Ago 22 2014

As festas foram um sucesso

Publicado por as 14:30 em A minha cidade

comisão de festas de beja

As festas foram um êxito porque:
– a hotelaria registou uma surpreendente ocupação durante o fim de semana das Festas, tendo algumas unidades hoteleiras esgotado a sua capacidade;
– restaurantes e similares registaram uma afluência nunca dantes vista;
– todas (ou quase todas) as Associações do Concelho estiveram representadas nas Festas, com “barracas” de petiscos , vendas de produtos hortícolas, etc….
Foi um êxito porque os bejenses que ali estiveram nunca tinham ouvido música de tão alto nível.
Foi um êxito porque os bejenses nunca tinham ouvido (nem visto) folclore minhoto, apesar de, diz-se as festas serem uma reposição das antigas tradições das feiras de S. Lourenço e Santa Maria;
Por fim, as festas foram um êxito porque uma Chefe de Divisão (já não é mas tem o futuro garantido) constatou que em Beja, afinal, há pessoas em Agosto, o que não impediu o actual executivo de mandar encerrar o Pax Julia durante os meses de Verão sem que da boca da referida técnica-superior se tenha ouvido um protesto.
Enfim, as festas foram um sucesso. Pena terem tirado as luzes de Natal. Davam um colorido especial ao Largo da Conceição, entretanto rebatizado de Largo dos Duques de Beja.
Beja merece tudo isto…. e muito mais!

Share

5 Resposta a “As festas foram um sucesso”

  1. nn diz:

    Srº Espinho evidentemente que o foram,se assim não fosse não se
    compreenderia o rol de itens aziagos que o srº acabou de escrever.
    Para o srº se dar a tanto trabalho,evidentemente que ainda lhes estão
    atravessadas na garganta.Logo…..Palavras para quem.

  2. João Espinho diz:

    @nn – se de facto tivessem sido um sucesso nem você se daria ao trabalho de vir aqui comentar. Mas como há muitas dúvidas sobre o sucesso das Festas, nada melhor do que ir tentar irritar o Espinho, pode ser que ele diga mais algumas coisas.
    Siga! 🙂

  3. nn diz:

    Srº Espinho,mais uma vez errado bastou ter ido as festas,isso sim para
    constatar do sucesso das mesmas.
    Quanto a sua irritação,por muito que me custe penso que vai continuar
    bastante irritado não só politicamente como desportivamente.
    Bom fim de semana.

  4. Um sucesso! diz:

    As festas foram um sucesso porque, “delegando” na Comissão, permitem à Câmara de Beja programar sem o rigor de procedimentos contabilísticos e sem o escrutínio público e político da oposição a que estaria natural e legalmente sujeita? O que impede que a CMB assuma a organização destes eventos? Para quê este satélite?

    Não há bebedeiras nem foguetes que apaguem estas dúvidas.

  5. bejense indignado diz:

    O sucesso das festas é igual ao sucesso do governo do João Rocha em Beja. Perguntem aos trabalhadores da câmara a quem ele não passa cartão. Entra no edifício e nem bom dia vai aos locais de trabalho e a mesma coisa. retira madeiras nobres do gabinete, quer passar os trabalhadores para a escola do bairro alemão, só porque lhe apetece. Os vereadores são verbos de encher e ele gosta dos bajuladores que estão à sua volta e que dizem amen a tudo. Só a vontade dele é que conta. É o posso quero e mando.
    Quis fazer uma feira da água sem ligar à câmara de Ferreira e foi um fracasso. Uma Beja romana igual à de Serpa, até a empresa foi a mesma e foi outro fracasso. Agora com as festas de Santa Maria aproveitou-se do trabalho de uma comissão de festas para fazer sucesso segundo ele diz. E diz que foi tradição e modernidade. Tradição? Com as gaitas de Viana do Castelo? Modernidade? Com o Anselmo Ralph? Com duas noites de fogo de artifício? Com as iluminações pirosas na Igreja de Santa Maria? E parece que quer fazer uma feira do cavalo em Outubro. Esperem pelas facturas e logo se vê a conta disto tudo.
    Sim porque da gestão financeira deste mandato sabe-se muito pouco. O que é que a assembleia municipal faz para acabar com este secretismo? Daqui a algum tempo vai acontecer em Beja o que já aconteceu em Serpa com as festas e festinhas de milhares de euros que o João Rocha lá fazia e agora quem sofre é o seu sucessor e o povo de Serpa.
    A sorte é que ainda temos liberdade de expressão nos blogues como o Praça e o Alvitrando para irmos denunciando um executivo incompetente e que é o pior de todos que Beja teve depois do 25 de Abril.
    Um bejense indignado que não é filiado em partidos políticos e que pertence à maioria silenciosa que ama a sua terra.