Mai 19 2014

Câmara de Beja – secretismo nas contas?

Publicado por as 20:07 em A minha cidade

“A oposição PS na Câmara de Beja acusou hoje o executivo CDU de envolver “em secretismo” a real situação financeira do município desde as últimas autárquicas.
Num comunicado enviado à agência Lusa, os vereadores do PS afirmam que a situação financeira da Câmara de Beja está “envolta em grande secretismo” e referem que, “apesar das repetidas solicitações” ao executivo CDU, “continuam sem ter informação fidedigna sobre a real situação financeira do município e a evolução das contas desde as últimas eleições” autárquicas, em setembro de 2013.

“Contrariando a lei”, no sítio de Internet da Câmara de Beja, na área reservada à informação sobre as dívidas da autarquia, “consta apenas a informação relativa ao primeiro semestre de 2013”, quando o município era gerido pelo anterior executivo PS, referem os vereadores socialistas.

Segundo os vereadores, “as suspeitas” sobre o “secretismo” à volta da real situação financeira e da evolução das contas da Câmara de Beja “vieram agora ser confirmadas” pela Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), que divulgou a lista do prazo médio de pagamento registado por cada município em dezembro de 2013.

De acordo com a lista, consultada pela Lusa, no caso da Câmara de Beja, o prazo médio de pagamento passou de 117 dias a 30 de setembro de 2013 para 208 dias a 31 de dezembro de 2013.

Na lista, “consta, de forma inquestionável”, que o prazo médio de pagamento registado na Câmara de Beja aumentou e “quase duplicou entre setembro e dezembro de 2013”, referem os vereadores do PS.

“Pior será a situação actual, já que são inúmeros os sinais de agravamento da situação, com a quase paralisação de muitos serviços, com os prejuízos daí decorrentes para os munícipes”, lamentam os vereadores do PS.

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Beja, o comunista João Rocha, disse que as acusações do PS “não correspondem à verdade”, porque as contas do município “são públicas e conhecidas”.

Segundo João Rocha, no passado mês de abril, a Câmara e a Assembleia Municipal de Beja aprovaram a conta gerência do município relativa a 2013.

Por outro lado, lembrou, no final de outubro de 2013, duas semanas após ter tomado posse, o novo executivo comunista da Câmara de Beja, cumprindo uma promessa feita pela CDU na campanha para as últimas eleições autárquicas, divulgou, no sítio de Internet do município, o valor da dívida total da autarquia a 17 de outubro, dia em que assumiu funções.

Na Câmara de Beja, actualmente, “há transparência”, disse, referindo que “secretismo havia antes das últimas autárquicas”, quando os vereadores da então oposição CDU “andaram vários meses a pedir as contas ao anterior executivo PS, que nunca as divulgou antes das eleições”.

Share

24 Resposta a “Câmara de Beja – secretismo nas contas?”

  1. se eu pudesse... diz:

    E afinal os 11M€ sempre baixaram ou não? Tanto alarido e no fim de contas não se sabe se era verdade ou mentira.

  2. máfia vermelha diz:

    Em Serpa estava tudo claro e agora não tem dinheiro para papel higiénico. Continuem com a mentira e a omissão (promovidos pelo DA e RVP e uns boys do PSD…) , são factos destes comunas das festinhas com orçamentos com rubricas “Outros” que correspondem a 25%.
    Seria melhor acabarem com as Ass. Municipais e reuniões de Câmara e passarem tudo para a rua da Ancha, seria mais claro e transparente.

  3. Chato diz:

    “o prazo médio de pagamento passou de 117 dias a 30 de setembro de 2013 para 208 dias a 31 de dezembro de 2013”
    E está tudo dito.

    Não são os vereadores do PS que o dizem… é a DGAL!! Mas agora está tudo bem, certo?
    Ui!! E se viesse a publico onde andam a gastar o dinheiro… ahahah aí sim, seria um fartote de tanto rir e muitos queixos caídos no chão! Mas a seu tempo se saberá.

  4. Rochinhas e rochetes diz:

    O certo é que o JR não desmente as afirmações dos vereadores do PS de que os prazos de pagamento médios aumentaram para 208 dias e que a situação financeira da CMB, desde as eleições, se tem vindo a agravar perigosamente depois de 4 anos de pagamento pelo executivo do PS das dividas da gestão incompetente e irresponsável do PCP. Quem é que o João Rocha pensa que engana? Aprovar a conta de gerência de 2013 não é o mesmo que dar informação actualizada sobre a actual situação financeira da câmara: quanto deve, a quem, quais os atrasos nos pagamentos, cumprimento da lei dos compromissos, etc. Segundo actas das reuniões de câmara, há mais de 4 meses que os vereadores do PS solicitaram essa informação e até hoje nem resposta obtiveram, apesar das várias insistências.
    Até os relatórios que vão a assembleia municipal deixaram de ter informação financeira relevante e elucidativa.
    Se isto é transparência, rigor e informação para todos, estamos conversados.
    Em Serpa deixou a câmara nas lonas (para além das dividas, com uma “multa” da DGAL de mais de 1 milhão de euros), em Beja vai pelo mesmo caminho e só ainda vamos no 1° semestre de 2014…

  5. JR diz:

    Quem não deve não teme.

    Neste caso concreto é por demais evidente a não transparência do PCP / CDU, diz-se mas não se faz.

  6. Joana diz:

    Os vereadores do PS na câmara têm que produzir pelo menos um facto politico no mínimo por semana e no máximo em duas semanas.
    O problema que se põe, é que com o passar dos tempos, começamos a já não os levar muito a sério.
    É a célebre história do homem e do lobo, em que de tanto gritar que vinha aí um lobo e os vizinhos correrem para o salvar, um dia quando o lobo veio mesmo a sério, já ninguém acreditou.
    Neste caso particular, porque é que os vereadores do PS em vez de emitirem mais um dos seus recorrentes comunicados, não fazem queixa nas instâncias competentes para o efeito, de forma a verificar se as suas dúvidas têm ou não razão de ser?
    Ou a intenção é apenas para se entreterem e a fazer politica do faz de conta?

  7. Toy diz:

    Maganos dos bichos!

    Cá para mim querem fazer com a Câmara o que já fizeram com a Inovobeja, não pagam o que devem, forçam os maus resultados e depois acabam com a barraca!
    Aqui um camarada da Salvada (sim, porque há camaradas da salvada em todo o lado, é como os da cabeça gorda) disse-me que esta semana os outros camaradas do PC, aqueles que moços que se enfiaram na camara com os votos dos ciganos vão fechar a inovobeja de vez!!! A ver vamos …

    Outro camarada amigo do peito que trabalha nos smas diz que lá foi outro fartote mas ai o palhaço de serviço foi outro, João Rocha na primeira pessoa que agora deu-lhe para ali, vá se lá saber porquê….andou a tentar convencer toda a gente (precisou de dois dias mas não conseguiu) que a coisa estava má,,,tipo pára tudo, arrecada dinheiro e depois vamos fazer umas festas lá mais para a frente ….

    Parece que o único que agora trabalha é o Miguel Ramalho que rebenta cortando erva de manhã à noite nas freguesias dele …sim senhor quem os viu e quem os vê ….

  8. Rato dos Pomares diz:

    Noventa e dois (92) dias separam 30 de Setembro de 31 de Dezembro. O prazo médio para o pagamento (de dívidas a fornecedores, presumo) passou de 117 para 208 dias, ou seja, aumentou noventa e um (91) dias.
    Isto significa o quê?
    Que nos últimos três meses do ano passado não se processou qualquer pagamento, ou será que há por aqui algum meandro contabilístico que me escapa?
    Este “jejum” nas obrigações de tesouraria é um fenómeno recorrente em quadros anteriores equiparáveis à mudança observada em 29 de Setembro (considerando até que estava vigente o “ambiente troika”), ou assume contornos inéditos?
    Desde já, os meus agradecimentos.

  9. Chato diz:

    A Inovobeja vai ser extinta e os funcionários vão para a rua, disso ninguem tem duvidas.
    O EMAS parou as obras e agora não faz nada a não ser pagar as festas da Câmara, disso ninguem tem duvidas.
    A CMB não paga aos fornecedores, arruma as pessoas para um canto e distribui favores e dividendos pelos amigalhaços, disso também ninguem tem duvida…

    Sim Rato dos Pomares, não há pagamentos a ninguem e não há dinheiro a ser distribuido pelas colectividades.. Não há movimentos pura e simplesmente. Basta conhecer 8 ou 9 fornecedores da Câmara e perguntar como vão os pagamentos (já fiz esse exercicio e há quem suspire pela Dr.ª Cristina Valadas).

    A unica duvida que resta é perceber onde está a defesa do POVO (e porque não do PAÍS – para sermos rigororsos com o slogan). O unico a elucidar-me foi o João Espinho que me explicou que, em vez de estar escrito POVO, deveria estar escrito POLVO. E se assim foi o lapso, de facto faz muito mais sentido!

  10. Rochinhas e rochetes diz:

    @joana. Certamente que lhe dava mais jeito, a si ao JR e aos outros camaradas, que não houvesse oposição, mas felizmente ainda vivemos em democracia e há fiscalização da gestão da câmara e dos actos do executivo, caso contrário, a ditadura comunista e as atitudes antidemocráticas seriam ainda piores. Se mesmo com uma oposição atenta já fazem o que fazem…já agora comente outro facto político que são os despedimentos que os camaradas vão fazer na Inovobeja, contrariando tudo aquilo que o PCP vem apregoando e exigindo aos outros e o que esta escrito no Avante e nas declarações dos deputados comunistas da AR. Criticam os patrões e depois onde são poder fazem ainda pior, despedindo, sem causa nem justa causa, 3 jovens mães, que fizeram um excelente trabalho.

  11. corbusier diz:

    Volta Cristina Valadas, estás perdoada!

  12. Joana diz:

    @ R & r: não me insulte, ou pelo menos tenha um pouco mais de consideração por mim. Até porque já nos conhecêmos daqui, e você sabe que eu não só não sou comunista, como nada tenho a ver com esta Câmara.

    Agora também não pertenço nem me revejo na oposição do PS a que pertence.
    Antes pelo contrário, pois considero-a uma oposição estéril, sem ideias para o desenvolvimento da cidade e da região e tal como quando foi poder, mantem a mesma atitude egocentrista e revanchista em relação a tudo e a todos, incluindo as forças sociais (agricultores, outros empresários, IPB, agentes culturais e desportos, etc,..). Que aliás foi o motivo porque perderam as últimas eleições, como também foi salientado por Jorge Serafim; e que se saiba não é comunista.
    E que eu me esforço aqui por fazer também oposição, incluindo e aí concordo consigo, oposição à oposição.

    Mas o eu gostaria mesmo, era que não se perdesse tempo com balelas como esta, e nos focássemos todos no principal. Ou seja no desenvolvimento socio-económico da cidade e da região. E copiássemos exemplos como o de Viseu, ou mesmo Bragança ou Chaves. Em que todas as forças locais lutam concentrados nos mesmos objectivos, idependentemente das suas divisões e dos seus interesses.

    Quando aos problemas da gestão da Câmara Municipal, todos sabemos que eles existem e têm tendencia para se agravarem.
    Pois se recebe cada vez menos dinheiro do Poder Central, as actividades económicas da região estão decrépitas e cada vez há menos habitantes. Como é que pode manter o mesmo número de trabalhadores sem se endividar ainda mais, para conseguir desempenhar e manter as mesmas funções?
    Impossivel. Ninguém a não ser roubando, conseguiria fazê-lo.
    E se a oposição apenas sabe olhar para isto, fazendo uma leitura distante, ingénua e hipócrita, criticando apenas por criticar. Será que merece ser levada a sério?

  13. Chato diz:

    Joana, concordando em parte com o que disse e fazendo o exercicio que pede de nos focarmos no essencial, gostaria de partilhar o meu pensamento consigo:

    – Desenvolvimento económico e social, integrado, com todos e para todos. CERTO.

    Questões:
    1- Porque é que as colectividades desportivas ainda não receberam dinheiro?
    2- Porque é que as obras do EMAS de requalificação da rede de distribuição de água (que todos usamos) estão paradas?
    3- Porque é que a Câmara não fala sobre o IP8 (à semelhança da Câmara Municipal de Ferreira)?
    4- Porque é que os trabalhos outrora adjudicados pela Câmara a entidades TAMBÉM da região, passaram para empresas do circulo de amigos do Presidente?
    6- Porque é que se vai extinguir uma empres municipal cujo um dos objectivos era proceder a candidaturas a fundos comunitários em nome da Câmara e outras entidades, publicas e privadas (e por isso, vocacionando-as com instrumentos tecnicos e financeiros para realizarem os seus projectos, que de outra forma não seria possivel)?
    7- Porque é que não se paga a fornecedores?
    8- Porque é que foi retirado todo e qualquer trabalho a mais de uma dezena de colaboradores do Municipio de Beja?

    Epá, podia continuar por aí fora, mas se alguém me souber responder a isto de forma objectiva, já fico muito contente….

  14. Toy da Salvada diz:

    Uma ajuda aqui da Salvada:

    9 – Porque é que a Câmara de Serpa está num buraco sem saída?

    10 – Porque é que as últimas contas da Câmara de Serpa que estão no site são de 2011?

    11 – Porque é que os funcionários da Câmara de Beja estão a pouco e pouco a ser despejados do edifício sede e enlatados em outros espaços?

    12 – Porque é que a Câmara de Serpa só paga o que deve a alguns deixando outros a ver navios?

    13 – Porque é que em Beja já se está a passar a mesma coisa?

    14 – Porque é que já foram vistos várias vezes autocarros da câmara de serpa dentro do estaleiro da Câmara de Beja lá para as bandas da bomba do gasóleo?

    15 – Porque é que o João Rocha tem um motorista que todos os dias vai busca-lo e leva-lo a Serpa?

    16 – Porque é que o João Rocha usa outro carro em horas mais impróprias e porque é que este carro que não é da Câmara mas de uma empresa, passa a maior parte do tempo parado à disposição do senhor presidente?

    17 – Porque é que não são conhecidos quaisquer trabalhos desenvolvidos pelos vereadores?

    18 – Porque é que a Câmara de Beja se quer apropriar das receitas da EMAS e por isso parou tudo e inventou uma dívida que não existe?

    19 – Porque é que o João Rocha passa a maior parte do tempo a denegrir o trabalho dos anterior executivo?

    20 – Porque é que à Associação à beira da rotura por falta de pagamento?

    21 – Porque pararam os pagamentos a fornecedores ou aumentaram inexplicavelmente?

    22 – Porque é que a Câmara de Beja vai extinguir a Inovobeja?

  15. Rochinhas e rochetes diz:

    @joana. Pelos vistos você é das que acredita em tudo o que lhe dizem desde que seja contra o anterior executivo. Só p seu esclarecimento, as ideias e a estratégia para o desenvolvimento constam do documento “Beja capital, 2010-2020” e a sua implementação foi interrompida com a vitoria do PCP, do qual não se conhece qualquer proposta coerente e sustentada.
    É por esse programa de desenvolvimento, para 10 anos, que a oposição orienta o seu trabalho, mas como é óbvio pouco pode fazer porque não tem meios.
    Quanto a parcerias e parceiros fale com os mais de cem que integravam a rede social, com o Nerbe e Associação Comercial, com os agricultores que não estão dependentes do Castro e Brito, com os profs. do Ipb que não estão comprometidos com o Vito Carioca por causa dos seus postos de trabalho, etc. Se o Jorge Serafim não é PCP, eu sou um extra terrestre…

  16. João Espinho diz:

    @joana – essa do Serafim não ser comunista é humor negro, certo?

  17. se eu pudesse... diz:

    Realmente essa do Serafim quando a li até ia dando um trambolhão da cadeira lol. Bem ao menos mostrou ter mais humor que o próprio Serafim, parabéns!

  18. Joana diz:

    Caros todos: Fiz de facto confusão com os Serafins.
    Mas tenho cá um dedo miminho que me diz, que vocês sabem muito bem a qual dos Serafins é que eu me quis referir.
    Senão; basta dar uma voltinha aqui no blog, nos “posts” colocados logo a seguir às eleições, e ficam a saber.

    Depois confesso que me custa parecer ser eu aqui a única pessoa a contraditar tudo e todos. Até porque não tenho parte alguma na Câmara, e nem os ditos precisam de mim e dos meus préstimos para nada.
    Assim como também parece que quem por aqui anda, tem que comungar dos mesmos sacrossantos e inquestionáveis princípios programáticos.
    Logo há que abater a intrusa que pensa de forma algo diferente.

    Como não quero acreditar que assim seja, até pelo que conheço do dono deste blog. E penso que talvez todos os outros que não pensam dessa forma e em especial os sempre visados, vulgo comunas, deixaram pura e simplesmente de aqui vir. Desimpedindo o caminho para os pensadores de sentido único e ignorando os textos aqui colocados, sobretudo pelo seu radicalismo que por vezes se pode designar pelo epiteto de primário.

    Mas eu não, como vou continuar. Assim e respondendo a Chato & Toy da Salvada, direi que não sei e nem percebo a maior parte do que dizem. E até me mete impressão como é que os meus caros perdem tempo com isso.
    Trata-se no fundo de atos de gestão e afins, cuja discussão e debate compete a quem de direito. Ou seja ao elenco autárquico e à oposição. Sendo obrigação destes últimos, sempre que tenham dúvidas, esteja em causa ou não seja bem gerido ou salvaguardado o interesse público, acionar os meios legais para o efeito.
    Só que em vez de atuar, o que é que uma vez e outra e a um ritmo frenético faz a oposição?
    Vai fazer queixinhas para a comunicação social. E chama-lhe isso “fazer oposição”.
    E não é que a moda pegou de tal forma, que até aqui este blog, parece que está institucionalizada a Moda das Queixinhas.

    Permitam-me agora falar de assuntos mais sérios.
    Foi hoje anunciado o investimento e a constituição de uma empresa de informática em Évora com cerca de 50 postos de trabalho, que irá estender a sua área de influencia a todo o Alentejo e Algarve.
    Sabem onde é que inicialmente se previa a sua localização?
    Exatamente. Em Beja.
    Sabem porque é que foi depois desviada para Évora?
    Tal como eu, não sei se sabem. Mas imaginam.
    Não querem agora Chato & Toy, responder a esta questão?

  19. Chato diz:

    Realmente, mete mesmo muita impressão “perder tempo” com assuntos que dizem respeito à terra e aos nossos. Não são assuntos sérios! Não vale apena serem discutidos… Realmente, é uma chatice pegada pensar porque raio não pagam às colectividades (por exemplo). É por temas como estes causarem tanto transtorno cerebral, que as coisas estão como estão.

    Até lhe digo mais: é uma bodeguice tão má que é por isso que, por essas e por outras tanta coisa é escoada para Évora.
    Mas nós, alentejanos seremos sempre assim… enquanto nos preocuparmos com o quintal do vizinho e não com o nosso próprio quintal, o vozonho terá sempre laranjas melhores do que as minhas.

    Esta conversa faz-me lembrar aquela história do tipo que vai de carro e que passa pelo outro de bocicleta. O que vai de bicicleta, em vez de pensar “um dia terei um carro”, pensa “um dia ainda te verei a andar de bicicleta”. É o problema de muita gente em Beja: irão querer sempre por toda a gente de bicicleta, em vez de pensarem como irão andar todos de carro!

    Curiosamente não respondeu a nada, mesmo das poucas coisas que percebe… (porque será?) E já agora se acha que colocar a publico é fazer queixinhas, apenas posso deduzir que se mudou para Beja à poucos meses e não assistiu ao verdadeiro festival de queixinhas e queixumes que se passou nos ultimos anos! (ELÁ, belo nome para mais um festival ser estreado com a sua 1ª edição neste mandato comunista!)

    Este blog, como disse e BEM é um espaço de partilha e troca de opiniões e quanto mais diferentes melhor. Não se arme em vitima (muito tipico dos andantes de bicicleta, preocupados com os quintais dos vizinhos) e opine mais vezes. Faça-o tanta e quantas vezes quiser. Mas não insulte a nossa inteligencia, lá porque pensamos de forma diferente.

  20. Joana diz:

    Tem razão, Chato: Somos apenas vitimas do autoritarismo trauliteiro infelizmente habitual e que nos mantem na nossa rota semi-milenar da escravatura e inquisição, e que sim devemos colocar sériamente é a da passividade dos Assistentes (bystanders).
    É a conivência efetiva dos que vêm a barbárie avançar e se vão calando e adaptando, muitas vezes mesmo colaborando, encolhendo os ombros e dizendo que não viram, que é ao lado.
    Desses é a principal responsabilidade, no seu medo mesquinho de perder alguma coisa, de arriscarem um confronto e ficarem chamuscados, de total falta de verticalidade.

    Por outro lado a completa indiferença perante as vitimas do sistema, envergonha qualquer um que seja humano Há demasiados “untermenschen” por aqui e por isso somos tratados da forma que corresponde. Já há muito que perderam e esqueceram o belo texto ”198 formas de luta não violenta”, ideas não faltam a quem queira.

    Cumprimentos.

  21. se eu pudesse... diz:

    @Joana
    Fala, fala, fala e não diz nada. Ok mostra alguma cultura( google is your friend), despeja rajadas de palavras e tudo espremido não resta nada. Típico da cassete.

  22. Atento diz:

    Ao Sr.º/ª Chato,

    Porque não vai ver o relatório de contas da EMAS referente ao ano 2013 que está disponível na Internet e só depois opinará porque é que as obras da EMAS pararam… Vá ver e se não souber consultar peça a um Economista ou Técnico Oficial de Contas que lhe explique, pois lá está tudo. Deixe a EMAS em paz, pois ainda é uma das poucas Empresas na região que emprega e dá de comer a muitas famílias…

  23. Manuel d'Cunha diz:

    Concordo com Atento.
    Há por aqui muita má língua e muitas acusações sem fundamento algum.
    Em politica não deveria valer tudo..

  24. Chato diz:

    Sr. Atento, então vá contar essa conversa ao João Rocha porque o homem decididamente não está a ver o mesmo filme que você….. Em politica não vale tudo, mas atualmente está a fazer-se de tudo para destruir a vida das pessoas, vai-se lá saber porquê… AVANTE!

Deixe Uma Resposta