Arquivo de Novembro de 2012

bom fim de semana

30 de Novembro de 2012


foto: Balthazar Maisch

Share

Atenção anónimos

28 de Novembro de 2012

A Câmara Municipal de Beja disponibiliza-vos uma página onde poderão bolsar bolçar a vossa habitual azia. Aproveitem esta oportunidade de luxo. Participem, digam mal, escrevam escárnio, etc…..
A propósito: a que horas é que o PCP faz um comunicado a denunciar esta iniciativa da CMB? Onde está o Miguel? Já foi para o Congresso?

Share

3º mercado livre

27 de Novembro de 2012

Já tem data marcada: 22 de dezembro. detalhes em breve.

Share

Sebastian Vettel

26 de Novembro de 2012


Foto: Getty Images

Share

Jornalistas

25 de Novembro de 2012
Editorial do Diário do Alentejo de 23 de Novembro de 2012:


“Escrevo estas palavras com tristeza e sem uma pontinha sequer de júbilo: o “Diário do Alentejo” é um dos raros jornais em toda a região que ainda mantém uma redação ativa, dinâmica e plural. Entendendo redação como aquele lugar único onde os jornalistas, em equipa, discutem a atualidade, separam o lombo informativo das gorduras dos dias, transformam em bifes noticiosos os acontecimentos com mais sabor e melhores nutrientes. A redação é isso mesmo: uma sala de desmancha da inconsumível carcaça noticiosa que, posteriormente, é colocada nas vitrinas dos jornais, das rádios, das televisões, pronta a consumir. O jornalista é o talhante do acontecimento. E o seu cutelo afina apenas pela pedra de esmeril que resulta do seu compromisso ético e deontológico para consigo próprio e, essencialmente, para com os seus leitores, ouvintes, telespetadores. E é esta e apenas esta a única forma de aferir a qualidade do jornalista e dos produtos de serve: a manutenção imaculada e absoluta da relação de confiança que estabelece com os seus interlocutores. A montante e a jusante da notícia. E por isso escrevo com palavras desconsoladas que o “DA” terá das poucas, talvez a única redação em todo o Alentejo. Que é a menos brutal das maneiras de dizer que a comunicação social atravessa uma crise sem precedentes na nossa região. Muitos órgãos locais e regionais fecharam nos últimos tempos, outros estão em vias de encerrar, outros diminuíram drasticamente as tiragens e as edições, outros, em desespero de subsistência, fazem os jornalistas derrapar nas areias movediças da publicidade, da lavagem política, da promiscuidade. A juntar a tudo isto, outra desgraça: os órgãos de comunicação social de matriz nacional, públicos e privados, estão a desinvestir fortemente no Alentejo. O que nos deixa em plena antecâmara da orfandade noticiosa. Uma região sem uma comunicação social forte, dinâmica, livre, independente, isenta, é uma região doente e enfraquecida do ponto de vista social, cultural e, claro, económico. As notícias são a proteína, a boa proteína, de toda e qualquer sociedade, principalmente nas comunidades de vizinhança, num mundo globalizado. É na comunicação de proximidade que irrompe o direito à diferença. É aqui que nos reconhecemos uns aos outros. Que nos relacionamos uns com os outros. Que a nossa voz se faz ouvir com mais estrondo. E isso os jornalistas do Alentejo sempre perceberam. E você?” 
 Paulo Barriga 
Share

hoje é dia de cozinha

24 de Novembro de 2012

E à noite repasto no Palácio

Share

bom fim de semana

23 de Novembro de 2012

Share

Beja: os buracos da baixa

22 de Novembro de 2012

no Diário do Alentejo de amanhã

Share

O Museu Regional de Beja

22 de Novembro de 2012


Está a passar maus dias.
Curiosidade: O PCP esteve várias décadas a governar a cidade. Foi um tempo em que o património era acarinhado e a cidade brilhava resplandecente. Lembram-se do BejaPolis, não lembram?
E ainda há quem dê ouvidos ao Miguel Ramalho…

Share

ADIAFA – 15 anos estrada fora

21 de Novembro de 2012

CONCERTO | 23 NOVEMBRO | 22H00 | CASA DA CULTURA

Exposição biográfica de 17 a 30 novembro – Casa da Cultura – Beja

Bilhete concerto: 3 euros

Share

Beja – aeroporto vai receber uma clínica

21 de Novembro de 2012

O investimento é de 11 milhões de euros.

Beja merece!

Share

vamos trabalhar mais

20 de Novembro de 2012

Para ficarmos mais pobres.

Share