Out 09 2013

Tal como há 40 anos

Publicado por as 23:45 em Geral

marcelo-caetano-001 (1)

A RTP serve um regime caduco.
É doloroso ver o estado a que chegámos.

Share

10 Resposta a “Tal como há 40 anos”

  1. Vitor Paixão diz:

    Tristeza de televisão a nossa! Encenadas ou não este programa das perguntas ao 1º Ministro consubstancia uma promoção sem precedentes a ele próprio e ao seu (des)governo!!! Onde está o contraditório? A única forma da RTP remediar isto, se quer ser de facto uma televisão independente e isenta do ponto de vista da comunicação será fazendo o mesmo não apenas com o Seguro como também com TODOS os lideres dos principais partidos politicos! Se assim não for então estamos perante uma encenação e favorecimento sem precedentes!!!

  2. OZ diz:

    @Vitor,
    Achas melhor fazer com o Seguro, ou será melhor fazer já com o António Costa?

  3. Paulo Nascimento diz:

    Eu ainda tentei ver, mas não fui capaz. há limites para o que se pode aguentar.

    Aquele promenor de dizer que com impostos altos nos combustiveis se está a poupar a natureza. foi …. foi… o que foi..

    Mas caro João. Apesar de agoras estares a ver esta gente com os mesmos olhos que nós. Lembra-te que à muita gente que vê o mesmo filme há mais tempo do que tu. Agora imagina o nivel de sofrimento que temos ao ver estas coisas.

    Mas não é apenas a RTP, é toda a comunicação social.

    Gosto de recordar que estes senhores foram levados ao colo pelo afilhado do cavaquismo, o sr Pinto Balsemão. ainda hoje aguardo que passem os tempos de antenas das outras forças eleitorais no jornal da SIC, tal como fizeram nas legislativas de 2011.

    A forma como se silencia uma campanha eleitoral impunemente. As tvs tiraram as autarquicas do ar, alegando falta de tempo para transmitir tudo, mas mantiveram os seus comentadores encartados, esmagadoramente com duas cores politicas, a falar do que quiseram, inclusive das autarquicas, sem qualquer direito a que outras forças politicas pudessem responder.

    Nós vivemos um periudo moderno de censura, agora não se faz ás claras, faz-se nos gabinetes de redação sob intruções do poder politico reinante, todos eles sob orientação dos poder económico.

    Não se diz que á censura, mas dispensam-se autores por falarem as verdades de Angola, por investigarem Bancos, que depois não patrocinariam os jornais.

    Enfim…. Juntas esta censura que não é oficialmente censura, a acções de propaganda como a que assistimos ontem. e pouca diferença tens dos regimes de leste que tantos criticas.

    Tudo se resume ao mesmo, garantir que uma elite continua a expropriar as riquezas de um povo.
    O falhanço dos regimes de leste foi a forma como o fizeram, eram demasiados obvios. nos regimes capitalistas são mais subtis.

    Se estivessemos na Coreia do Norte ou na China de Mao. A introducção do programa seria ..

    O GLORIOSO TIMONEIRO PASSO COELHO, LIDER DA REVOLUCIONÁRIA REFORMA DO ESTADO, E PROTECTOR DOS POBREZINHOS, VAI RESPONDER COM A SUA CLARIVIDENCIA E LUCIDEZ ÁS DUVIDAS COLOCADAS POR CIDADÃOS, SOBRE O FOTURO CAMINHO DA NOSSA GLORIOSA REVOLUÇÃO.

  4. Anónimo diz:

    Se fosse ao António Seguro do PS não ía sem a garantia da RTP ouvir todos os outros líderes políticos.

  5. El Juanito diz:

    Ora! Ele é o patrão da RTP. Como tal pode e manda!
    Os “burrinhos” que lá foram fazer perguntas é que podiam ter ficado quietos em casa! Ou então poderiam ter feito coro do Grandola Vila Morena!
    Fazer perguntas a um mentiroso! Bah! Não sei de que respostas estariam à espera!

  6. Vitor Paixão diz:

    @OZ: considero o teu comentário uma agradável e bem disposta observação/provocação.
    @Anónimo: se deverá ir ou não com ou sem essa garantia será com ele, mas reitero, TODOS deveriam ter a mesma oportunidade.

  7. enxoe diz:

    Impossivel de ver!Uma vergonha!quase que nem no tempo da outra senhora…!

    E ainda ha pessoas que acham bem.Este pais esta mesmo louco.

    Abominável.

  8. se eu pudesse... diz:

    Pois, eu na minha opinião, gostei do debate.
    E por razões muito simples, o PM estava a responder a perguntas que realmente afligem o povo. Não estou a dizer que concordo ou discordo das politicas seguidas, ou do caminho escolhido para salvar o pais da banca rota.
    Ao menos foi uma lufada de ar fresco nos debates; achei piada sim aos comentadores que a seguir foram comentar o debate e o método do mesmo. Sinceramente cheirou-me muito a ressabiamento. Ou desde quando que os comentadores profissionais têm o exclusivo de fazer entrevistas aos dirigentes políticos? Se calhar é por isso que passado 1\4 de hora 90% dos telespectadores estão todo dormentes ou a não prestar a mínima atenção, entram em réplicas, tréplicas e por ai fora, e o essencial da mensagem ninguém capta. As pessoas não querem saber se o défice têm de ser de 4% ou baixar as transferências para o estado social, ou cortar nos consumos intermédios, as pessoas querem é saber quanto lhe vão cortar, quanto vão pagar a mais de IRS, quais os benefícios fiscais vão desaparecer, etc.
    Por isso se viu, que as perguntas eram todas de índole particular, embora abrangendo um leque grande de situações que se podem extrapolar.
    Em relação a ter que levar outros dirigentes, ok, desde que sejam do arco da governação, para as pessoas poderem ao menos tentar descortinar o que os outros partidos fariam de diferente e\ou melhor. Agora levar PCP’s, BE’S e etc para quê? partidos que desde há democracia votam contra o orçamento de estado, a cassete é sempre a mesma; não pagamos, refundar a divida, rasgar o memorando, nacionalizar a torto e a direito, enfim, mais do mesmo.
    Mas pronto entendo que haja pessoas que para eles é mais importante cantar o Grândola Vila Morena, que poder ter a possibilidade de perguntar directamente ao PM que medidas\acções vão ser tomadas para mitigar a situação que atravessamos.
    Em jeito de remate, acho mais lógico estar o actual PM na RTP que o ex-PM a debitar postas de pescada todos os fds. Ou já se esqueceram que foi ele que trouxe, e assinou o actual memorando em vigor? E ainda há quem o endeuse… vai lá vai

  9. laranja amarga diz:

    Não vi, tenho pena, mas não posso comentar!
    O Seguro se lá for, deve levar alguma coisa para dizer, uma idéia pelo menos…

  10. licas diz:

    Todos , mesmo todos?
    Incluis o Marxismo -Leninismo?
    (e depois, quando não houver remédio, queixas-te . . .)

Deixe Uma Resposta