Nov 11 2012

Falta saber

Publicado por as 14:30 em Geral

O que é um governo de esquerda?!!!……

Share

15 Resposta a “Falta saber”

  1. Campaniço da cidade diz:

    Cá para mim é um pouco de coisa nenhuma!
    Um bando de pseudo intelectuais a armar ao “fino”:
    O povo pode estar e está teso e passa inúmeras dificuldades, mas está farto de lirismos: Haja que saiba mandar e dê exemplos e o resto arranja-se!

  2. Campaniço da cidade diz:

    Haja quem saiba mandar!

  3. Paulo Nascimento diz:

    @João
    Quando o PS quiser voltar a ser um partido de esquerda, ficas a saber.

  4. João Espinho diz:

    @paulo – acreditas no Pai Natal, presumo.

  5. CC diz:

    É o contrário do da ploítica do actual .

  6. Vítor Fernandes diz:

    Como diria a Lili Caneças, ser de esquerda é o contrário de ser de direita.

    Já me fartei de rir com um comentário daqui de um dos teus leitores:

    «Um bando de pseudo intelectuais a armar ao “fino”»

    quase que me deu vontade de dizer que um governo de direita é assim tipo

    Um bando de “finos” a armar em pseudo intelectuais

    (desculpem-me os intelectuais e os pseudo de eu estar a incluir os Relvas no vosso grupo, desculpam?)

  7. Paulo Nascimento diz:

    Um governo de esquerda é um governo que pões as pessoas á frente dos negócios.

    Um governo de perante a escolha entre credores e defender os direitos do povo, NUNCA HESITA. o povo está primeiro.

    Sobre o PCP, e salvaguardando as devidas diferenças, não tenho duvidas. Sobre o PS, infelizmente ainda não posso dizer o mesmo.

    já que gostam de fazer comparações entre a economia e a família. deixo esta.

    Um pai perante a escolha de pagar dividas ou alimentar os filhos.

    Se fosse aplicada a analogia.

    Um pai de esquerda alimenta os filhos.

    Um pai de direita, vendia os filhos como escravos.

    …..

    Mas isto são analogias injustas.

    Apenas digo o seguinte.

    quem põe as pessoas á frente dos interesses, é de esquerda

    quem faz o contrario, é simplesmente um criminoso.

  8. Alentejano diz:

    @Paulo Nascimento: Comentário profundamente democrático…

  9. João Espinho diz:

    @alentejano – o que mais se respira no BE é Democracia

  10. Paulo Nascimento diz:

    @joão

    Sei que ironizas. mas não tenhas duvidas que o que mais se respira é democracia.

    E digo isto com a autoridade de quem pertence á oposição interna. E darei o meu melhor para ajudar o bloco no caminho que escolheu na convenção.

    No final cantamos todos a internacional.

    uns com a letra socialista
    outros com a letra anarquista.
    e outros como eu, a letra comunista.

    Numa cacofonia de palavras entoada sob uma mesma musica. uma imagem perfeita do que é o bloco.

  11. Rato dos Pomares diz:

    Ao ler os comentários anteriores sou levado a acreditar que no fundo de cada coração bloquista há uma inconfessável admiração pelos sistemas totalitários. Quer parecer-me que são comentários que encerram princípios tão redutores que se forem gritados com convicção de cima de um púlpito por um fulano de bota de cano alto, bigode à escovinha e poupa a condizer, até podem soar bem. Na Alemanha do início do século passado diziam-se coisas semelhantes mas então, quem punha os interesses à frente de tudo eram os judeus. O resultado foi o que se viu. Mas também Franco e Mussolini, Estaline ou Mao tinham discursos semelhante. Assertivo, radical e redutor. Os males do mundo explicam-se, atribuindo-os a qualquer um que tenha ideias diferentes. Sem apelo nem agravo. Acontece que (felizmente) a realidade é muito mais complexa e tanto existe na esquerda quem ponha os interesses à frente das pessoas (e nem por isso passa a ser de direita) como na direita há quem ponha as pessoas à frente dos interesses (e de esquerda nunca será). Haja paciência.

  12. Mundinho Falcao diz:

    Estiveram reunidos 2 dias a discutir… o PS! Fantástico.

  13. João Espinho diz:

    @falcão – coisas de bicéfalos

  14. Campaniço da cidade diz:

    @Paulo Nascimento:
    Explica lá como se eu fosse muito burro: As dívidas são para pagar ou não?? Isto é tudo nosso ou como é que é ?
    E se os partidos, associações são o espelho daquilo que pretendem para os países, diz-me lá, qual é o teu país ideal?
    Coreia, Cuba ?????? URSS já não existe e a China é cada vez mais capitalista: Não percebo qual é o país onde as tuas teorias e lirismos estão aplicados: Talvez na terra do nunca ou como quem diz num mundo imaginário onde vocês trucidariam tudo e todos. Felizmente que são só meia dúzia de “gatos pingados” e agora que o outro entregou a pasta, mais rapidamente desaparecem os que cá ficaram; Não têm futuro!

  15. VIGILANTE AO LONGE diz:

    Começa a faltar a pachorra para ler tanta imbecilidade de @Paulo Nascimento: A Democracia e a Liberdade a isso nos condenam; cada qual poder dizer as alarvidades que julgar certas: Este senhor cumpre esses desígnios à letra!
    @Campaniço: Você anda distraído ? Não viu já que BE, PCP e algum PS, entendem e defendem que as dividas não são para pagar (assim disse o sr. Sócrates)! BE e PCP, têm argumentação coerente: sempre os ouvi dizer o mesmo, quanto ao PS é mais triste, melhor dizendo, é mais grave: Depois de terem armado o “calote”, não têm o menor pejo em arranjar as mais esfarrapadas desculpas de mau pagador.
    Eu por mim, não tenho dúvida nenhuma, que era melhor renegociar prazos e juros e aplicar a receita que o Dr. Miguel Cadilhe defende em artigo da Visão (Nº 1027 de 8 a 14/11 – Página 58).
    Pagar e não cometer + erros: Expurgar o aparelho de estado, empresas publicas, fundações, autarquias, etc. etc. de tudo quanto é parasita e superfúlo

Deixe Uma Resposta