Ago 30 2013

Em ano de eleições

Publicado por as 0:40 em autárquicas 2013

É assim. O povo agradece e questiona: Não podia ter sido antes?

Share

4 Resposta a “Em ano de eleições”

  1. De Barro diz:

    Não, não podia… Estas, como muitas outras coisas, só fazem sentido acontecer pertinho das eleições. Já reparou no luxo que se transformou a ciclovia de há 3 meses para cá? Já reparou na quantidade de festarolas que têm acontecido nos últimos 2 meses? Antes não havia dinheiro para nada, agora já há para tudo. (Já sei que vai aparecer por aqui o coordenador logístico do pulido, que tem 2 gémeos de 31 meses, ou outro enviado especial qualquer a criticar e a passar a mensagem de “papel de vitima” como já é habitual, mas as verdades têm de ser ditas, e têm que as gramar, é o preço que se paga por serem tachistas ou aspirantes a tal).

  2. João Honrado diz:

    haha e bem @De Barro, a obra emblemática deste primeiro mandato parece ter sido a renovação e recuperação da ciclovia, bem como festinhas e bailhos populares que têm sucedido com maior frequência nestes últimos meses.

    pouco? para mim sê-lo-á de facto mas acredito que baste para a conquista de muitos votos, os quais vão não tanto por convicção mas por se entender ser um mal menor.. mas de facto e diga-se o que se queira dizer, o que perpassa como dinamismo e proactividade durante este mandato é a capacidade para realizar festarolas para entreter a populaça, ou nichos da mesma.

  3. tigre alentejano diz:

    É por estas que as eleições deveriam ocorrer todos os anos!!!!!
    Quando vejo os comunas a criticar estas coisas, esquecem aquilo que durante toda a vida fizeram, basta consultar os programas eleitorais e folhetos da Autarquia de Beja…. um de 94 tem mais de 40 fotos do inesquecível Carreira e da sua teoria “pior, melhor” com o tri-lema desemprego, regionalização e fome – e foram os anos dourados da construção e dos milhões do IMI…. ?
    No que respeita á ciclovia, não é a obra mais importante. Antes a remodelação das vias, gás, água e esgotos em alguns casos e bocas de incêndio, SIM. A Polis esqueceu, só deu para meter ao bolso e “obras/ramiados” que agora estão fechados. LUXOS VERMELHOS.

  4. condratitorio diz:

    @ tigre– algumas pessoas pretendem que se apague a merda feita pelos 40 anos de gestão PC na Camara de Beja

Deixe Uma Resposta