Out 04 2013

As contas que se seguem

Apurados os resultados das autárquicas, começam agora o jogos de bastidores para criar maiorias nas juntas de freguesia. Diz-se, e acho que deve ser mentira, que o PSD vai fazer alianças com o PCP onde este não alcançou a maioria absoluta. A ser verdade ,teríamos uma aliança de Ana Rosa com Miguel Ramalho. Deve ser boato, igual ao que corre por aí sobre hipotéticos apelos ao voto (inútil).
Vá, esclareçam lá isso e digam-me que isto é tudo virtual…

pcp psd

Share

45 Resposta a “As contas que se seguem”

  1. PauloP diz:

    Boato? Não era a primeira vez a acontecer em Beja.

  2. Mafalda G Veneta diz:

    Se isso for verdade, prova muito boato que correu antes e durante a campanha autarquica, de que o PSD andaria a “ajudar” a CDU, optando por votar neste ultimo.
    Se isso for verdade, a CDU joga publicamente o seu nome para a lama.. onde é que já se viu alinhar com a “burguesia”?! Isso não é nada uma atitude digna de um partido que se diz do Povo pá!
    Uma autentica vergonha! Se têm esse direito? Claro que sim.. Se o devem fazer.. moralmente não!

    Por ultimo: Ana Rosa + Miguel Ramalho?! é uma brincadeira certo??
    A senhora tem muito mais classe do que isso pá!

  3. Moisés da Costa diz:

    E há algum problema numa coligação como essa?
    Foram deste tipo as que fizeram dos países nórdicos aquilo que eles hoje são.
    Assim e desde que sirva para tirar Beja e a sua região do estado de atraso e antidesenvolvimento em que se encontra, porque não?

  4. Paulo Nascimento diz:

    Talvez daqui a quatro anos, o PPD e o CDS se juntem ao Bloco no apoio ao Por Beja com todos.

  5. Moisés da Costa diz:

    Não, com o Bloco junta-se o PS mas a nível nacional, nas próximas legislativas.

  6. Bejense diz:

    O que se prevê é que o administrador da Herdade da Contenda, em Moura o tal de Miguel Ramalho através da câmara comuna, não venha a exercer o lugar de presidente de junta para que foi eleito e vá para chefe de gabinete do presidente da câmara João Rocha e para de uma forma direta o elemento do comité central do PCP mande nos rumos do concelho e da cidade de Beja.

  7. MARIA FLORES diz:

    @ Paulo– com a sequência de maus resultados , quer para legislativas quer para autarquicas , acredita que daí a 4 anos o BE ainda terá uma alguma expressão ?

    Relativamente ás Juntas , penso que nos ultimos anos sempre tem existido um acordo tácito do PSD com a CDU , portanto não será de admirar que esse acordo se mantenha.

    Não será altura de quer a Drª Ana Rosa quer a D. Fernanda Caimoto passarem a pasta a uma geração mais nova.?

  8. Snoopy diz:

    Coligações entre social-democratas (que no nosso caso são mais liberais) e comunistas nos países nórdicos!?
    E que fizeram desses países o que hoje são? Estou espantado!
    É que não conheço um único caso com essas características, confesso a minha ignorância!

  9. Camp diz:

    Nada de novo, no ultimo executivo de Santiago Maior foi o que aconteceu. A CDU fez uma aliança com o PSD para garantir a maioria.

  10. enxoe diz:

    João e tu não queres esclarecer cá o teu amigo? seria interessante saber da veracidade dessas noticias?Em Beja já espero tudo!

    Um abraço

  11. Rato dos Pomares diz:

    @ Bejense. Se as suas previsões forem da mesma categoria das que constam do link abaixo, faça-me lá o grande favor de propôr cinco números e duas estrelas para o sorteio desta noite.

    http://www.youtube.com/watch?v=x_BkCXbORnQ

    O que se vai passar, a Deus pertence. A Deus e a JR! Vão-se habituando à ideia.

  12. Paulo Nascimento diz:

    @Moisés da Costa

    O PS é tão socialista como o PSD é Social Democrata.

    No dia em que o Bloco se juntar com o PS e apenas com o PS. teremos uma revolução no interior do Bloco.

    Pelo contrário, o Bloco já devia estar seriamente a negociar uma coligação com o PCP, e alguns socialistas ( e não o PS) e independentes para criarem uma coligação de esquerda vencedora.

    O PS faz tanta falta á esquerda portuguesa como a peste.

  13. Euzinha diz:

    Mas será assim tanto de estranhar que a CDU, procure o PSD para se coligar??? Estariam à espera que fosse procurar o PS???
    Todos nós bejenses sabemos que isso é de todo impossível, devido ao ódio visceral que a CDU tem pelo PS!!
    Espero que a Dra. Ana Rosa, como pessoa de bem e de consensos, se for convidada para se coligar o faça, para bem da União das Freguesias, saem todos a ganhar. Se o PS for para a oposição, espero também que o faça com dignidade, para que a União das Freguesias não saia a perder.
    Sem dúvida nenhuma que a Dra Ana Rosa, é uma mais valia e das grandes…
    Quanto ás gerações mais novas, enquanto não mostrarem mais maturidade é difícil convencerem alguém.
    Mais uma vez refiro se o PSD se cologar com a CDU, de certeza que a União de fregusias saí a ganhar!!
    Bem haja Dra Ana Rosa pelo trabalho que desenvolveu em S.João Batista e que o Sr. Miguel Ramalho tenha a capacidade de aprender o que esta com esta SRA:

  14. Vitor Paixão diz:

    Há aqui qualquer coisa que não bate certo: atentem nas palavras do homem entre os 2:40′ e os 3′

    http://www.youtube.com/watch?v=l887yJz9cJA

    E se ainda juntarmos isto:

    http://da.ambaal.pt/noticias/?id=3997

    A bem dos interesses da região… e do Pais!!!

  15. laranja amarga diz:

    Eu sei, mas ainda não posso esclarecer, fica para mais tarde.

  16. laranja amarga diz:

    Mas sempre podem perguntar ao profeta, no seu consultório da parte da tarde!

  17. laranja amarga diz:

    Então vejamos alguns exemplos de mudanca de peças de xadrez:

    Luís Serrano e Ana Rosa e quem sabe João P – passam para o pcp

    Pires dos Reis e clã Cameirinha – passam para o ps regional, visto apoiarem candidaturas em Beja e não só!

    com tanta mudança ainda o Rocha se ‘raspa’ para Serpa, assustado.

    Acabem lá com a caça às bruxas, o PSD está bem de saúde e recomenda-se, tenho é a sensibilidade de que os socialistas estavam a pensar que acabavam com o partido laranja em Beja. ou será que estou equivocad@?

  18. Isabel diz:

    Quando o PS se coligou com o PSD na freguesia do Salvador em 2009, o João estranhou? A D. Fernanda Caimoto por acaso não fazia parte do executivo da junta?
    As maiorias simples têm destas coisas.

  19. João Espinho diz:

    @isabel – não queira comparar a feira de Castro com … não sei quê….

  20. Isabel diz:

    A sério, João??? Quando a D. Fernanda integrou o executivo de uma junta PS foi normal; e agora havendo a possibilidade de um putativo convite à Dra. Ana Rosa, não estariamos perante a mesma situação?
    Porque acha que seria absurdo?

  21. atento diz:

    E o candidato do PSD à Câmara não pertencia a Junta de Santa Maria, presidida pelo PS?

  22. Mafalda G Veneta diz:

    mas desde quando é que é normal o PCP aliar-se a quem quer que seja?! e lodo ao PSD?….. deve ser a anedota do dia!! o povo a juntar-se à burguesia.. então e a troika? e as medidas terroristas PS/PSD/PP que o PCP tanto alega, tanto diz mal, tanto odeia?!

    se isso de facto acontecer, que essa gentinha não se atreva a dizer mal do governo e das medidas porque afinal de contas não passam de uns mentirosos oportunistas!

  23. Blue Eagle diz:

    Inteiramente de acordo com o Paulo Nascimento!
    O BE e o PCP-PEV deviam negociar uma fusão e formar um só partido. De resto o sonho de uma grande maioria dos dirigentes do Bloco de Esquerda é virem a ser comunistas um dia. Assim resolvia-se essa questão de recalcamento psicológico de vez! Contudo apressem-se nessa negociação: é que os últimos resultados eleitorais do Bloco nas legislativas de há 2 anos e nestas autárquicas de domingo, e não lhe quero passar certidão de óbito, são tão deploráveis que provavelmente o PCP já não vos vai querer…
    Entendo também que à direita PSD e CDS também se deveriam fundir, formando uma espécie de Partido Popular de Espanha.
    Ficaríamos com 3 blocos partidários: o centro-direita (PSD-CDS); o centro-esquerda (PS) e a esquerda radical, totalitária e frentista (PCP-PEV-BE). Tudo certo e claro para o eleitorado!

    Quanto às freguesias urbanas… deixo o filme chegar ao fim para tocar a marcha fúnebre final ao PSD em Beja. E tirar, sinceramente, o chapéu ao PCP pela inteligência revelada nas coligações.

  24. bbb diz:

    @Vitor Paixão… Rennie, Kompensan, Pepsamar ajuda.

  25. Vitor Paixão diz:

    @atento – pertencia sim senhor, mas há 4 anos a CDU fez questão de deixar claro que não queria coligações com os partidos vencedores, razão pela qual não falei com o respectivo candidato pois não teria quaisquer problemas em fazê-lo, assim, para formar o executivo não me restava outra alternativa senão recorrer ao PSD; mas já agora aproveito para informar que o João Pedro foi não só um excelente tesoureiro como um excelente colega de executivo.

    @bbb . é pá, é mais antidepressivos pois há quase uma semana que não durmo, não como, enfim, olha, já nem trabalho, a familia abandonou-me, deixei de pensar nos projectos que tinha em mente, por isso vê lá tu como estou! Agora mais a sério, os que me conhecem bem sabem com toda a certeza que não preciso de tal medicação pois não estou minimamente aziado, já o disse várias vezes, com erros e imperfeições dou sempre o meu melhor, na vida ganha-se e perde-se e já desejei boa sorte aos meus adversários politicos; o que acima postei não passa de uma constatação, ou seja, faz-me confusão um entendimento entre o PSD e a CDU quando estes passam a vida a dizer que os primeiros são (uns d)os coveiros do Pais, quer no que concerne à austeridade, quer na reforma administrativa e consequente extinção e agregação de freguesias; a bota não bate com a perdigota e conclui-se que não poucas vezes nos jogos de poder vale quase tudo… ou mesmo tudo. Quanto ao resto, estou bem rapaz (ou rapariga?), guarda lá os comprimidos que ainda me matas, ehehehe.

    ps: o segundo link não abre porque ao que parece a página do Diário do Alentejo está em baixo.

  26. Moisés da Costa diz:

    @ – Vitor Paixão: Uma atitude sensata, sem dúvida. Há que olhar em frente. E agora na oposição, saber pôr as
    Embora se deva analisar o passado, e tentar perceber porque é que as coisas aconteceram de uma certa forma e não de outra.

    Assim e jeito de despedida do tema, gostaria de salientar o seguinte:
    – O que mais me impressionou foi o grau de convencimento para não lhe chamar de arrogância, com que os lideres da candidatura Beja Capital olharam para estas eleições. Considerando-se além vencedores antecipados, mais inteligentes e competentes que os seus adversários diretos. Coisa que decididamente não são e lhes foi dolorosamente dito no dia 29.
    – Depois que muitos eleitores não comunistas sobretudo da área do PSD, não se esqueceram de terem levado três anos “hibernados” com a desculpa das dívidas que lhes deixaram , para depois no último ano já aparecer dinheiro de todos os lados sobretudo para espetáculos musicais e obras que dessem nas vistas.
    – Durante quatro anos não houve um único investimento empresarial digno desse nome, depois nos últimos meses apareceram logo três de rajada. Isto sem haver sequer uma zona industrial digna desse nome para os alojar, como tão bem foi referido durante a campanha eleitoral. Évora ao invés, tem pelo menos três zonas industriais com capacidade para instalar qualquer tipo de empresa que para lá queira ir. Atente-se à diferença.
    – Mesmo instado durante o único debate, JPV não conseguiu explicar o porquê do seu silencio e conivência com o fim do comboio em Beja que inevitavelmente aí vem. E que este blog tem denunciado e feito referência de modo inverter esta decisão.
    – O relacionamento com as instituições e coletividades ao longo de quase todo o anterior mandato foi um autentico desastre. Quer as empresariais como o comércio e agricultura, quer com as culturais e recreativas. Para depois nos últimos mêses se tentar a todo o custo fazer esquecer tudo o que se tinha feito.
    – Logo de palpável e concreto, o único projecto que a Beja Capital tinha para oferecer à cidade e à sua região, seria miradouro a construir no depósito da água da cidade e muito pouco mais.
    – Ora perante a perspetiva, de voltando a ganhar as eleições, tudo isto se voltar a repetir a começar por hibernarem mais três anos. Qual é que poderia ser a única atitude desses eleitores do PSD ?

  27. Fraquíssima... diz:

    Não percebo estas admirações e tudo o que vai mais por aqui, quando o que está em causa é o bem da nossa cidade, quando o que importa são as pessoas. Findo o ato eleitoral, não estará na altura de despir a camisola, seja ela rosa, laranja ou vermelha, arregaçar as mangas e lançar mãos à obra. Não esteve já a CDU coligada com o PSD, para as Juntas de Freguesia em mandatos anteriores!!!

  28. MARIA FLORES diz:

    Ao ler os comentarios da LARANJA AMARGA parece que o PSD não teve uma derrota esmagadora em todo o distrito de Beja e não é necessário alterar nada !!!!!
    Parecem os Comunas que ganham sempre

  29. Mafalda G Veneta diz:

    o PSD é a put@…. se ganha o PS é porque o PSD se coligou com esse partido. Se ganha o PCP é porque o PSD se coligou com esse partido.

    Mas isto merece mais comentários?

  30. João Espinho diz:

    @mafalda – como ouvi dizer: “venha outro, que a puta é sempre a mesma!”

  31. Zé João diz:

    @ João

    Ou então, ” Para ter que ir arranjar uma outra puta pior, fico antes com esta, que pelo menos já a conheço”.
    Desculpem estar a baixar o nível da conversa…

  32. Zé João diz:

    @ Maria Flores

    Isto de vitórias (e de derrotas) tem que se lhe diga.
    Pois tal como em outro post referi, também António José Seguro parecia que rebentava de alegria com a sua estrondosa vitória a nível nacional, quando o PS teve quase 200 000 votos a menos que há quatro anos.
    Alguém o ouviu falar desta curiosidade contabilística?

    Apenas uma única pessoa, de nome António Costa. Que apesar de ter sido o presidente a Câmara de Lisboa a ser eleito com a maior percentagem de sempre, dizia que o PS tinha ganho, mas utilizando uma linguagem futebolística, apenas por 2 – 1.

  33. João Espinho diz:

    Deixem-se estar, desde que a conversa não vá para o nível da sarjeta….

  34. laranja amarga diz:

    Gosto de manter o nível nas conversas, por isso deixemos as senhoras da vida em paz.
    Se os PS estão tão descontentes, e como sabiam a junta de S. João Batista, estava perdida para eles, se mal pergunto
    – porque é que não votaram na dra Ana Rosa?

  35. Mundinho Falcão diz:

    @ laranja amarga – Não creio que alguém desse a dita Junta por perdida antes do ato eleitoral. Começo, aliás, por corrigir esclarecendo que a freguesia de S.João Batista já não existe. Como saberá o seu magnífico governo extinguiu essa freguesia, criando, no seu lugar, a União de Freguesias de Santiago Maior e S.João Batista.
    O PCP acharia que a herança de Miguel Ramalho nos tempos em que foi Presidente em Santiago Maior lhe valeria a vitória; o PS, mesmo não gerindo qualquer uma das duas Juntas da união, aparecia em vantagem na soma aritmética dos votos de ambas e acreditava, por isso, que poderia vencer; o PSD geria a Junta da extinta freguesia de S.João e tinha a encabeçar a lista a única pessoa carismática que tem em Beja (das que tem dado a cara, participando em lugar de destaque nas listas). Todos, menos a lista de Lopes Guerreiro creio, aspiravam portanto a vencer esta nova Junta.
    Neste quadro exposto, porque havia o eleitorado mais conotado com o PS de votar na Dr.ª Ana Rosa?
    Aliás, o resultado final é expressivo: Venceu Miguel Ramalho (PCP), JM Sardica (PS) ficou em segundo a 362 votos e a Dr.ª Ana Rosa (PSD+CDS) não conseguiu melhor que o terceiro lugar a distantes 911 votos do vencedor.
    Face ao resultado final apurado, devolvo a pergunta: Então porque não votaram Vossas Excelências no PS para a Assembleia de Freguesia desta nova União? O PS ficou, afinal, bem mais perto que o PSD de poder vencer… É um facto objetivo!
    Analise bem os resultados antes de escrever, caro e estimado laranja amarga…

  36. Rato dos Pomares diz:

    Porquê? Porque isso seria “voto útil” e como todos sabemos, socialista que é socialista, repudia o “voto útil”. Capice?

  37. Xuxalista diz:

    Não acredita…menos se for para o lado deles….como há 4 anos. Não abram
    a pestana os PSD, não senão qualquer dia já ninguém acredita que os há em beja.

  38. Zé João diz:

    Já tinha prometido a mim mesmo, não intervir mais no tema. Pois achava que tudo o que era para ser dito, já o havia sido. Mas afinal ainda não.
    @ – Rato dos Pomares tem toda a razão. A herança jacobina e da Carbonária do PS, de que as sucessivas declarações na imprensa do Dr Mário Soares são exemplo acabado, pois com a idade já não consegue ter a devida contenção que dantes tinha. São a “prova provada” de qual é a postura do PS na politica. Pelo que os votos de há 4 anos que os PSDs lhe deram de mão beijada, e que este ano de novo aguardavam, foram e seriam de novo a custo zero.
    @ – Xuxalista – Para que continue a haver PSDs em Beja, é que alguns deram a cara por JR e a maior parte votou como votou nestas eleições. Embora isso ainda faça confusão a alguns outros que teimem em não entender o porquê.
    @ – Mundinho Falcão. não posso concordar de forma alguma com a sua análise politica em relação à União de Freguesias de Santiago Maior e de S. João Batista.
    O PS sabia de antemão, mesmo com a soma aritmética dos votos do seu lado, que nunca iria ganhar essa União de Juntas, dado o peso politico dos cabeças de lista dos seus opositores. E então resolveu pura e simplesmente queimar politicamente um dos seus quadros técnicos. Sabe-se lá porquê? No entanto e mesmo perdendo, teve uma excelente votação.

  39. laranja amarga diz:

    Eu já esperava uma resposta do genero, sr. mundinho falcao, o PSD Beja ‘parte do seu eleitorado’ apiou JPV, mas isso foi uma vez sem exemplo, ou pensariam V. Exas que o partido laranja tinha passado a rosa?
    A questão que coloquei em relação a S. João Batista, nao falando na união de freguesias, prende-se com fato de o PSD ter essa freguesia.
    Mas, aquilo que constato é que as senhores nunca serao capazes de votar no PSD, preferem que a CDU fique governe. Obrigado, o meu partido deve tirar daqui as devidas ilacoes.

  40. GONZALEZ diz:

    De facto o PS arranjou para a junta de S.João e S.Tiago Maior um candidato tipo daqueles que nem a Familia vota.
    O Sr. Sardica pode ter jeito para muita coisa , agora para se apresentar a sufrágio nem ao Diabo lembraria.

  41. Mundinho Falcão diz:

    Errado, caro laranja amarga. Errado!
    1.º – os votos não são dos laranjas, nem dos rosas, nem dos vermelhos. São das pessoas. De cada pessoa. Cada um é dono do seu voto. Os votos são das pessoas e não dos partidos. E quem achar que os votos são dos partidos terá muitos desgostos no futuro próximo.
    2.º – O PS achava realmente que podia vencer essa Junta. E por achar que podia vencer, as pessoas mais próximas do partido não iriam votar nem em Miguel Ramalho, nem na Dr.ª Ana Rosa Soeiro;
    3.º – Não sei quem o PS “prefere” entre PSD e PCP. Quando o PS concorre para ganhar, prefere-se a si próprio. Lamento que a vossa frustração, por terem ficado em terceiro na freguesia, recaía sobre o PS. É sempre bom arranjar um bode expiatório, e sacudir a água do nosso capote, culpando terceiros pelo nosso próprio insucesso/fracasso.
    O que está provado é que o PSD “corre” desalmadamente para os braços da PCP sempre que estes lhes acendam com uma coligaçãozinha. Prova disso vão ser os executivos das duas uniões de freguesias urbanas. Amor eterno (e lindo!) entre o PCP e o setor alinhado do PSD/CDS (felizmente que muita gente do PSD não se revê nessas posições “oficiais”). Parecem coligações contranatura mas pelos vistos não são!
    Assim, formulo votos das maiores felicidades. Que sejam todos muito, muito felizes e que esta União de Facto “política”, em Beja, seja duradoura!

  42. Aldeao diz:

    Ao ler determinados comentários parece-me que determinadas pessoas pararam no tempo! A seguir ao 25 de Abril defendiam que apenas os velhos e os incultos votavam no PCP. Passados 40 anos continuam a defender a mesma tese e esquecem-se que os velhos de então já morreram e que os velhos de agora eram os velhos de então. Por outro lado o Presidente da Junta Metropolitana de Lisboa pertence ao PCP e no ultimo acto eleitoral em Lisboa apesar de António Costa ter arrasado a CDU subiu em Lisboa e duplicou o número de vereadores. O facto de existirem presidentes de autarquias da CDU, mesmo com maioria absoluta, a atribuir pelouros a militantes do PSD não constitui nenhum caso invulgar, pois asseguradas as naturais divergências ideológicas (por exemplo em torno da gestão das aguas), todos os eleitos devem ter como propósito comum servir as suas populações e honrar o voto de quem os elegeu. No distrito de Setúbal existem situações destas e por isso talvez o PSD tem sobrevivido em termos autárquicos.

  43. Aldeao diz:

    Queria dizer os velhos de agora eram os jovens de então.

  44. Zezito diz:

    Que eu saiba, sempre existiram em Beja coligações do PSD com a CDU e/ou com o PS no executivo das juntas de freguesia. Porque não deveriam existir agora?
    Percebo que aos PS’s isso não interesse e até entendo que para aqueles PSD’s que andaram a apelar ao voto útil no PS estes acordos com a CDU podem dar muitas dores de barriga, mas a verdade é que nunca o PSD colocou os interesses do partido à frente dos interesses do concelho.
    E do meu ponto de vista esta é que deveria de ser a maneira de pensar de todos os partidos: “A partir do dia das eleições, vamos todos despir as camisolas partidárias e trabalhar em prol dos interesses das populações.”
    Mas não. Infelizmente ainda há partidos onde os interesses pessoais ou partidários são colocados à frente dos interesses de todos. E depois dá nisto, num concelho parado no tempo e sem futuro.
    Ao contrário do que acontece em Évora, em Beja não se sabe, e nunca se soube, fazer lobby em defesa da região porque as diferenças partidárias e outros interesses sempre foram colocados em primeiro lugar, e depois as diferenças são perfeitamente visíveis, entre uma cidade onde todos rumam na mesma direcção (mesmo com diferenças partidárias) e uma outra onde cada um faz por si.
    Deixem-se de questionar alianças e pensem é naquilo que será melhor para a população.

  45. Mafalda G Veneta diz:

    O melhor para a população seria:
    – um PCP actualizado no tempo, sem oposição barata.
    – um PSD verdadeiramente partido e assumido
    – um PS com mais comunicação para o exterior

    Agora que ocorreram as eleições o que teremos?
    – um PCP a encher os bolsos dos amigalhaços (leia-se Lendias de Encantar e outros que tais, que pouco ou nada fazem..)
    – um PSD que sempre assumirá o papel “da outra”, que nunca será uma verdadeira alternativa
    – um PS choroso a deitar as mãos à cabeça e a perguntar “porquê”…”porquê”…

Deixe Uma Resposta