Ago 08 2014

Beja merece uma comissão de Festas

Publicado por as 7:00 em A minha cidade

comisão de festas de beja

Transcrevo o que se divulga no Alvitrando:

“A Comissão de Festas de Beja é constituída por:
Ana Paula Madeira da Silva Delgado,
Maria João Ernesto Mimoso Faísca de Macedo,
Mariana Teresa Guedelha Gonçalves,
Deolinda João Pereira Zacarias
e Maria Correia Batista de Almeida.

Esta comissão de festas pediu apoio financeiro e logístico à Câmara Municipal de Beja para a realização da parte civil das festas em Honra e Louvor de Santa Maria, enquanto que a parte religiosa é da responsabilidade da Igreja.
Na reunião de Câmara, de 16 de Julho, os vereadores do PS votaram contra porque no pedido de apoio não eram especificados montantes.
Informação prestada por Ana Horta, vereadora do PS.”

Tanta coisa que se podia dizer sobre este assunto…. Viva Santa Maria!… Viva o padre da Freguesia, Viva a Comissão de Festas (descapitalizada) . Viva Beja!

Share

18 Resposta a “Beja merece uma comissão de Festas”

  1. Joana diz:

    Porque é que não se fala de coisas mais importantes do que as comissões de festas?
    O país está em queda livre; com a banca no caos, o desemprego sobretudo o jovem quase que não tem solução a não ser a emigração, as instituições de referencia e suporte da nação estão a deixar de o ser, Beja e o seu concelho não vêm saida para a grave crise socioeconómica em que está mergulhado, etc, etc,..
    E o único assunto são as festas e os festeiros

    Parece que Beja virou uma aldeia daquelas em que nada se passa, e em que é preciso fazer uma festa para fazer publicidade a si própria, dar-se a conhecer e sobretudo que ainda existe como tal.
    Tristeza, hem?

  2. Eu diz:

    Não podia concordar mais! Mas….se na santa terrinha só se fazem festas (mal e porcamente) vai-se falar do que? Do preço que o BES poderá vir a custar aos contribuintes, quando estas decisões da treta afectam directamente as entidades/pessoas que trabalham e vivem todos os dias em Beja?

    A realidade de quem vive nesta cidade e arredores, durante o ultimo ano (e próximos) foi/será esta: festas e festarolas, pagamentos de favores e outras coisas tão más, tão sinistras e tão idiotas que devem ser denunciadas.

    Infelizmente é isto que nos irá governar nos próximos anos…sim, é verdade…que tristeza!

    É como diz…Beja transformou-se numa aldeia onde nada se passa! E eu acrescento: assim se afirma Beja, com todos de forma integrada!

    Uma pergunta: Se as associações se juntassem e se organizassem em comissão de festas será que também já teriam os seus pagamentos devidos a tempo e a horas?

    Que palhaçada….

  3. Andre diz:

    Uma vergonha! Isto é brincar. Pior: isto é gozar com as pessoas. E aposto que uma ou duas dessas pessoas foram lá parar por obrigação e sem saberem no que se iam meter! Como é que é possível uma coisa destas!? Que dinheiro? A quem? Para quê? Com que fundamento? Como?
    Como é que se podem aprovar apoios sem especificar? Carta branca, saco azul ou arco-iris?
    Isto só pode ser brincadeira mesmo. Só pode.
    Queixa ao Ministério Público e já!

  4. Munícipe preocupado diz:

    Nunca tive grande fé (para não dizer nenhuma) na gestão do atual executivo da CMB. Em primeiro lugar porque se percebeu logo no inicio que tudo girava em torno de “Deus Nosso Senhor Rocha” rodeado de seus súbditos que dão jeito para o representarem pois ele não está para perder tempo com assuntos de uma cidade que não significa absolutamente nada para ele (exemplo:aniversário dos bombeiros), mas isso não interessa nada.
    Quando em finais de junho inicio de julho saiu a programação “Noites ao Fresco” até me deu pena. Em primeiro parece-me uma brutal falta de respeito pelas populações rurais a escolha dos filmes, devem ser os que o Cocas tinha em casa que saíram com o Expresso ou a Visão! Podiam ter feito uma escolha mais cuidada atendendo à população alvo.
    Eu gosto muito do cante alentejano, mas parece-me um exagero a quantidade de actuações, cante alentejano para alentejanos é bom ouvir-se um mas todos os dias mais do mesmo, tenham dó!! Ok também há atuações dos excelentes grupos/artistas que temos em Beja, isto parece-me bem!
    Estas festas em honra de Santa Maria, perece-me uma coisa organizada em cima do joelho, em que vai ser tudo tudo mais do mesmo (ok vem o Anselmo Ralph que, também me parece bem) e que servirá apenas para compensar a reposição da Feira de Agosto prometida e não cumprida. Mas também para ser como a última que se fez mais vale estar quieto.
    O que me inquieta é que pelos vistos há dinheiro, e está a ser esbanjado de uma forma completamente estúpida com empresas externas, quando existem funcionários da CMB extremamente profissionais e competentes encostados, desmotivados que podiam perfeitamente executar todos estes trabalhos de certo com muito mais profissionalismo.
    Já para não falar no dinheirão gasto na absurda remodelação do gabinete de “Deus Nosso Senhor” que para além de desnecessária parece-me um atentado ao património.

  5. nn diz:

    Munícipe preocupado partilho da tua magua, mas lembras-te com certeza também das famosas festas
    da vinhaça até nome em inglês tinham.
    Se bem me lembro no 1º ano andaram a tentar,digo tentar porque não conseguiram vender um unico
    bilhete(20 eurinhos)era o preço,e acabaram por oferecer os ditos cujos,quem será ou de onde veio o
    dinheirinho para pagar o evento!!!!
    Tambem me lembro que o pulido possivelmente não gastou dinheiro na remodelação do gabinete,mas
    comprou por exemplo um carrinho(C5) coisa pouca…Se calhar mais caro que a remodelação do JR.
    O que quero dizer com isto é que a malta ladra,mas a MERDA é a mesma,não vale a pena andarem a
    fazer de uns herois e de outros vilões.
    Amigo morcego queira desculpar,mas lá esta a merda outra vez,é que passe quem passe pela nossa
    camara o cheiro não muda só as moscas são diferentes,a malta não aprende….

  6. ... diz:

    @nn mas as “festas da vinhaça” que “até nome em inglês tinham” foram financiadas a 85% por fundos comunitários europeus que apenas e só, poderiam servir para isso..
    O dinheiro aqui esbanjado é de facto financiado…a 100% PELOS CONTRIBUINTES!! Parece-me haver alguma diferença, não?

    Já agora, em relação ao carro, verifique a matricula para ficar a saber quando foi efectivamente adquirido e aproveite para ver como é que ele agora está a ser utilizado: para ir buscar e levar o senhor presidente todos os dias a Serpa…só em gasolina, quanto é que isso não fica!… btw, financiado a 100% também pelos contribuintes.

  7. João Espinho diz:

    @nn – e estas, hein?

  8. Toy da Salvada diz:

    Pior que isso!
    O JR usa essa carro durante a semana, algumas vezes conduzido por alguns lacaios mas aos fim de semana anda normalmente sozinho com outro carro também as custas dos povo.

    Eá menos nas vistas, anda mais à vontade e é mais giro!

    Beja nunca viu nada assim!

  9. Maria diz:

    Não podemos deixar morrer este assunto!

    Então o executivo decide atribuir apoio financeiro a uma festa com programa já publicado mas sem especificar montantes? A dita Comissão não sabe quanto vai gastar? Ou sabe mas não o diz?

    Ou depende da venda de imperiais e bifanas? Se a venda for um fracasso, lá vai o contribuinte abrir os cordões à bolsa.

    A quem presta contas esta chamada Comissão de Festas de Beja? Aos bejenses?

    Importa saber também se a chamada comissão de festas está legalmente constituída, parece que não está e que não existe perante a Administração Fiscal. A quem são passados os recibos dos vários fornecedores? A Comissão tem NIF ou NIPC, conta bancária?

    A quem serão entregues os montantes do nosso dinheiro? Há contabilidade organizada? Que garantias oferece de transparência fiscal? Os pagamentos serão feitos pela Câmara directamente aos fornecedores?

    Mesmo que até exista um tecto para esta despesa (se há, não foi divulgado) não é assim que se gere o bem público e ainda estamos no primeiro ano de mandato! Um verdadeiro nojo.

    Parece uma astúcia para poder fazer despesa às cegas, sem qualquer fiscalização, para não sugerir coisas piores e bem mais sinistras.

    Quem manda em Beja são os bejenses! O sr. Rocha e vereadores têm que nos prestar contas pela forma como gerem o NOSSO dinheiro.

    Acordai povo!

  10. nn diz:

    Srº Espinho isso dos 85% com fundos comunitários em beja numa festa de vinho???
    Se calhar foi por isso que o nome era em inglês…os eurinhos não eram nossos….
    O carro foi efectivamente comprado pelo pulido, alguem me diz se tambem houve
    algum fundo comunitário na altura da compra????
    É que aqui no blog anda muita escrita de quem sabe os dinheiros,as percentagens
    os fundos,etc.Parece me as tais canetas partidarias a escreverem,ou melhor a tal
    guerrilha politica.
    Eu nisso dou a mão á palmatória,sou leigo não me meto nisso sou um simples bejense.
    Agora e só para acabar tambem houve por ai uns submarinos que foram adquiridos pelos
    tais fundos e vejam no que deu.

  11. ... diz:

    @nn: basta ler os boletins municipais e dar uma volta de vez enquando ao site da Câmara… está lá tudo. Isto que lhe disse, não é segredo. É informação publica, que no meu caso, chegou até mim por lêr, precisamente, os boletins e o site.

    Dá trabalho? Pois dá…mas assim não corremos o risco de fazer figurinhas. Afinal de contas qualquer “leigo, simples bejense” sabe ler certo?

  12. Carlinhos diz:

    Pela acuidade do tema, aqui deixo um escrito colocado também num outro blog da cidade.
    Claro que não é meu interesse defender ou atacar quem quer que seja. Mas apenas advertir para o ridículo que é o debate de alguns assuntos de somenos importância para os cidadãos, e que alguns políticos ou politiqueiros elegem como se fosse qualquer coisa de transcendente ou fundamental para a vida dos cidadãos.
    Não pondo de lado obviamente que o assunto não deva ser posto e esclarecido em caso de dúvidas, mas nos locais próprios para o efeito, como as reuniões da vereação ou da Assembleia Municipal:

    Festas e festeiros em Beja.
    Ora aqui temos um tema assaz interessante e que tem grandes implicações no desenvolvimento socioeconómico e cultural da cidade.

    Por esse motivo, proponho pois, que se organize uma comissão para vigilância e acompanhamento do trabalho dos festeiros e que acompanhe in loco cada cerveja que seja bebida por algum dos ditos ou familiares e afins, e cada cêntimo a mais ou menos que não seja devidamente justificada no orçamento e contas das festas.
    Atenção sobretudo aos elementos ligados de topo da autarquia de da área religiosa que podem ter a veleidade de comer alguma batata frita e não a paguem.

    Vigilância, isso é o que faz falta. E cá estaremos nos blogs para sermos informados sobre os dislates dos festeiros e afins. Já que não irão faltar bufos para aqui relatarem devidamente documentados todos os factos.

  13. ... diz:

    @nn : essa do nome em Inglês parece que o incomoda bastante. E “Olé Summer Party” não me parece um nome muito português…

    Relativamente ao carro, acho que quem comprou ou mandou comprar é apenas um detalhe, parece-me mais pertinente pensar no que se gasta diariamente em gasolina/gasóleo e horas extra do funcionário que transporta o presidente Serpa-Beja / Beja- Serpa…

  14. Eu diz:

    @ Carlinhos: uma vez que para este e todos os outros temas (menos ou mais polémicos, com menos ou mais importância) nunca, repito, NUNCA os vereadores da oposição ou a Assembleia Municipal conseguiram qualquer resposta do quer que seja, espero realmente que essa “comissão para a vigilância” tenha outros resultados. Tudo o que seja para obter a VERDADE é bem-vindo! Digam lá onde se reunem que eu junto-me a vocês.

  15. batman diz:

    Caro “nas nalgas”, não se esqueça do perfume e dos sabonetes, olhe que as moscas viram “varejeiras”…
    Quanto ao resto, Beja no auge da criatividade, merece?

  16. Carlinhos diz:

    Eu: Tudo bem. Mas porque não perdermos o nosso tempo a dedicar-nos a coisas mais importantes do que festas e festeiros?
    Sabe que em Moura é que o problema das festas e dos festeiros se tem colocado ao longo dos anos.

    E pensava pelos menos eu, que Beja, não sendo melhor nem pior que Moura. Pelo seu centralismo regional, merecia outros temas e outros assuntos mais consentâneos. Ou seja, ser o polo de desenvolvimento regional quer sob o ponto de vista cientifico e empresarial.

    Pelo que o que observo deixa-me quase deprimido. E ainda mais quando diz, que o assunto das festas e dos festeiros, como o executivo no poder não o deixa ser discutido nas reuniões da vereação ou na Assembleia Municipal, tem que vir para os blogs e para a praça pública.

    Ou seja, parece mesmo que não haverá mais nada para discutir em Beja do que este tema. E sobretudo até da parte da oposição.
    Assim, se se deve criticar o executivo por até agora não ter apresentado ideias em relação à cidade e ao concelho, dever-se-á dizer o mesmo em relação à oposição.

    Estamos bem arranjados, estamos.

  17. nn diz:

    Morcego continuas com a veia alterada,e agora já deixas te de ser incoveniente
    e passaste a malcriado,é o verniz a estalar.
    Continuas com o teu feitiche pelas nalgas…Atençaõ que o meu pai sempre me
    disse quem fala em barcos quer embarcar.
    Vê lá no que te andas a meter!!!!

    Diz,o apenas é um detalhe,depende do tamanho do mesmo detalhe,é tal v/coerência,
    esse detalhe paga quantas remodelações do gabinete?

    TODOS GASTAM DA ESQUERDA Á DIREITA O DINHEIRO NÃO É DELES….

  18. Eu diz:

    @Carlinhos: não podia estar mais de acordo! O problema é que mesmo pela oposição, ou até através de outras pessoas, é impossível discutir o quer que seja com este executivo. Para lhe dar um exemplo, eu desde Outubro que pedi uma reunião com o Sr. Presidente que ainda não tive. Acabei por pedir para ser atendido por um dos vereadores (pensando eu que seria mais simples), mas fiquei na mesma…

    Nas reuniões de Câmara, quando sei que as há (porque não publicam a hora e o dia das ditas cujas em local publico) só deixam o publico falar no fim das reuniões e nunca nos dão resposta.

    Fui uma vez a uma Assembleia Municipal colocar umas questões e ganhei as mesmas….

    Confesso que desisti. Assuntos que saiam fora deste ciclo vicioso de festas e festarolas, parece que não interessam ao executivo: ou não respondem, ou dizem que vão ver e depois não respondem.. ou mudam de assunto e respondem outra coisa totalmente diferente… Convido-o a vir assistir a uma dessas reuniões, para ver o que se passa!

    Mesmo este assunto das festas, veja como não há desmentidos, explicações, clarificações do que se passa! Continuamos sem saber onde gastam o nosso dinheiro, com quem, quanto e porquê…..

Deixe Uma Resposta