Out 30 2012

Sobreviveremos?

Publicado por as 19:30 em Geral

À onda aparentemente reformista que aqui se anuncia?
E no desejado debate onde estarão os verdadeiros social-democratas? Ou será que se renderam todos aos encantos do liberalismo deste governo?
A propósito: ainda há social-democratas no PSD? Se sim, estão com medo do quê? Não está já na hora de meter travões a quem anda a abusar do mandato que lhe foi conferido? Estamos à espera do quê?

Share

19 Resposta a “Sobreviveremos?”

  1. WILLY BRANDT diz:

    João Espinho– Francisco Sá Carneiro concerteza que teria vergonha que o Partido que ele fundou estivesse hoje dominado pelo mais puro liberalismo selvagem. O que é feito da solidariedade social , da justiça social , do auxilio aos mais desfavorecidos , da participação e envolvimento dos trabalhadores na gestão das empresas ? Isto é social-democracia .
    Quando hoje Passos Coelho lança a escada a Seguro para que juntos liquidem toda a área social da Constituição tive vergonha de ter colaborado na fundação de uma organização juvenil ( JSD) que gerou um lider do PSD como PPC.
    Toda aquela batalha que eu e tu travamos no inicio da Democracia será totalmente liquidada com Passos , Gaspar , Moedas e companhia.

  2. FB diz:

    A minha tradução de Partido Social Democrático actual P S D :

    Partido – quebrado

    Social – só se anti-social pelas medidas tomadas

    Democrártico – decidem alguns ( poucos ) em nome de todos e de Portugal

    Quem os viu e quem os vê, esta coligação de 132 deputados que não votam em consciência mas sim por obediência com fingimento/mentira total, face ao prometido eleitoralmente e que agora é completamente o contrário nas medidas drásticas deste Orçamento de Estado de 2013 .

  3. VIGILANTE AO LONGE diz:

    @Willy Brandt:
    Permita-me ou melhor, eu ouso fazer minhas as suas lúcidas palavras.
    Esta gente, que hoje “desmanda” nos destinos deste pobre país, não sabe às quantas anda, perdeu completamente o norte.
    Quis o destino que Francisco Sá Carneiro e Amaro da Costa partissem sem que tivessem edificado a obra que haviam sonhado: Nada do que estes “rapazolas” fazem ou dizem se inscreve no pensamento daqueles políticos: Só a forma como morreram os vergou; Qual Troika, qual Merkell, seria capaz dos subjugar?!
    Pelo que vejo, WillyBrandt, João Espinho e muitos outros, fomos e manifestámo-nos social democratas, numa altura em que era difícil, contra tudo e todos: Era o tempo da luta pelos idiais , pela convicção. Com a chegada dos “Cristãos novos” e em nome do interesse económico e financeiro de cada um, tudo é possível. Chego a admitir, que muito lamentavelmente, começam a existir matérias, nas quais e a contra gosto, tenho de dar razão aos comunas!
    Para honrar a memória de Sá Carneiro, Amaro da Costa e de tantos outros, é absolutamente necessário que se denunciem todas as atrocidades e compadrios que nos querem impingir quase ditatorialmente!
    Lutemos por um país, onde haja prosperidade para quem trabalha e para quem investe, não esquecendo aqueles que já deram o seu contributo à sociedade: VIVA A VERDADEIRA SOCIAL DEMOCRACIA!

  4. WILL BRANDT diz:

    FB — é óbvio que v. EX ª , como porta-voz oficial quer do PS quer de Pulido Valente , não olha para os esqueletos que tem no seu armário. O seu ” amado ” Socrates conduziu uma politica tão reaccionária e destruidora da classe média como aquela que está a ser conduzida por Passos Coelho.
    PS — não venha com aquela lenga-lenga de que não é militante do PS e que só é amigo do Carlos Figueiredo e do Pulido Valente.

    VIGILANTE AO LONGE — Quer o PSD quer o PS já não têm qualquer ideologia , preocupando-se apenas na manutenção dos interesses daqueles que constituem o ” Centrão ”

    Aquelas Universidades de Verão que os ” jotinhas ” anualmente organizam mais acertadamente se deveriam denominar ” universidades da velhacaria ” ”

    Por ultimo só uma questão acerca de um assunto ” tabu ” —- ” O QUE PENSAM OS BEJENSES E OS BAIXO-ALENTEJANOS ACERCA DO PAPEL DESENVOLVIDO PELO CABEÇA DE LISTA DO PSD NAS ULTIMAS LEGISLATIVAS ” ???????

  5. João Espinho diz:

    @Brandt – assunto tabú? Foi o maior plof! da história recente do PSD bejense. As consequências vão surgir nas próximas eleições

  6. Campaniço da cidade diz:

    Bom…… vamos lá chamar os bois pelos cornos!
    O cabeça de lista, traiu os alentejanos, os bejenses: Devia ter dito eu não vou para o parlamento, se o tivesse dito atempadamente, eu como muitas outras pessoas, não votávamos, evitando que esse asqueroso MA tivesse assento na AR. (está lá a fazer o quê ? puxar lustro às cadeiras ??????).
    Os políticos deviam ser responsáveis por aquilo que prometem e na sua falta, ser criminalmente condenados. Muita gente (eu inclusivé e toda a minha família) votou PSD, como quem diz, no C. Moedas, e agora sentimo-nos ultrajados porque o M.A. é um rapazinho amigo dos seus interesses e sem qualquer visão orientadora do futuro de Beja e do Alentejo. FORA…… JÁ! eu não me revejo nesta canalha!
    Willy Brandt e Vigilante………. Tenham coragem e saiam da sombra e enfrentem estes bandidos, porque são iguais ou piores
    que a brigada brejenev!

  7. Paulo Nascimento diz:

    Também o Hitler pôs a palavra Socialismo no partido dele, e o povo foi bem enganado, com as consequências que se conhecem.

  8. WILL BRANDT diz:

    @ joão espinho— é óbvio que o Moedas foi um perfeito flop
    Quando me refiro a ” assunto tabu ” quero unicamente referir a minha surpresa de nenhum dos dirigentes do PSD /Beja ter a seriedade e a honestidade intelectual de assumir que o candidato por eles proposto, e em quem muitos de nós votamos, se tem revelado de uma total nulidade na defesa do Distrito que o elegeu.
    Esta volatilidade no comportamento de Carlos Moedas até não seria de admirar para os dirigentes do PSD , pois concerteza terão assistido ao apoio entusiástico á candidatura de Paulo Rangel e á imediata transferência desse ” entusiasmo ” para Passos Coelho mal se consumou a derrota de Rangel.

    @campaniço da cidade – estou totalmente de acordo consigo acerca desse ” objecto ” que se chama MS.

  9. João Espinho diz:

    @paulo n – fazer essas comparações aprende-se nos manuais Estalinistas, certo?

  10. João Espinho diz:

    @w. brandt – os dirigentes do PSD/ Beja andam distraídos 🙂

  11. Paulo Nascimento diz:

    Quantos idosos têm de escolher entre morrer de fome, ou morrer por falta de medicação ?

    Quantas crianças passam os dias apenas com uma sopa e a refeição que têm na escola ? (se a escola não a impedir de comer)

    Quantas famílias ficam na rua porque deixaram de poder pagar a casa , porque perderam o emprego ou lhes foram roubados ordenados ?

    Quantos cidadãos morrem nas estradas nacionais porque não podem pagar portagens em autoestradas que já estavam pagas ? (Ex.. via do infante )

    Quantos se suicidam em terras isoladas porque não têm televisão em casa, porque foi mais importante garantir os lucros da tvpaga ?

    Quantos morrem em casa porque não têm dinheiro para pagar taxas INCOSTITUCIONAIS no SNS ?

    ….

    Dar prioridade ao capital em detrimento do povo É CRIME .. mesmo que não esteja na escrito nos livros de lei…..

    Durante a segunda Grande guerra foram cometido crimes tão ediondos que ninguem contestou a justica de condenar os nazis de forma rectroactica, por uma lei que não existia aquando do cometimento de tais crimes.

    Os nazis de hoje, que matam o povo á fome para garantir os negócios dos culpados desta crise. devem ser condenados pelos crimes que estão cometendo.

    Os Deputados que votam a favor destas leis….

    O Presidente da republica que se recusa a parar este crime.

    Os Juizes do TC que declaram leis inconstitucionais , mas inventam excepções QUE NÃO EXISTEM, para suspender a constituição durante um ano.

    Os parasitas dos Bancos e grandes empresários, que lucram com a miséria do povo….

    Tal como os Nazis, condenar esta gente á EXPROPRIAÇÃO de todos os seus bens, e a 25 anos de TRABALHOS FORÇADOS.

    ….

    E podem ter a certeza que esse dia chegará…..

  12. Paulo Nascimento diz:

    @João

    Nos manuais de Bakunin e do Trostsky tambem se lê lá umas coisas

  13. João Espinho diz:

    @paulo – e todos terão que passar pelo campo pequeno, não é? Ainda bem que o povo não vos dá o voto. Estávamos todos f*******

  14. Paulo Nascimento diz:

    @João

    Não falei em Campo Pequeno, e apenas acuso os responsaveis com poder para cometer tais crimes. e refiro-me a processos judiciais normais. apenas a lei è rectroactiva.

    Não falo em execuções. apenas no maximo previsto no nosso codigo penal. de acordo com as responsabilidades apuradas.

    falo em justiça, e não em caça ás bruxas.

    de certeza que muitos militantes e eleitores deste governo estarão revoltados com esta gente.

    uma coisa são ideais de direita. outra coisa são crimes contra o povo.

    @joão. espero que percebas que já passou o tempo dos exessos do PREC. o que temos de pedir, é justiça. não vimgança.

    vá lá, não me digas que não gostavas de ver esta gente presa.

  15. Campaniço da cidade diz:

    @Paulo Nascimento:
    O teu país não é este, nem esta Europa: Vai para a Coreia, lá é que estarás bem!
    Se vocês um dia tivessem uma nesga de poder, cometeriam as mais cruéis atrocidades em nome do povo, que tanto querem defender. A vossa frustração é enorme, porque o povo não vos passa qualquer “cartolina”.
    Nos teus escritos, ressalta o ódio visceral que te envenena o pensamento: Trata-te……. ainda és capaz de ir a tempo!

  16. Cotão do Umbigo diz:

    Neste caso acho que o P Nascimento até tem razão, mas… acho que o Campo Pequeno seria mesmo PEQUENO!!!
    A corja de salteadores é tão grande que dificilmente lá cabe.
    Piras e mais piras, precisam-se!

  17. VIGILANTE AO LONGE diz:

    @Paulo Nascimento e @Cotão do Umbigo:
    Os excessos do PREC, deixaram marcas muito profundas em muitas pessoas: Vir agora falar do Campo Pequeno, como esse facínora do Otelo falou é no mínimo diabólico. A justiça que Paulo Nascimento preconiza está perto dos julgamentos populares de 1975. Prec/Gonçalvismo/comunismo………NUNCA MAIS!
    Agora há salteadores, assaltantes fiscais. etc. etc. e o que houve em 1975, 76 ………e nos anos que se seguiram ???? Roubo/reforma agrária, nacionalizações, etc. etc. Vivemos num país de ladrões: uns de uma cor outros de outra!

  18. BANDEIRANTE diz:

    @VIGILANTE AO LONGE— Pelo menos aqui na nossa zona , constata-se que alguns desses facínoras que em 74-76 queriam matar tudo e todos , são hoje destacados Quadros do PSD , tendo alguns sido nomeados para cargos na Administração Publica pelo Governo de Coelho , Gaspar e Moedas.

  19. Campaniço da cidade diz:

    @Vigilante e @Bandeirante:
    Ambos com toneladas de razão!
    Bom senso, Precisa-se! O grande problema de Portugal é “Os excessos”: Cultivamos o lema do oito ou oitenta! Sempre tem imperado o radicalismo, de esquerda ou de direita: Não importa, o que é preciso é fracturar! Sem aproximações, sem cedências, sem conciliações, não chegamos a lado nenhum, afundamo-nos cada vez mais!

Deixe Uma Resposta