Nov 13 2012

Tabernas do sul – exposição de fotografia

Publicado por as 10:25 em Fotografia

Share

2 Resposta a “Tabernas do sul – exposição de fotografia”

  1. VIGILANTE AO LONGE diz:

    Verdadeiros santuários onde reinava a amena “cavaqueira” ao fim de um dia de árduo trabalho: Excelentes momentos de convívio para degustação dos mais finos aromas e sabores do Alentejo, que é como quem diz: um bocado de pão sobrante da merenda, acompanhado de uma nesga de toucinho de sal e duas ou três azeitonas. Bebia-se do bom vinho e falava-se da vida, não importava o passado mas esperava-se alegremente o futuro.
    Depois, chegou a televisão…. chegaram as telenovelas, e com elas o fim dos conversadores, dos contadores de histórias, do prazer de conviver e conversar à volta de uma garrafa ou jarro de vinho, nem que fosse acompanhado de um bocado de pêro, marmelo ou outra coisa qualquer: Chegaram as “minis” e as outras bebidas, os outros petiscos mais finos, mais rebuscados e perdeu-se o gosto da conversa, do palrar, do contar, do dizer…… enfim chegou o tempo dos calados: Só falamos para dizer mal!
    Venha vinho!

  2. Campaniço da cidade diz:

    Isso mesmo: Venha vinho……. e do bom (abaixo o vinho a martelo)!
    É tão bom conversar….. saber conversar….. muito embora, obviamente, com opiniões diversas!
    Como se cantava no fado: “oh tempo….. volta para trás!”
    Abaixo os falsos modernismos: Viva o vinho e as tabernas do Alentejo!
    Singular e muito importante: “Vila de Frades…. já não tem abades…… mas tem adegas que são catedrais……. os seus palhetes ….. são (?)……………….. de beber e chorar por mais!
    VIVA o SÃO MARTINHO !

Deixe Uma Resposta