Mar 30 2014

Beja merece!

Publicado por as 22:18 em A minha cidade

os rapazes dos tanques

Vamos a uma livraria da cidade, dizemos o que queremos, damos mais algumas informações e a resposta foi: “não temos; não recebemos livros da Porto Editora”. Pronto, cada um sabe de si.
Vamos à livraria ao lado e…. “já encomendámos 3 exemplares, para 3 pessoas que pediram….” Pronto. Decido não perder mais tempo. Algures no mundo haverá alguém que me fará o favor de me trazer o livro, pensei.
Hoje, num acesso de optimismo, fui à secção de livros de uma grande superfície, onde muito raramente vou, e lá estava o livro. Com a vantagem de estar com preço mais baixo. E pronto. Trouxe o livro e não tenho nem uma pinga de remorsos por não ter comprado no “comércio tradicional”.
Espero agora que a Biblioteca Municipal promova uma sessão com os autores. De preferência ainda este ano. Beja merece!

Share

3 Resposta a “Beja merece!”

  1. black sheep diz:

    Eu também só comprava os livros no hipermercado quando não estavam disponíveis nas livrarias da cidade ou quando o tempo de espera das encomendas ultrapassava o razoável, o que, tanto numa situação como noutra, acontecia com mais frequência do que eu gostava.
    Quando queria um livro que, pelas suas características, não era de todo possível comprar nas livrarias em Beja, encomendava através da FNAC online ou do eBay (no caso de livros estrangeiros). Era assim, por princípio, mas actualmente já não me dou ao trabalho de priorizar o local da compra.
    Confesso que, neste tipo de compras (como nos outros, aliás), estou cada vez mais liberal: quem tem, tem; quem não tem, não tem. Eu compro onde há, e se o preço for mais baixo, melhor. E viva a livre concorrência.
    Neste caso trata-se de um livro de edição recente que deveria estar disponível em qualquer montra.
    O que o João Espinho fez, dando-se ao trabalho de procurar nas livrarias da cidade, é coisa para a qual eu já perdi a paciência.

  2. Maria vai com as outras diz:

    Sem dúvida. Eu faço o mesmo também através do portal WOOk, que aliás pertence à Porto Editora.
    Até mesmo os livros escolares foram por aí comprados.

    Reconheço que estou a retirar dinheiro aos comerciantes de Beja. Mas também me fartei de confusões e negas.
    As duas últimas, não me queriam passar as faturas de livros de indole escolar, para as pôr no IRS.
    Achei que bastava.
    Assim escolho o que quero através da internet, e como cliente habitual que já sou, nem pago os portes de correio.

  3. JR diz:

    Será que existe agenda disponível na biblioteca ???

Deixe Uma Resposta