Nov 09 2014

Foi há 25 anos

Publicado por as 7:00 em Fotografia

Enrique Metinides (1)

144548922_c25821f5a3

Para alguns o Muro nunca existiu. Para muitos ele ainda existe.
A realidade: Berlim libertou-se das garras comunistas da União Soviética. Foi há 25 anos

Share

3 Resposta a “Foi há 25 anos”

  1. Post Hoc Ergo Propter Hoc diz:

    A evolução do pensamento “democrático” em 25 anos.

    (Ou a mumificação das capacidades de raciocinio abstracto …)

    http://www.pcp.pt/joomla/index.php?option=com_content&task=view&id=34632&Itemid=116

    http://www.avante.pt/pt/2136/internacional/132905/

  2. Ana Santos diz:

    E libertou a Merkel que estava lá muito bem do outro lado…

  3. Ex Orient Lux diz:

    De entre o enorme chorrilho de disparates que constitui o artigo do “Avante” (eu não posso acreditar que os comunistas razoáveis se revejam naquele texto) destaco uma expressão (o difícil foi escolher, tal o número de disparates no artigo) «5. A construção do muro de Berlim em 1961, com carácter defensivo, é um episódio histórico que se situa num tempo de agudíssima confrontação anticomunista, visando, de acordo aliás com a estratégia de «contenção do comunismo».
    Muro com carácter…defensivo??? Li bem? Defensivo de quem? Quem o construiu? Um muro que impediu uma geração de poder viajar livremente, de poder contactar com outras realidades económicas, sociais e políticas. Um muro em que a ordem era para abater quem dele se ousasse aproximar na parte leste, um muro que durante 28 anos só foi transposto num sentido, nunca ninguém tentou saltar de fora para dentro daquele magnífico mundo que tudo dava a todos e que era glória do mundo…
    Este artigo demonstra que o PCP – ou alguns dos seus mais destacados dirigentes – parou na Revolução Bolchevique e é demonstrativo do valor que o PCP atribui a um bem supremo chamado liberdade. Quem defende a liberdade não pode defender qualquer o Muro de Berlim e a base ideológica em que assentou a sua construção. Por muito que o PCP se esforce em fazer revisionismo histórico. Parabéns à Alemanha por estar de novo junta.

Deixe Uma Resposta