Out 29 2013

O derradeiro funeral de Sá Carneiro

Publicado por as 1:00 em Geral

loures cdu psd

Há coisas que não têm explicação. O PSD caminha lentamente para o suicídio. Lamentavelmente, com o aplauso dos seus dirigentes.
Seria bom que se relessem, revisitassem, os episódios da história recente. Aliar o PSD ao PCP? Só por interesses pessoais.
Foi para isto que travámos grandes batalhas?

pcp psd

Share

14 Resposta a “O derradeiro funeral de Sá Carneiro”

  1. Blue Eagle diz:

    Eheheheheh… O “kamarada” Bernardino, o tal que afirmava há pouco tempo atrás, que a Coreia do Norte era uma democracia, coliga-se em Loures com o PSD de Passos Coelho! Fantástico! Registe-se para memória futura. Agora talvez se perceba melhor muita coisa do passado recente, quer a nível nacional (Chumbo do PEC IV), quer a nível local (Coligações PCP/PSD nas freguesias urbanas). Afinal, o grande adversário da extrema-esquerda portuguesa nunca foram, em momento algum, os partidos de direita. Foi, é e será sempre, o PS. Saúdo Francisco Louçã, o único que numa entrevista teve coragem para dizer isso mesmo: “O PS é o nosso principal inimigo!” (o termo foi mesmo “inimigo”, citei). Concluindo: Vergonhosa esta coligação em Loures para os dois partidos!

  2. NG diz:

    Deve doer imenso a todos aqueles que, tendo 3 olhos e 2 vistas, insistem em olhar o mundo pelo óculo traseiro!
    Loures é um exemplo da diferença entre a mercadoria que alguns tentam vender e democracia, que transparece na lição que a atitude d’«o comuna» Bernardino Soares acaba de dar aos arautos da liberdade condicionada!

  3. NG diz:

    @ Blue Eagle: diversamente do que acontece em Lisboa com o Costa que marginalizou a CDU, em Loures o PS foi igualmente convidado a participar. Recusou! Fê-lo no uso do seu direito! E sim: «boys» de fora, sócios e fundadores à margem, o PS é o maior inimigo político dos Portugueses! Ponto final!

  4. JR diz:

    Na cidade de Beja e a outro nível autárquico nas uniões de freguesias Salvador / Sta. Maria e S. João Batista / Santiago Maior, também não existiu uma coligação do PCP-CDU e PSD-CDS ???
    Jogam em todos os tabuleiros em interesses pessoais e partidários, o poder cega a ética das convições.

  5. Anónimo diz:

    A pergunta fica, como se sentirão os eleitores votantes nas eleições autárquicas no PSD e do CDS-PP, face a este ” espetáculo ” político depois do ato eleitoral e qual a responsabilidade do líder distrital / deputado Mário Simões do PSD, neste ” sujo ” jogo de bastidores.

  6. Paulo Nascimento diz:

    @Blue Eagle

    Essa história do PEC IV já fede.
    O PCP e O BE votaram contra o PEC IV por coerência, tal como tinham votado nos outros PEC´s anteriores. E pelas mesma razões de sempre. Por que os PEC apresentavam medidas de direita, e de ataque aos direitos dos trabalhadores.

    Medida tais como:

    Privatização dos CTT que já lá estava prevista.

    Cortes de 450 milhões na educação

    Cortes de 180 milhões no SNS

    Cortes nos subsídios de desemprego (por via de mudança de regras de acesso )

    Maior flexibilização da lei laboral (leia-se despedimentos mais fáceis e contratos mais precários )

    ….

    Não me venham com Merdas, qualquer partido de esquerda só tinha de votar contra, e JAMAIS UM PARTIDO DE ESQUERDA APRESENTARIA PROPOSTAS DESTAS.

    E depois … Foi o Sr Sócrates que se demitiu, ninguém o obrigava a demitir-se. portanto ele e só ele foi responsável por o destino do seu governo.

    Os ditos “Socialistas” deveriam aproveitar esta oportunidade para se aproximarem do BE , e aproveitar as incoerências do PCP e do PPD com estas coligações. mas preferem armar-se em coitadinhos. provavelmente pensando que são os próximos a ir ao POTE.

    Mas não se esqueçam. até podem ganhar as eleições, mas se não tiverem maioria absoluta, podem lixar-se pelo taticismo do PPD e pela oposição que lhes será feita pela VERDADEIRA ESQUERDA

  7. Zezito diz:

    @Anónimo – Você deve ter uns ante-olhos como aqueles que se põem nas mulas e só deixa ver numa direcção. Então você acha que a responsabilidade desta aliança em Loures é do “líder distrital/deputado Mário Simões do PSD”??? Vá-se curar, que isso que você padece é Síndrome de Caim…!!!

  8. hans virago diz:

    Neste caso, como em tantos outros pelo país fora, em que existem coligações de interesses/ideais tão diferentes, talvez se imponham algumas questões:

    – Será que pelo bem estar das populações é possível colocar essas diferenças de lado?

    – Será que essas diferenças, afinal, não são assim tantas nem tão grandes?

    – Será que para segurar o poder tudo vale?

    – Será que o que importa é manter a boca na mama?

  9. Anónimo diz:

    @ Zezito

    Não seja tolo !

    A questão é levantada no comentário do @ JR e é em relação a Beja.
    Se está dentro do assunto e se picou tem a oportunidade pública de esclarecer a razão do porquê de tal caricata situação ou são os euros envolvidos ?

  10. Blue Eagle diz:

    @Paulo Nascimento – Vejo aí uma pontinha de inveja pelo facto das coligações serem todas PSD/PCP, sem a presença da ilustre esquerda educadora do proletariado e das classes operárias, a ÚNICA E VERDADEIRA ESQUERDA PORTUGUESA, o Bloco de Esquerda, pois claro..!
    Naturalmente que esquerdas anti-europa, anti-nato, anti-tudo e mais alguma coisa não fazem grande sentido numa altura em que, numa sociedade cada vez mais extremada sob todos os pontos de vista, deve imperar algum bom senso e a tolerância (e isso não significa abdicar de princípios).
    Não sei se o PEC IV teria, ou não, evitado a entrada da “troika” em Portugal. Nunca o saberemos. Mas poderíamos ter tido provavelmente uma intervenção “ao estilo” de Espanha, bastante mais suave nos sacrifícios que nos estão a ser exigidos. Hipocrisia é que muitos dos que agora clamam pela saída da “troika”, ajudaram, e muito, para que ela viesse, juntando-se à Direita numa decisão que sabiam, de antemão, de que iria resultar a queda e a mudança de governo, com consequências mais gravosas para a população portuguesa e com grave prejuízo para sectores do Serviços Público.
    E se Sócrates perdeu e foi afastado do poder, a grande força da esquerda portuguesa, aliás corrijo, a VERDADEIRA ESQUERDA, simbolizada no Bloco, viu, mesmo com o país a “sacudir” positivamente Sócrates, o seu número de votos diminuir para metade e ficou reduzido a 8 deputados quando antes tinha 16… Malditos e mal-agradecidos portugueses que não viram a luz de esperança que a VERDADEIRA ESQUERDA tinha para lhes dar… O PCP, subiu vertiginosamente a sua força parlamentar de 15 para…16 Deputados! Valeu a pena? Estamos hoje melhor que há 2 anos? Valeu a pena Socialmente? Economicamente? Politicamente? Mas despejaram o ódio em Sócrates… E só por isso já terá valido certamente a pena!
    Agora manifestem-se…
    Estou certo que nas próximas eleições legislativas a VERDADEIRA ESQUERDA vai arrastar multidões, ser finalmente compreendida e entendida por uma larga maioria de pessoas, e transformar Portugal num paraíso sobre a terra!

  11. Aldeao diz:

    Mais uma vez fico estupefacto com estes posts. Fiquem a saber que estas situações não são novas e pasme-se existem mesmo em autarquias de maioria absoluta CDU. Querem exemplos: Seixal e Barreiro. Também nestas situações o PS não tem querido acetar pelouros e tem vin do a perder eleitorado.

  12. Sem Partido diz:

    Estranho é, contra natura também, poderemos ter um futuro governo PSD/CDS/CDU + TROIKA. E como foram as coisas em Beja, na Câmara? Sá Carneiro não merecia, nem mesmo o Cunhal!

  13. JUSTICEIRO diz:

    Será verdade que o principal motivo que levou á VERGONHOSA ALIANÇA PSD-CDU nas Juntas de Freguesia em Beja foi o interesse da D. Fernanda Caimoto e da D. Ana Rosa Soeiro em ficarem com cargos remunerados ( 200/300 €) nas Juntas?
    Terão vendido as suas convicções por um prato de lentilhas ?

    Desafio o PSD de Beja a retirar a confiança politica a estas Senhoras , tenham vergonha !!!!!

  14. Marta Maria diz:

    Quer isto dizer que a “malta” do PS foi mesmo tramada, hem?
    De tantos que tinha, nem um tachozinho sobejou.
    É de ficar com uma azia do tamanho de uma das ondas da Nazaré, não haja dúvidas.

Deixe Uma Resposta