: no anterior mandato foram feitas intervenções de requalificação no aeródromo no âmbito de um protocolo com uma empresa privada que está ligada a atividades aeronáuticas no de Tires e estava em curso um projeto de valorização e dinamização daquela infra-estrutura. Lamentavelmente, o JR maltratou o dono da empresa nem sequer o recebendo com as mínimas condições (o senhor desloca-se numa cadeira de rodas) nem com o mínimo de educação. O resultado está à vista! A oportunidade de termos em Beja uma escola de pilotos civis, essa perdeu-se. Bem haja o imperador JR!

  12. Maria vai com as outras diz:

    R & r:Não pondo minimamente em causa o que refere, lembro-lhe que tudo que diz que ia ser feito em Beja, o foi em Évora e por uma câmara comunista.
    Pelo que me parece, ou pelo menos cheira que tresanda, que o assunto está a ser tratado pelo rama e ao sabor dos ventos politicos. Há muito mais para contar.
    Aliás não deve ter sido por acaso que o assunto foi desencantado desta forma.
    Isto porque não só não é o único edifico ao abandono na cidade, antes pelo contrário, basta dar uma volta pela Praça da República e suas imediações para se ver o panorama desolador que por aí grassa. Como é estranho que uma estrutura que está há decénios ao abandono e onde ninguém vai, salte agora para as luzes da ribalta e haja tanta gente informada sobre o assunto.
    Porque não quem aqui opinia e levanta suspeitas, levá-lo à Reunião da Assembleia Municipal que hoje irá decorrer, de forma a que todo o processo se esclareça de vez e no local próprio?
    Ou não há coragem para isso?
    Se calhar o que interessa mesmo é levantar suspeitas e de forma anónima, a ver se a coisa pega e se consegue denegrir o Rocha.
    No meu caso pessoal, e acredito que muita e muita gente mais, resulta exatamente ao contrário. Estas atitudes apenas aumentam a minha consideração pessoal pelo dito.
    Ou outro qualquer que estivesse no seu lugar a ser atacado desta forma pouco ética e digna.

  13. Larau diz:

    Maria, todos nós sabemos como funciona o Partido Comunista quando se trata de eleições e penso que todos nós sabemos de igual modo a percentagem de habitantes de Serpa que são “simpatizantes” desse mesmo partido… Assim sendo penso que a proposta de falar com os Serpenses peca apenas por estar incompleta, uma vez que deve falar sim com os Serpenses, mas procure falar com aqueles cuja visão consiga alcançar um pouco mais do que o muro partidário.

  14. TNT diz:

    Caminhos complicados estes que aqui se trilham…
    Larau: veja lá o que diz. Com que então há os Serpenses de primeira e os de segunda ou terceira, ou seja, aqueles que votam nos comunistas.
    Atente a alguns comentários de socialistas que aqui escrevem e veja lá se a sua forma de pensar é assim tão diferente das dos comunistas. Aliás muitos deles ainda há alguns anos eram mesmo acérrimos militantes comunistas.

  15. Larau diz:

    TNT: nao existem Serpenses de 1ª, 2ª ou 3ª, existe sim, infelizmente, muita gente que no que toca à política opta pelo caminho mais fácil de apoio incondicional a uma cor partidária e esquece-se que tem a possibilidade (para não dizer o dever) de pensar racionalmente e criticamente por si e não aguardar pelas directrizes de uma voz que não a sua. De facto tem razão, há uns anos alguns socialistas defendiam outras casas… Lembro-me também que alguns dos sociais-democratas (que por algum motivo optou por não referir) que por aí andam e têm andado tiveram parte activa na vida comunista, alguns até ágeis no acto de pular muros,cercas e portões nos tempos da Reforma Agrária, mas penso que seja de mau gosto entrarmos por aí…

  16. gingoloo diz:

    Mike fox, você tem toda a razão a culpa e dessa cambada de incompetentes desta câmara nojenta que , não tem feito rigorosamente nada em prologo da nossa cidade. Amigo Espinho ainda falta uma foto, da placa do heliporto que custou umas massa cá a malta. Esse senhor caixinha que na altura era vereador e foi lá presidir á cerimónia tem conhecimento duque estou a escrever , nem um helicóptero utilizou a placa em fim estamos em portugal depois a culpa é do passos, tenham mas é vergonha cambada de chupistas.

  17. gingoloo diz:

    Amigo, Espinho ainda falta a foto da placa do heliporto , que custou um balúrdio á autarquia , enfim lembro me bem era tempo de eleições. Oh povo de Beja abram os olhos .

  18. Maria vai com as outras diz:

    Sim Larau, seria de muito mau gosto entrar por aí. Até porque todos temos direito ao nosso passado (bom ou mau) e muito menos ninguém deve ser molestado aqui, desta forma virtual.
    O que se deve discutir são ideias e acções e sobretudo as que tragam mais-valias para a cidade e a região.
    Embora a Reforma Agrária seja um acontecimento e uma época que vale sempre a pena discutir, independentemente do lado da barricada em que na altura nos encontrávamos. E que por estranho que pareça hoje continua a estar na ordem do dia. Ainda há poucos dias houve uma sessão na Biblioteca Municipal sobre o tema em que tive pena de não poder assistir.

  19. Guru Catatau diz:

    Para quem conheceu o Aerodromo Municipal de Beja há alguns anos atrás, com muita actividade aérea, dava gosto ver o movimento de aterragens e descolagens daquelas maquinas que muito contribuiram na produção agricola desta região, Ali laboravam algumas empresas ligadas ao ramo e que em muito contribuiam para o movimento da economia regional. Algo deveria ter sido feito nessa altura para não deixar ao abondono esta infraestrutura.
    É triste passar por ali e constatar que esta estrutura está abandonada, degradada. destinada a ser vazadouro de entulho das obras dos armazens da papoila, deposito de residuos de jardins, zona de queima de lixo, etc.
    O Aerodromo possui um excelente heliporto que custou milhares de euros aos contribuintes, que poderia dar apoio ao INEM e a Proteção Civil contudo está dotado ao abondono. Será que os contribuintes queemr ver os seus impostos assim esbanjados pelos nossos autarcas e politicos?
    É de lamentar que exista quem queira recuperar esta infraestrutura, que queira investir num projecto de grande dimensão, que queira criar postos de trabalho diretos e esta oportunidade não tenha sido aproveitada por estes senhores (Autarquicos) que se dizem responsaveis, que deveriam ter a obrigação de cativar e facilitar os investidores a investir no concelho, facilitar a sua fixação e com isto trazer trabalho, desenvolvimento, eis o que temos, uma cidade vazia, sem vida, com uma população envelhecida e uma população jovem em fuga, sem prespectiva de vida no concelho, Será que é isto que os defensores do Sr, Rocha desejam para o concelho?
    Ainda o ano passado em pleno mês de Agosto a cidade esteve trés (3) dias sem água, enquanto a autarquia em vez de resolver o problema rápidamente, esbanjava dinheiro em festas e arraias com meia hora de fogo de artificio que custou uns milhares de Euros,que poderia ter dado para dar de comer a muitas familias, pergunto meus senhores isto é que é comunismo?É este o tipo de politica que queremos para o concelho?
    O Aerodromo de Beja é uma das infraestrutura mais antigas, mais antiga que a Base Aérea ou Aeroporto. O Aeroporto, mais uma medida eleitoralista utilizando os dinheiro dos contribuintes e enganando o povo com promessas. Senhores politicos e simpatizantes dos mesmos, tenham vergonha dos comentários aqui proferidos de uma vez por todas prometam menos e façam mais.
    Maria vai com as outras pelo que li pergunto-lhe o que desenvolvimento trouxe o Sr. Rocha para Serpa? Quantos investidores trouxe para Serpa o Sr. Rocha facilitando o investimento e craindo postos de trabalho? Quais as industrias que o Sr. Rocha cativou a fixar em Serpa? Em Beja o que é que já fez? Sim porque já lá vão dois anos e obra nem ve-la. Das promessas eleitoralistas feitas pelo Sr. Rocha o que é que está cumprido para além de festas e arrais?
    A Maria vai com as outras deve andar mesmo distraida, só pode, ou então é do tipo que só vé o que lhe interessa. Talves mais um “Comudista”….

  20. Maria vai com as outras diz:

    O estranho Guru Catatau é que as boas ideias, os bons investimentos e as boas intenções só surjam quando se está na oposição. Pois quando se chega ao poder, embora por um mecanismo bem conhecido, varrem-se por completo de quem as tinha. E isto é aplicado a todos os partidos e respectivos militantes/simpatizantes.
    Não vou entrar pelo tipo de debates do “frente a frente”, pois como atrás disse, detesto-os.
    Por último dizer-lhe que não sou nem comunista e nem comudista. Sou Social Democrata da velha cepa, que não se revê nem na atual liderança do PSD e nem em militantes como Pacheco Pereira ou Manuela Ferreira Leite.
    Mas que sobretudo não reconhece mérito algum a quem vem para a internet tentar denegrir os outros, sejam eles quem forem.