Jan 20 2015

António Costa não é alternativa

Publicado por as 17:50 em Geral

A disponibilidade de Rui Rio para se candidatar a Belém é um dos maiores sinais de que o PSD acredita que ainda pode ganhar. E o fracasso de António Costa ajuda.

As últimas sondagens mostram a diferença entre o PS e a coligação a diminuir. O PSD e o CDS foram os partidos que mais subiram nas intenções de votos, o que não deixa de ser extraordinário após mais de três anos de austeridade. Há obviamente mérito por parte do governo, e sobretudo por parte dos líderes dos dois partidos. Mas em grande medida as sondagens mostram o fracasso do novo líder do PS. Afinal, Seguro não era o problema.

ler aqui

Share

7 Resposta a “António Costa não é alternativa”

  1. direita sem complexos diz:

    Estás cada vez mais encarnado. Tal como os verdes, são vermelhos por dentro assim tornaste-te laranja por fora e vermelho por dentro, tal como outros “amigos”, vendeste-te ao clã Rocha.
    Abre os olhos e digo isto por não ter cor politica, mas essa corrupção que conheces e agora partilhas calando e consentindo sairá muito cara a Beja, tal como Serpa. Serás responsável como outros boys, mesmo do PS, por um punhado de euros ou empregos, abriram as pernas.
    Apenas alguns comunistas já viram o que a casa manda e se manda. Favores aos amigos e negociar com os inimigos que se vendem. A cidade está um caos, festas e copos!!!! … empresas, Zero. Deserto de ideias e de amigos.
    Assim se caminha para o passado.

  2. João Espinho diz:

    tanta confusão nessa cabecinha

  3. BRAVO diz:

    DIREITA SEM COMPLEXOS —agradecia que descodificasse o que pretende transmitir , pois parece-me uma confusão completa

  4. Yuri Andropov diz:

    tens QI ou és só Bravo… Bravíssimo??

  5. João Espinho diz:

    yuri – grandes argumentos

  6. BRAVO diz:

    yuri andropov = direita sem complexos.

  7. JR diz:

    Como é possível comparar uma sondagem de coligação do PSD e CDS/PP dos dois partidos políticos de direita c/ 34% com o PS c/ 38 % ? ? ?

    Ou seja não é sério intelectualmente comparar o que não é comparável e que semanalmente é variável,

    Face aos números a direita tem hoje e agora 1/3 e a esquerda tem 2/3 do eleitorado, e ainda estamos a 9 meses de eleições legislativas.

    Resumindo é muito prematuro fazer já juízos de valor !