Dez 15 2012

Uma coisa muito importante

Publicado por as 16:26 em A minha cidade,autárquicas 2013

DSC_0049 parque de feiras e exposições de beja
foto: joão espinho

Para o desenvolvimento da cidade e futuro da região.
O Movimento “Por Beja com Todos” não tem mais nada com que se preocupar?

Realmente…..

Share

4 Resposta a “Uma coisa muito importante”

  1. Zé Miguel diz:

    @João Espinho

    Se desse uma espreitadela ao blog do “Por Beja com Todos” (http://www.porbejacomtodos.org/), teria reparado que o Movimento tem se preocupado, até à data, com um leque bastante alargado de temas…

    – Ensino Superior
    – Reforma Administrativa
    – Orçamentos Participativos
    – Processo participativo para a indicação de potenciais candidatos
    – …

    E para além do blogue, tem dinamizado vária reuniões temáticas, com especialistas das respectivas áreas, como por exemplo sobre:
    – Desporto
    – Ambiente
    – Cultura
    – Educação
    -…

    A gestão do Parque Feiras está na ordem do dia, por isso também me parece bastante atempada a reflexão efectuada pelo movimento sobre a mesma.

  2. Paulo Nascimento diz:

    @João

    Com a experiencia e conhecimentos que têm nos assuntos do nosso concelho. É bem capaz de dar um contributo de altissima qualidade para o debate.

    Desde que não se limite a ler um par de titulos para depois postar criticas a martelo

  3. CC diz:

    Quem é o coordenador do movimento ?

    Quem é o responsável máximo do espaço referido ?

    Que se saiba é a mesma pessoa interessada em ambos, numa cajadada ” mata ” 2 coelhos, o Lopes Guerreiro !

  4. tigre alentejano diz:

    Ora claro que estão preocupados!!!!
    O Parque nasce com o evento da Ovibeja, unica “coisa” boa que nasceu em Beja desde o 25 de Abril….
    Os comunistas tentaram acabar com a Feira e entregar o espaço aos ciganos;
    Os laranjas não sabem o que fazer;
    Os rosas tentaram um parque de diversões modelo made in usa!
    As pessoas preocupam-se pelos interesses politiqueiros e aventureiros destes partidos de Lisboa que nos des-governam á distancia.

Deixe Uma Resposta